a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 595, referente ao período de 25 de setembro a 1º de outubro de 2016. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 17 de setembro de 2016

Domingos Montagner, entre lágrimas e lendas,uma estrela no céu




           Ficção e realidade deram as mãos na quinta-feira, 15, em Canindé de São Francisco, SE, para compor o cenário da partida do ator Domingos Montagner, o "Santo" da novela global Velho Chico
         Diz uma lenda que uma índia chamada Irati apaixonou-se por um índio da tribo inimiga. Durante uma guerra, o amado de Irati perdeu a vida. Inconformada, a índia caiu em prantos e suas lágrimas formaram o Opará ( rio-mar), nome indígena do Rio São Francisco.

    
      Outra  lenda, a do sono, conta que o Velho Chico, que trabalha o dia inteiro para atender as necessidades das pessoas, adormece por alguns minutos à meia noite, momento em que as almas dos afogados se dirigem para as estrelas.
        Como ficará o final da novela? Espero que seja em ritmo de realismo fantástico, mostrando a imagem de Domingos Montagner se transformando em mais uma estrela no céu.
---------
- Daslan Melo Lima.


*****
REFLEXÃO

"O homem não é uma criatura destinada à felicidade. Ele é confrontado com esta angústia que não existe no animal: a consciência do futuro. E, ainda mais, a da morte." 
- Anthony Borges (1917-1993), musicólogo e escritor inglês, autor de "Laranja Mecânica".

*****


AGENDA


18 de setembro, domingo, Dia dos Símbolos Nacionais - Dia da TV Brasileira - Dia do Perdão - Início da Semana Nacional do Trânsito (até dia 25/09)
19 de setembro, segunda-feira, Dia do Ortopedista 
20 de setembro, terça-feira, Dia do Engenheiro Químico - Dia da Revolução Farroupilha
21 de setembro, quarta-feira, Dia da Árvore - Dia do Fazendeiro - Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência - Dia Mundial do Mal de Alzheimer - Dia Internacional da Paz das Nações Unidas.
22 de setembro, quinta-feira, Dia do Técnico Agropecuário -  Dia de Defesa da Fauna - Dia da Banana - Dia Mundial sem Carro
23 de setembro, sexta-feira, Dia Internacional da Memoria do Comércio dos Escravos e sua Abolição
24 de setembro, sábado, Dia do Soldador

                                                *****

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO




A FET, Fraternidade Espírita de Timbaúba convida a todos para a apresentação do cantor lírico e tenor paulista Allan Vilches
Noite especial, única apresentação, nesta segunda-feira, dia 19, às 20 horas. Local: FET, rua Irajá d'Almeida Lins, 84, bairro de Santa Ana. Entrada Franca.
"O objetivo essencial da arte, já dissemos, é a busca e a realização da beleza; e, ao mesmo tempo, a busca de Deus, uma vez que Deus é a fonte primeira e a realização da beleza física e moral" - Léon Denis (1846-1917), pensador espírita.

*****



Já está circulando a nova edição do jornal CORREIO DE NOTÍCIAS. Para acessar todos o contéudo da publicação, basta um clique neste link: 

*****



O Grupo de Teatro Asces apresentará no sábado, dia 08 de outubro, às 19h30min, no auditório do Colégio Cenecista, a peça O MENDIGO E O CANDIDATO, com a participação e direção de Dierson Leal. Organização: Funjader, Fundação Jader de Andrade. ***** Maiores informações: (81) 9.9116-7613. 

*****

SESSÃO NOSTALGIA - Miss Brasil Latina 2017

Atenção! 
Esta matéria ainda está em construção, pois há outros textos e imagens pendentes para postagens.
Grato a todos pela atenção.
Daslan Melo Lima


Teatro Luiz Mendonça, Parque Dona Lindu, Boa Viagem, Recife, PE. Terça-feira, 13/09/2016. ***** Bianca Dias Lopes, 19 anos, 1,72 de altura, Miss São Paulo Latina, é eleita Miss Brasil Latina 2017, e irá representar nosso País no concurso Miss América Latina del Mundo, próximo ano, em Cancun, México. 
                                ----------

      Foi uma grande satisfação compor a comissão julgadora do concurso Miss Brasil Latina 2017, em suas duas etapas, a preliminar, como júri técnico que apontou as doze semifinalistas, e a final, que indicou as finalistas e a vencedora.

