*****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ NO BLOG PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 719, referente ao período de 16 a 22 de junho de 2019. ***** Editor: Daslan Melo Lima - Timbaúba, Pernambuco, Brasil. ***** Contatos : (81) 9-9612.0904 (Tim / WhatsApp). E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 15 de junho de 2019

A canção do vento


          Cheguei a uma festa junina antes de acenderem a fogueira de Santo Antônio. Deixei-me ficar ao sabor das recordações que o Dia dos Namorados trazia: paixões que hoje são cinzas e paixões que ainda são fogo. 

------------

          Depois da fogueira acesa, aproveitei o ensinamento do vento. Ele acelerava o fogo e diluía minhas reflexões em experiências e lições.
--------------------
Daslan Melo Lima 
Engenho Bomfim
Ferreiros, PE
Junho/2019
----------

PELO SIMPLES FATO DE EXISTIR


"Nunca deixe de ter em mente que o simples fato de existir já é divertido", disse um dia a atriz Katharine Hepburn


          Final de jogo na Ilha do Retiro. Sport Club do Recife, 1 x CRB, 0, pelo Campeonato Brasileiro, Série B. Em Alagoas, estado onde nasci, torço pelo CSA, mesmo assim não fiquei muito confortável torcendo contra o CRB. 

         A vida no entanto é feita, também, de paixão por isso ou aquilo, e "o simples fato de existir já é divertido". Por isso, apesar de ser alagoano, minh'alma rubro-negra foi ao delírio.

-------------
Daslan Melo Lima
Timbaúba, PE
Junho/2019

----------

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO - Programação junina oficial 2019


*****

SESSÃO NOSTALGIA - Ivone Preussler, Top 3 no Miss Brasília 1959, Musa da Seleção Brasileira de Futebol 1962

Daslan Melo Lima



 Manchete Esportiva - Ano IV - Número 185 - Junho 1959
----------

          Uma jovem de 17 anos de idade chamada Ivone Preussler, gaúcha de Caxias do Sul, descendente de alemães e austríacos, escreveu um dia uma carta solicitando emprego à empresa de aviação Panair do Brasil. Ela tinha visto um anúncio num jornal e queria conhecer o mundo. A resposta foi dada em 1958, um ano depois. Após ter sido selecionada para trabalhar como aeromoça, Ivone passou a morar no Rio de Janeiro, na época Distrito Federal.   
         Em 1959, candidatou-se ao Miss Distrito Federal representando a Associação Atlética Tijuca. No mesmo ano, antes da realização do Miss Distrito Federal, disputou o primeiro concurso de Miss Brasília, conquistando o terceiro lugar. A futura capital do país só seria inaugurada no ano seguinte, mas enviou sua representante ao Miss Brasil: a carioca Marta Garcia
----------
   Ivone Preussler,
segunda edição de Marta Rocha 


Há quem diga, de Ivone Preussler: "é uma segunda edição de Marta Rocha". Mas quem vê passar a imagem, inesquecível de Ivone Preussler, fala com a menina, mergulha no abismo azul dos seus olhos, há de escutar, na mais doce e maior perplexidade: "Não seria Marta Rocha uma segunda edição de Ivone Preussler?"
Com os seus 1,68 de altura; 90 de busto; 48 de cintura; 95 de quadris; 56 de coxa e 21 de tornozelo, a lourinha representante de Associação Atlética Tijuca é miss por vocação. E creiam: poucas conseguem ser tão miss como Ivone, tão absurdamente linda! Dir-se-ia uma predestinação; Ivone traz, do berço, os dons de corpo e de espírito que compõem uma verdadeira miss. É miss por destino e muito dificilmente deixaria de ser Miss Distrito Federal. 
(Alô, Zona Norte, coluna de Carlos Renato. Revista Manchete Esportiva - Ano IV -  Número 185 - Segunda quinzena - Junho de 1959).
----------
Ivone Preussler,
Top 3 no Miss Brasília 1959

TOP 3 DO MISS BRASÍLIA 1959 - Brasília, Palace Hotel, 23/05/1959.  Eram quatro goianas, duas amazonenses, três fluminenses, quatro cariocas, uma baiana, uma gaúcha e outra sergipanaAo centro,  Marta Garcia, Miss Brasília 1959, natural do Rio de Janeiro, professora particular de inglês, morena de olhos verdes, 1,70 de altura, 20 anos, praticante de vôlei e ballet; à esquerda, Marcli Rosseti dos Guimarães, segunda colocada, 1,60 de altura, professora de francês, morena de cabelos longos. Ela e Marta Garcia tinham disputado o Miss Clube Militar, no Rio de Janeiro, ocasião onde Marcli foi a primeira colocada e Marta a segunda. Marcli ficou em quinto lugar no Miss Distrito Federal. À direita, Ivone Preussler, terceiro lugar, aeromoça, gaúcha de Caxias do Sul. ***** Foto: revista O Cruzeiro.
----------
Ivone Preussler, 
Musa da Seleção Brasileira de Futebol 1962