A PRELIMINAR

       Domingo, 19 horas, em um dos salões do Recife Praia Hotel, Boa Viagem, Recife, PE. Logo mais terá início o desfile em traje de banho das 20 candidatas ao título de Miss Brasil Latina 2017. 
     Fernando Bandeira Diniz, coordenador geral do certame, convida os componentes do júri técnico para passar algumas orientações:  o Miss América Latina Del Mundo busca uma garota magra, com curvas, e não uma magérrima; embora o termo latino possa remeter a alguém com trejeitos à la Carmem Miranda, com requebros e exageros, isso não tem nada a ver com a essência do concurso; a latinidade desejada requer um rosto bonito, graça, comunicação, um corpo harmonioso, determinação... Pediu aos jurados que não deixassem de assinar os mapas de votação, os quais, dentro da transparência que imprime ao evento, são mostrados depois aos coordenadores e misses. No júri, além de mim, experts como os de Manoel Gomes Filho, Carlos Holanda, Lizbeth Trujillo, Cristina Cadaval, Sílvia Furtado, Tiago Leite, Raphael Targino e Bruna Bloise (Miss Pernambuco Latina-Miss Brasil Latina 2016).
        O biquíni foi abolido e as misses desfilaram em maiôs tradicionais e trajes de gala. No final, em trajes casual, apareceram em grupos de três para as entrevistas, onde falaram de si e das suas regiões. Em cada mapa de votação, marcávamos um X ao lado dos nomes dos Estados e ilhas que as   garotas representavam. Tínhamos que apontar apenas doze.  Da média da pontuação desses mapas, a coordenação formataria outo, onde as 12 pré-selecionadas estariam destacadas e daí, na noite final, indicaríamos as finalistas e em seguida a vitoriosa.
        Todo jurado teve a oportunidade de fazer perguntas às candidatas. Ao chegar a minha vez, a indagação única para três concorrentes foi: “Qual o melhor livro que vocês leram e porquê.” O trio era formado pelas misses Ceara, Distrito Federal e Espírito Santo.  “O cérebro de alta performanace”, de Luiz Fernando Garcia, foi a resposta de Eliza Araújo, do Distrito Federal. “Eu e meus versos”, do Padre Fábio de Melo, afirmou Fernanda Pessan, do Espírito Santo. “Felicidade Clandestina”, de Clarice Lispector, concluiu Jacqueline Braga, Miss Ceará.  Cada uma, obviamente, justificaram  seus gostos com bastante desembaraço. 

AS CANDIDATAS

          Vinte candidatas e um sonho, ser eleita Miss Brasil Latina 2017. 
                                                                     
Miss Alagoas – Poliana Alencar
Miss Alter do Chão (uma ilha do Pará) – Kauane Nava
Miss Bahia – Joyce Oliveira
Miss Ceará – Jacqueline Braga
Miss Distrito Federal – Eliza Araújo
Miss Espírito Santo – Fernanda Pessam
Miss Ilhas do Pantanal – Sabrina Duarte
Miss Mato Grosso – Emile Tenório
Miss Minas Gerais – Karina Magalhães
Miss Pará – Larissa Oliveira
Miss Paraíba  - Flaviane Estrela
Miss Paraná – Amanda Rodrigues
Miss Pernambuco – Cynthia Willama
Miss Rio de Janeiro – Bruna Guimarães
Miss Rio Grande do Sul – Amanda Brenner
Miss Rondônia – Isabela Miranda
Miss Roraima – Gabriela Guimarães Garcia
Miss Santa Catariana – Carolina
Miss São Paulo – Bianca Dias Lopes
Miss Sergipe – Katiuscia Menezes

             Duas candidatas já tinham experiências como misses dos seus Estados no Miss Brasil Universo e uma no Miss Mundo Brasil: Fernanda Pessan, pseudônimo de Fernanda Pessoa do Espírito Santo, Miss ES Latina,  top 10 no Miss Brasil Universo 2012; Sabrina Oliveira, Miss PA Latina, top 15 no Miss Brasil Universo 2014; e Katiúscia Menezes, Miss SE Latina, que disputou o Miss Mundo Brasil 2016. 
              A caçula das concorrentes era Isabela Miranda, de Rondônia, 17 anos, loura de 1,75 de altura, um tipo que impressiona. Espero que volte ao mundo Miss mais bem preparada. 