----------
----------
Ivone Preussler e Mané Garrincha (1933-1983) - Fotos: Arquivo Pessoal
----------

         O título de Musa da Seleção Brasileira de Futebol 1962 foi outorgado pelos próprios jogadores que voaram do Chile, de volta para o Brasil pela Panair, consagrados como bi-campeões do mundo. A empresa  encerrou as atividades em 1965, e Ivone foi trabalhar no Departamento de Saúde Pública da cidade do Rio de Janeiro.  
----------
Foto: Raul Spinassé / Folhapress. Maio/2014

         Casada com o economista Miguel Alves Dias, Ivone Preussler é hoje uma senhora jovial, simpática e feliz que reside em Salvador, Bahia, muito querida por todos, principalmente pelos netos. 
        Continua Miss, para sempre Miss. Como escreveu o jornalista Carlos Renato na Manchete Esportiva daquele setembro de 1959, "dir-se-ia uma predestinação; Ivone traz, do berço, os dons de corpo e de espírito que compõem uma verdadeira miss."

*****


PASSARELA CULTURAL
Edição nº 719, período de 16 a 22 de junho de 2019 
---------------------

Passarela Cultural *** Passarela Cultural *** Passarela Cultural

Aqui termina mais uma edição de PASSARELA CULTURAL
Navegando abaixo, você encontrará  a seleção das edições anteriores.  

----------
“Gosto que me leiam e saibam o que acho das coisas. É uma forma de existir. Trabalho é a melhor maneira de escapar da realidade. “ 
- Paulo Francis  (1930-1997) pseudônimo de Franz Paulo Trannin da Matta Heilborn,  jornalista carioca, escritor, articulista e crítico de teatro, literatura e arte.

----------
----------

segunda-feira, 10 de junho de 2019

Administrando velhas emoções inacabadas



- "Quero uma imagem minha no meio daquele desenho, a fim de me sentir anjo e alçar voo." Não resisti ao desejo do menino que vive o tempo todo ao meu lado. 

- "O que custaria você ter feito outrora algumas das minhas vontades?" Pergunta o garoto introvertido que um dia eu fui. Respondo: - "Não custaria nada, mas me custa hoje administrar velhas emoções inacabadas."
--------------------
Daslan Melo Lima
Timbaúba, PE
07/06/2019

----------

Que pena, "star", que pena


Não citarei teu nome, não faria essa indelicadeza contigo. Vou te chamar de "star", simplesmente "star". Faz tempo que não conversamos como antes, sobre a vida, o tempo, livros, música... O pouco que tu falas comigo é através do Facebook ou Instagram. Os textos, outrora mais ou menos longos, foram reduzidos a quase monossílabos: vc, facu, rlx, sqn... E vejo que daqui a pouco nem isso, apenas emoctions e giffs.
          Esse carro que custou uma fortuna te aprisiona, pois nem sequer tu deixas de lado para fazer uma caminhada. E aquele livro que te dei há três anos? Tenho certeza que não lesses, o WhatsApp não deixa. 

         Singelas flores azuis estão decorando a frente de uma casa no nosso bairro. Elas combinam com o céu, mesmo quando as nuvens se tornam cinzas, mas o teu mundo virtual é mais importante que o nosso mundo real. 
          Que pena, "star", que não vais hoje admirar essas flores azuis. Talvez nem estejas lendo esta crônica. Que pena, "star", que pena.
--------------------
Daslan Melo Lima
Timbaúba, PE
Junho de 2019
----------

EL DIA QUE ME QUIERAS




Entre as cidades que estão no roteiro dos 96 km que separam Timbaúba do Recife, uma encanta pelo nome: Buenos Aires, homônimo da capital da Argentina.
        Já não me incomoda tanto fazer certas vontades do menino sonhador que um dia fui. Ele desce do carro imaginando ouvir um famoso tango argentino. Faz pose para uma foto e volta renovado cantando.
         "El día que me quieras, la rosa que engalana / Se vestirá de fiesta con su mejor color / Y al viento las campanas dirán que ya eres mía / Y locais las Fontana se contarán su amor."
--------------------
Daslan Melo Lima
Timbaúba, PE
30/05/2019
---------

*****


DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO - Encantos, estrelas e desencantos

ENTRE ENCANTOS E DESENCANTOS 


Como acontece duas vezes por ano, precisei mandar podar o meu pé de acácias amarelas, a fim de evitar problemas aos fios da rede elétrica.


----------

Cada galho que caía soava como um pranto abafado da minha árvore. Os que escapavam pareciam mãos a suplicar clemência. Escondido entre as folhagens, apareceram flores e sementes, como símbolos da vida que continua.


Doei os galhos cortados para alimentar uma fogueira de São João. Entre encantos e desencantos, a vida precisa ser reinventada durante nossa passagem por este planeta conturbado.
-------------
Daslan Melo Lima
Timbaúba, PE
06/06/2019

----------

ESTRELAS




Ainda não há estrelas decorando o céu, enquanto a tarde do último dia de maio se despede do calendário de 2019. 


Impressão de que as luzes das casinhas do morro irão se espalhar pelo céu timbaubense, caso as estrelas não apareçam logo mais.


Contemplo o cenário certo de que a noite terá lições para me ensinar, independente se o céu estiver iluminado por estrelas. 
----------
Daslan Melo Lima
Timbaúba, PE
31/05/2019

*****
.

SESSÃO NOSTALGIA - Ana Cláudia Pessoa Romão, Miss Pernambuco Mundo 1990 e Miss Pernambuco Universo 1992

Daslan Melo Lima




          A primeira vez que vi Ana Cláudia Pessoa Romão foi na passarela do Clube Internacional do Recife, na noite de 19 de março de 1988, quando ela representou a empresa Wanderley Cabeleireiros no concurso Miss Pernambuco 1988, tendo se classificado entre as finalistas (Top 10). O evento, no qual saiu vencedora Ana Maria Guimarães, Miss Clube Rodoviário, semifinalista (Top 12) no Miss Brasil 1988,  foi uma realização da empresa Jornal do Commercio, sob a coordenação geral do jornalista e escritor José de Souza Alencar, o Alex (1926-2015), tendo como coordenadores executivos Fernando MachadoMuciolo Ferreira,  Hilda e Xuruca Pacheco
----------
          
Ana Cláudia Pessoa
Miss Pernambuco Mundo 1990


Ana Cláudia Pessoa representou a Caixa Econômica Federal no concurso Miss Pernambuco 1990, o primeiro produzido por Miguel Braga. Naquele ano não houve o Miss Brasil versão Miss Universo. Pela primeira vez, desde 1954, o país não enviou representante. Ana Cláudia representou Pernambuco no Miss Brasil versão Miss Mundo, conquistando o terceiro lugar. O certame foi realizado no dia 22 de setembro de 1990, no Auditório do Centro de Convenções de Brasília, com a participação de 27 candidatas.  


TOP 3 - MISS BRASIL MUNDO 1990 - A vencedora Karla Cristina Kwiatkowski , do Paraná. ladeada por Leila Schuster, do Rio Grande do Sul, segundo lugar, e Ana Cláudia Pessoa, de Pernambuco, terceiro lugar.  ***** Karla Kwiatkowski  tinha sido Miss Simpatia, Melhor Cabelo e semifinalista (Top 12) do Miss Brasil Universo 1988. Leila Schustersegunda colocada no Miss Mundo Brasil 1990, foi indicada Miss Brasil para o Miss Universo 1993, onde foi semifinalista (Top 10). ***** Fotos: revista Manchete.
----------

Ana Cláudia Pessoa
Miss Pernambuco Universo 1992

----------
                            

O estado de Pernambuco foi representado no Miss Brasil Universo 1992 por Ana Cláudia Pessoa,  Miss Pernambuco Mundo 1990. Karine Tavares, representante do Clube Náutico Capibaribe, eleita Miss Pernambuco 1992, foi enviada para o Miss Mundo Brasil e se destacou como finalista (Top 5). 