A GRANDE NOITE

Terça-feira, 19h30min, Teatro Luiz Mendonça, Parque Dona Lindu, Boa Viagem, Recife, PE.

Top 12 do Miss Brasil Latina 2017, por ordem alfabéticas dos seus Estados e Ilhas:  Alagoas - Alter do Chão – Ceará – Espírito Santo – Mato Grosso – Pará – Paraná – Rio de Janeiro – Rio Grande do Sul – Santa Catarina – São Paulo - Sergipe:

      Com os mapas em mãos contendo a relação de todas as candidatas, mas com as doze semifinalistas destacadas, já selecionadas na preliminar, coube a cada jurado apontar as 7 mais em maiô e gala. Quando o Top 5 foi anunciado, em ordem aleatória, Alter do Chão, São Paulo, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e Pará, coube a cada um apontar apenas aquela que  gostaria que fosse a vitoriosa. Votei na paraense Larissa Oliveira
      Além de mim, outros jurados da preliminar também estavam no júri da final. Na comissão julgadora, o prazer de encontrar Williana Siqueira, Miss Alagoas Universo 2008, Miss Brasil Latina 2009 e terceira colocada no Miss América Latina del Mundo 2009.
      A trilha sonora do desfile de gala rendeu tributo a inesquecíveis sucessos da música popular brasileira. Emocionante acompanhar os desfiles das lindas jovens ouvindo canções como “Deus e eu no sertão” e  “Escrito nas estrelas” . A plateia foi  ao delírio quando a  gaúcha Amanda Brenner desfilava ao som de “Foi assim”, um dos maiores sucessos da carreira musical de Wanderlea.
----------

Bianca Dias Lopes, Miss SP Latina, recebendo a coroa de Miss Brasil Latina 2017 de Bruna Bloise, Miss PE Latina, Miss Brasil Latina 2016. Bruna Bloise viajará na próxima terça-feira, 20, para Cancún, México, onde participará do Miss América Latina del Mundo 2017.


TOP 5 do Miss Brasil Latina 2017 - Da esquerda para a direita, Kauane Nava, Alter do Chão, quarto lugar; Larissa Oliveira, Pará, segunda colocada;  Bianca Dias Lopes, São Paulo, primeiro lugar; Amanda Brenner, Rio Grande do Sul, terceiro lugar; e Fernanda Pessan, Espírito Santo, quinta colocada. 

       O Fernando Bandeira fez questão de ressaltar, antes de anunciar o resultado, que a diferença da primeira colocada para a segunda foi apenas de um ponto, afirmando que, dos catorze jurados, sete tinham dado o primeiro ligar à paulista, seis à paraense e um à Miss Alter do Chão.  

          Prêmios especiais: Miss Popularidade, Pernambuco (escolhida pela maioria do público que deixava o nome de sua preferida escrito nos versos dos ingressos, e colocados numa urna.  Miss Simpatia, Bahia; Miss Elegância, Santa Catarina; Miss Personalidade, Pará; Miss Bikini (melhor corpo), Miss Distrito Federal; Melhor Traje Típico, Rio Grande do Sul.. ***** Melhor Coordenador Estadual, Marcelo Ramos, Paraná ***** Melhor Concurso Estadual: Pará. 
         O concurso contou com a parceria de Rafael Targino (cabelos e maquiagem), Graça Joias, F’Salles Professional, Firenze (buffet), Ceiça Cavalcanti e Recife Praia Hotel
           Vale ressaltar o empenho de Fernando Bandeira Diniz, coordenador geral, e Luiz Welter de Souza, diretor Artístico. Eles comandam o evento com simplicidade, carinho e muita transparência.  Não há grandes cenários, nem grandes pompas e circunstâncias, pois o foco está nas estrelas, as Misses. São elas que têm espaço e oportunidade para mostrar a que vieram.