Wanderley Oliveira, famoso cabeleireiro, proprietário da empresa Wanderley Cabeleireiros, foi o grande incentivador de Ana Cláudia. Ele faleceu no dia 12 de fevereiro deste ano, vítima de problemas de saúde decorrentes de Distrofia Muscular. ***** Recentemente, Ana postou em sua página no Facebook: "Tanta falta você faz meu grande amigo, mais que amigo. Pai de coração, conselheiro nas horas difíceis e profissional na hora de me deixar maravilhosa através do seu trabalho perfeito." ***** Fotos: Acervo de Ana Cláudia.
----------

Ana Cláudia Pessoa
As liços que ficaram

       "Quais lições você retirou desse universo de misses? Qual conselho que fica para as próximas misses pernambucanas?" Essa pergunta foi feita a Ana Cláudia  em julho de 2013, no misspernambuco.blogspot.com  . Eis a sua resposta: 

            Aprendi muito durante os anos que usei a faixa efetivamente. Eu era a Miss Pernambuco Ana Cláudia Pessoa, como já disse antes. Com muito trabalho, personalidade, atitude, consegui transformar este título e trazer o meu nome em primeiro lugar. 
        A mensagem que gostaria de deixar para as Misses é que elas nunca deixem a sua essência mudar, nem deixem que alguém tente mudá-la. Na hora de dizer não digam Não, marquem pela diferença. Foi assim que consegui passar de Miss Pernambuco Ana Cláudia Pessoa para Ana Cláudia Pessoa, Miss Pernambuco. 
        Peço desculpa aos leitores citar sempre esta mudança, mas acho que é de muita importância, pois os concursos passam e as Misses têm que aproveitar o momento para começar a construir a sua estrutura profissional e não só, independente da carreira que irá seguir. 
     É sempre uma grande oportunidade de conhecer pessoas formadoras de opinião de várias áreas, que no futuro poderão ajudar de alguma forma. Foi isso que fiz, e me considero feliz depois de 23 anos que fui eleita ter a minha vida estabilizada.
        Obrigada a todos que fizeram parte deste caminho, obrigada.

----------

        Ana Cláudia Pessoa Romão, ou simplesmente Ana Cláudia Pessoa, morou doze anos em Portugal. Casou, separou-se, tem uma filha, trabalha como micropigmentadora e massoterapeuta e cursa Fisioterapia. Tem orgulho dos títulos de beleza conquistados e adora rever pessoas da época em que brilhava nas passarelas. Bonita, de bem com a vida, alegre, simpática e elegante, chama a atenção em todo lugar onde chega.   


         Estive ao seu lado na comissão julgadora do concurso Miss Brasil Latina 2019, no júri técnico, 20 de maio,  e na noite final, 22 de maio. Quando pedi para tirarmos uma foto, eu disse: "Você é alta e vou ficar baixinho se ficar em pé ao seu lado. Você pode ficar em pé e eu sentado?" Ela riu muito e concordou. Como não amar uma Miss assim? 

                                                   *****

domingo, 2 de junho de 2019

Gabriel Diniz, um legado de alegria


Em dezembro do ano passado, numa dessas noites em que o sono faz greve com a gente, liguei a televisão no momento em que Gabriel Diniz explicava ao Pedro Bial como era o seu estilo de se vestir. Adorei seu sotaque paraibano, sua alegria, seu talento, seu carisma.
      Fiquei triste na segunda-feira, 27 de maio, com a morte trágica e prematura do cantor. Perdão, Senhor do Universo, mas ninguém deveria fazer a Grande Viagem assim, tão jovem assim.
     Se o sono hoje demorar a chegar, vou rever aquela parte do programa do Bial. Vou pedir a Deus que a essência do Gabriel Diniz esteja encantando um planeta menos conturbado. Amém. Assim Seja. 

     Meus sentimentos para os familiares do artista e dos pilotos Linaldo Xavier e Abrahão Farias.


---------------

 "Este momento que a gente está passando é difícil, muito difícil. Às vezes você pensa que está sonhando, mas não está. Eu falo para os fãs, para as pessoas, para que não se sintam tristes. Gabriel é, para mim, maior representatividade da alegria. Não me incomodo que as pessoas se manifestem com alegria neste momento. A gente tem que guardar as coisas boas que ele deixou pra gente", disse Cizinato Diniz, pai de Gabriel Diniz, em entrevista à TV Globo, transmitida no "Mais você" na manhã da terça-feira, 28 de maio.

----------
Daslan Melo Lima
Timbaúba, PE
02/06/2019

----------
Trecho da participação de Gabriel Diniz no programa "Conversa com Bial", 11/12/2018:
>>>>>>>
Reportagem sobre a morte do Gabriel Diniz no programa Fantástico,
https://www.youtube.com/watch?v=xTFEX9JSuiQ
*****

domingo, 26 de maio de 2019

Para um domingo nublado




Aciono o zoom e uma das encostas do Alto Santa Terezinha fica a um passo da minha rua, a um passo de mim.