RECIFE CAPITAL DA BELEZA LATINA

         Durante o período em que permaneceram no Recife, as concorrentes não gastaram tempo ensaiando coreografias. O Fernando  Bandeira optou apenas por marcações,  “se não as meninas não teriam tempo de conhecer o Recife”, justificou. No roteiro dos passeios estavam pontos turísticos inesquecíveis: Casa da Cultura, Ponte da Boa Vista, Marco Zero e um passeio de catamarã pelo poético rio Capibaribe.

EU E ELAS
................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................

OUTROS DETALHES




     Os responsáveis pela coordenação do Miss Paraná Latina distribuíram com os componentes do júri técnico fotos de Amanda Rodrigues e uma caixinha de guloseimas com o seguinte texto: O Pinheiro do Paraná fornece madeira de excelente qualidade, mas também fornece uma fonte de alimento muito importante, a sua semente, conhecida como pinhão. O pinhão, que garante a alimentação de muitas espécies animais, principalmente roedores e pássaros, também é item obrigatório, no cardápio de outono e inverno em milhares de residências do Paraná. 


          Enquanto isso, a comissão julgadora da etapa final recebeu da coordenação do Miss Distrito Federal Latina uma lembrança de Eliza Araújo, uma caixinha contendo um lenço bordado com o famoso versículo O Senhor é meu pastor; e nada me faltará.
----------
    Atuando como assistentes de produção, duas beldades  que já brilharam nas passarelas, Natália Spinelli, Miss Terra Fernando de Noronha 2010, e Natália Estanislau, Miss Sport Club do Recife 2008.
----------

UM SETEMBRO PARA RECORDAR

----------

 E MAIS... MUITO MAIS....

       ----------
Não esqueça! 
Esta matéria sobre o Miss Brasil Latina 2017 ainda está em construção.
Outros textos e imagens estão pendentes para postagens.
Grato a todos pela atenção.
Daslan Melo Lima

PAUSAS NA PASSARELA

“Gosto que me leiam e saibam o que acho das coisas. É uma forma de existir. Trabalho é a melhor maneira de escapar da realidade. “ 
- Paulo Francis  (1930-1997) pseudônimo de Franz Paulo Trannin da Matta Heilborn,  jornalista carioca, escritor, articulista e crítico de teatro, literatura e arte.


Aqui termina mais uma edição de PASSARELA CULTURAL. Rolando abaixo, você encontra uma seleção das postagens das edições anteriores do blog.  
----------

A trajetória de PASSARELA CULTURAL começou em 02/07/2004, com o nome de Timbaconexão, como coluna sociocultural do extinto site de entretenimento Timbafest,  editado por Walfredo Silva (Wal Boy). Em 12/10/2007, Timbaconexão migrou para blog com o nome de PASSARELA CULTURAL, com o apoio de Evandro Silva, editor do missesnapassarela.blogspot.com.br , que me ensinou como lidar com as ferramentas virtuais do blog. Detalhe: a contagem de visitas a este site só teve início em outubro de 2007.  ***** PASSARELA CULTURAL também tem uma visibilidade impressa através das colunas socioculturais que assino em dois veículos de comunicação da região: jornal CORREIO DE NOTÍCIAS e revista TIMBAÚBA EM FOCO. ***** Dois carros-chefe do blog são os responsáveis principais por sua popularidade: as secções DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO , sobre a cena sociocultural timbaubense, e SESSÃO NOSTALGIA, focalizando os antigos concursos de Misses, uma das minhas paixões. A propósito dessa última, quero externar o meu reconhecimento a duas personalidades, Dido Borges, que me incentivou a escrever sobre o assunto, e Roberto Macêdo, que transcrevia minhas crônicas para o Miss News, postando o link de PASSARELA CULTURAL, o que contribuiu muito para que meu nome se tornasse uma referência como pesquisador do universo das misses, ou seja como missólogo, termo mais usado.  *****  Grato a todos pela atenção. - Daslan Melo Lima

*****  

sábado, 10 de setembro de 2016

“A vida sempre quer lhe mostrar algo que você ainda precisa aprender”