Em Timbaúba, minha adotiva terra pernambucana, deixo que o menino que um dia eu fui "viaje" para onde desejar. O cenário leva suas fantasias para Campos do Jordão, graças ao clima nublado, e para Paris, graças à "réplica" da Torre Eiffel.

Enquanto chove lá fora, estou pronto para uma viagem dentro de mim, ao encontro do que já perdi e ganhei nesta aventura fantástica chamada Vida.
-------------
Daslan Melo Lima
Timbaúba, PE

19/05/2019


----------



ATÉ CHEGAR À PRÓXIMA ESQUINA


Uma chuva fina começa a cair na manhã nublada. Dobro a esquina e me deparo com uma mulher caminhando com uma sombrinha da cor do sol. 


Faço uma pausa na minha caminhada e clico o instante que daqui a pouco será passado. 

Logo mais a chuva fina terá cessado ou aumentado. Pouco importa. 

Diminuo meus passos para apreciar o sol que a mulher espalha, até chegar à próxima esquina. 
----------
Daslan Melo Lima 
Timbaúba, PE
24/05/2019
----------



SHOW DE SILÊNCIO


Na noite chuvosa, chego em Timbaúba, vindo do Recife, quando o relógio marca meia-noite. As imagens remetem a um show pirotécnico sem fogos e sem som. 


Aguardo respostas do destino em comunhão com o silêncio. Silêncio lá fora em sintonia com minhas perguntas silenciosas.
---------
Daslan Melo Lima
Timbaúba, PE
21/05/2019

*****

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO - João Cunha, um nome para a história da música timbaubense


>>>>> Ele partiu no dia 28 de abril, deixando seu Piston, saudade e um legado precioso



         José Firmino da Silva, timbaubense nascido no dia 12 de agosto de 1932, herdou o apelido “João Cunha”  de João Trajano Cunha, oficial da Polícia Militar, seu ex-mestre em música e na arte de sapateiro. Foi aluno do célebre regente Amaro Jorge, de 1943 a 1946. Era casado com Cremilda Francisca da Silva, mãe dos seus cinco filhos: Maria José (falecida), José Eraldo, Maria Cristina, José Efigênio e Cristiane Maria. João Cunha nunca fumou e nunca ingeriu nenhuma bebida alcoólica.  Chegou a morar vinte anos no Rio de Janeiro e tocou na Banda Comercial de Petrópolis.
     Em depoimento à TIMBAÚBA EM FOCO, sua filha Cristiane Maria, professora, disse:  “Meu pai era um homem vaidoso. Adorava samba e carnaval. Era um homem moderno, acompanhava a evolução do tempo. Tinha um espírito muito jovem. Curtia as músicas de Maurício Reis, Bezerra da Silva, Nelson Gonçalves e Ângela Maria. Amava tocar hinos esportivos e popularizou o hino da Escola Municipal Dr. Antônio Galvão Cavalcante (Ginásio Municipal).  Gostava muito de andar de bicicleta, só parando depois que passou a sofrer de labirintite. Vermelha era sua cor favorita. Torcia pelo Sport Club do Recife e Fluminense Futebol Clube. Jogou muito nas peladas dos bairros de Timbaúba. Acordava as quatro horas da manhã para jogar bola em Catucá e Limoeirinho. Morava na rua da Mangueira e viveu a maior parte da sua vida na Travessa do Índio. Humilde, não gostava de se envolver em política- partidária, mas fazia questão de exercer a cidadania. Perdeu a batalha para um câncer de próstata, doença diagnosticada em 29 de abril do ano passado.”
   Em sua página no Facebook, a Sociedade de Cultura e Musical 1º de Novembro, a popular Pé de Cará, onde o corpo foi velado, assim se manifestou: “ ... Ele sempre inspirou e inspira até hoje cada músico e aluno a chegar na idade que chegou servindo à 1° de novembro e à música. O Sr. Cunha falava a todos de seus feitos (...)  e alegrava cada companheiro de banda tocando as suas interpretações de Na Glória e Piston de Gafieira, que, de certa forma, ficarão sempre associadas em nossas memórias a ele. Um exemplo para nós como músico dedicado e motivador...  Deixou na Santa Cruzada um exemplo melhor de ideal e está na história! ”
----------
Agradecimento: professora Cristiane Maria.  ***** Referências para pesquisa no Google: 1) Sr. Cunha - trompete - Banda Pé de Cará, Timbaúba/PE *** 2) Hino da Escola Dr. Antônio G. Cavalcanti.
----------
Matéria publicada na página de História da revista TIMBAÚBA EM FOCO, Abril/2019, Edição 96.

*****