DIVISOR DE ÁGUAS - Avesso à prática de atividades físicas, eu não pensava que encontraria uma que se adequasse ao meu estilo de vida. Faz dois anos que encontrei no Treinamento Funcional a maneira prazerosa de praticar exercícios físicos diferentes dos convencionais, o que acabou se transformando num divisor de águas da minha caminhada. 
      Meu corpo, em parceria com minh’alma, reuniu meus colegas de atividade e o professor Theo Henrique, a fim de celebrar os dois anos de treinamento. 
      A vida sempre quer lhe mostrar algo que você ainda precisa aprender, disse um dia a jornalista e escritora paulista Selma Said (1962-2002). 
----------
Daslan Melo LimaTimbaúba, PE, 21/08/2016




*****
REFLEXÃO

"O tempo, que tudo transforma, transforma também o nosso temperamento. Cada idade tem os seus prazeres, o seu espírito e os seus hábitos." 
- Nicolas Boileau (1636 - 1711), poeta e crítico francês. 

*****


DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO

Leonila Félix de Almeida, uma personagem do livro “Memórias do Cárcere”

>>> Joanyr de Almeida Melo, professor da EREMJJA, revela um pouco da biografia de sua tia-avó.  

     

           Nem todos sabem, mas o educador Joanyr  de Almeida Melo, professor na EREMJJA, Escola de Referência em Ensino Médio Jornalista Jáder de Andrade, com especialização em História do Nordeste pela Universidade de Pernambuco, nascido em 21/02/1957, em Itabaiana, PB, é sobrinho-neto de Leonila Felix de Almeida, irmã de Eulália Eugênia de Almeida, sua avó materna.
            Leonila Félix de Almeida, nasceu no distrito de Campo Grande, em Itabaiana, Paraíba, e  foi imortalizada pelo escritor alagoano Graciliano Ramos (1892-1953), no seu livro Memórias do Cárcere, onde narra a prisão dela e do seu esposo, Ephifânio Guilhermino, confinados na Ilha Grande durante o Estado Novo de Getúlio Vargas. No cárcere, Leonila conviveu com outros homens e mulheres partidários de avanços sociais, presos durante a chamada Intentona Comunista.


           Leonila esteve presa na mesma cela com Olga Benário (1908-1942), esposa do líder comunista Luiz Carlos Prestes (1898-1990), e outros revolucionários. Leonila Almeida saiu de Itabaiana, PB,  para se tornar personagem da literatura universal, com sua luta plena de entusiasmo pelos melhores ideais de justiça e igualdade.
       Leonilla e Ephifânio tiveram quatro filhos:  Antonio Félix Guilhermino, Ephifanio Guilhermino Junior, Leonilla Félix Guilhermino e Luiz Carlos Guilhermino. A Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba, de Itabaiana, PB, criou o Prêmio Leonila Almeida, a fim de homenagear mulheres que dedicaram suas vidas pela defesa dos direitos humanos, pela difusão cultural e outros ideais de justiça e igualdade. 
            Sobre o famoso livro de Graciliano Ramos, o historiador  Dennis de Almeida diz que: 
          Memórias do Cárcere incomoda, incomoda muito, mas nos leva a viajar. Nesta obra, publicada postumamente em 1953, Graciliano Ramos faz um relato de suas passagens por presídios do Recife, Maceió e Rio de Janeiro, com destaque para a célebre colônia penal da Ilha Grande, no período entre março de 1936 e janeiro de 1937. Preso e solto sem qualquer tipo de acusação formal, o autor de Angústia (1936) e Vidas Secas (1938) se caracterizou como uma das vítimas do regime varguista (1930-1945).
           Um aspecto importantíssimo desta obra é sua elaboração.  O autor de Vidas Secas escreveu diversas notas manuscritas desde os primeiros dias de prisão, mas a cada transferência, era obrigado a desfazer-se dos papéis. Por este motivo, abandonou por muitos anos o interesse de escrever o livro. Somente em 1952, já desenganado pelos médicos, iniciou a redação dos dois volumes, construindo-os apoiado em suas memórias. Não conseguiu, no entanto, concluí-los, faltando o capítulo final. Mesmo assim, o autor nos proporcionou uma leitura ao mesmo tempo rica e angustiante, pois se trata de obra imaginada e escrita diversas vezes, em que as sobreposições emergem no resultado final.
            “ Iluminar, iluminar, essa é minha missão e a do sol”, dizia Olga Benário, uma citação com a qual, sem dúvida, compactuava Leonila Félix de Almeida, partidária de avanços sócias em prol de um mundo melhor. 

 *****