SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 538, referente ao período de 28 de junho a 04 de julho de 2015.***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) / E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 27 de junho de 2015

PASSARELA CULTURAL CHEGA AOS ONZE ANOS DE ATIVIDADES

          Com novo visual, Passarela Cultural celebra 11 anos de fundação nesta quinta-feira, 02 de julho. Nossa trajetória começou em 02/07/2004, com o nome de Timbaconexão, como coluna sociocultural do site Timbafest. Posteriormente, em 12/10/2007, Timbaconexão migrou para blog com o nome de PASSARELA CULTURAL, e depois passou a ser, também, a coluna sociocultural de dois veículos impressos de comunicação: o jornal Correio de Notícias e a revista Timbaúba em Foco
        Obrigado, Senhor do Universo ! Grato a Você, leitor, leitora, que nos prestigia regularmente com sua visita.
----------
          Embora com visual diferente, a sequência das secções e o estilo do blog permanecem. A capa, com sua simbologia, da esquerda para a direita, é emblemática: Torre Eiffel (glamour, visão cosmopolita) - Humphrey Bogart e Ingrid Bergman no filme Casablanca (romantismo, sentimentos) - Maria Olívia Rebouças Cavalcanti, Miss Bahia, Miss Brasil e quinto lugar no Miss Universo 1962 (beleza, sonho, nostalgia) - Bellini, bi-campeão mundial de futebol (disciplina, determinação) - Tocador de Pífanos (cultura, regionalismo) - Igreja Matriz de São José da LajeAL (poesia, misticismo, religiosidade). 

*****
REFLEXÃO
"Não existe verdadeira inteligência sem bondade."
 - Ludwig van Beethoven (1770-1827), compositor alemão.
*****
AGENDA
28 de junho, domingo, Dia do Papa
29 de junho, segunda-feira, Dia do Pescador - Dia da Telefonista
02 de julho, quinta-feira, Dia da Independência da Bahia - Dia do Bombeiro
04 de julo, sábado, Dia Internacional do Cooperativismo
*****

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO

 
UM FATO EM FOCO - A jovem Joice Adélia, Miss Beleza Regional 2014, natural de Timbaúba, 20 anos a completar no dia 07 de novembro, é uma jovem cheia de determinação e sonhos  que mora no distrito de Caueiras, na vizinha cidade de Aliança.  Ao mesmo tempo em que é aluna da Unissau, onde cursa Enfermagem,  faz trabalhos como modelo e sonha com o título de Miss Pernambuco 2015, concurso agendado para 09 de julho, no Teatro IMIP, Recife.

      Tudo começou em 2012, quando ela venceu o Miss ETE-Escola Estadual Miguel Arraes de Alencar. Em seguida, recebeu o cobiçado título de Garota Verão de Timbaúba e foi eleita vice-Miss Pernambuco Global Teen 2012,  no Teatro Beberibe,  representando a praia de Candeias, Jaboatão dos Guararapes. No ano passado, durante coquetel realizado no bar e restaurante timbaubense A Praça, foi coroada Miss Beleza Regional 2014, título outorgado por Josenildo Batista, coordenador estadual do referido certame.
           As revelações de Joice Adélia: “Não acho que miss ainda sofra com o estereótipo de que mulheres bonitas não podem ser inteligentes. Estou sendo bem assessorada para participar do Miss Pernambuco. Tive que mudar algumas coisas nas refeições, a fim de manter bem a forma. Acho que vai ser um pouco difícil  enfrentar as câmeras de tv, mas tenho facilidade de me adaptar às circunstâncias. No meu  tempo livre, para poder me preparar melhor, tive de abdicar de boas leituras, bons filmes e viagens. Sou fã da natureza. Para me conquistar, um homem precisa ser decidido, simpático, sincero e verdadeiro.  Minha inspiração vem de duas pessoas muito especiais: Joilma Adélia, minha mãe, uma guerreira que me ensinou a ser persistente; e ao meu padrinho, André Ghabé, fotógrafo, que sempre acreditou em mim.
               
O traje típico que Joice Adélia vai usar no Miss Pernambuco chama-se “Mestra Coquista”, uma homenagem a Selma do Coco,  cantora e compositora, falecida no dia 09 de maio, aos 80 anos, cedido pelo Centro Cultural Selma do Coco. O material empregado no traje, costurado por Sonia Silva,  é composto de tecidos de cetim, uma criação das estilistas Raquel Marta, Adriana Andrade e Yorrana Thaynir, netas da inesquecível artista.

*****


TÚNEL DO TEMPO - Estudantes timbaubenses posam para a posteridade no mês de junho de um tempo que se foi, para sempre se foi. Chico Leal, Nilton Souza, Salvador, Zé Mario Ferreira, Vilarim, Nicomedes, Geraldo Praxedes, Virgilio Aguiar, Dagmar, Vitória, Natércia, Neidinha, Aurivone, Lia... Tomara que algum leitor ou leitora consiga identificar por ordem todos os nomes dos rapazes e moças, quem é quem nas filas, da esquerda para a direita. 
"Tomara”, por sinal, é o nome de um poema de Vinicius de Moraes (1913-1980). “Tomara que a tristeza te convença / Que a saudade não compensa / ... / E a coisa mais divina / Que há no mundo / É viver cada segundo / Como nunca mais... *****  Foto: Cortesia.



*****

DOMINÓVento venha cá, basta um recanto e mãos dispostas para jogar. / Devemos ter concentração e respeitar o silêncio e o mistério do ar. / Ninguém vai gritar gol, mas escutaremos sena, camburão... / Também outros termos, carroça, carreta, carrilhão... / Vento venha cá, acho que os adultos complicam este jogo. / Melhor ver as pedras enfileiradas caindo, como no meu tempo de garoto. - Daslan Melo Lima, na Praça João Ferreira Lima (ex-Praça João Pessoa), centro de Timbaúba, Pernambuco.

*****


LUTO - Faleceu na tarde deste sábado, 27, vítima de problemas renais, Severino Alfredo da Silva, um dos mais antigos motoristas profissionais, conhecido como Sibiu, estimadíssimo na cidade, pai de Walfredo Silva, o Wal Boy, fundador do Timbafest, site que marcou epóca na região. Nascido em 27/07/1942, Sibiu ia completar 73 anos de idade, mas nos seus documentos a data de nascimento constava como 27/07/1946. À família enlutada, da qual me sinto membro de coração, as condolências de PASSARELA CULTURAL. ***** Nossos sentimentos também para Josafá de Freitas, radicado em São Paulo, e família, pela morte do seu filho Marco Aurélio.
 

***** 

SESSÃO NOSTALGIA – Kátia Maria Lepsch da Cunha, a mais bela da zona sul

Daslan Melo Lima

      

     Quem encontra aquela mulher bonita, sem um pingo de maquiagem, caminhando tranquila por um dos parques da capital de São Paulo, ou maquiada, extrovertida, em algum evento sociocultural, sente que está diante de alguém importante. 
      Na década de 80, ela foi eleita “A Mais Bela da Zona Sul 1981” e, na condição de Miss Brooklin, participou do Miss São Paulo 1982, vencido por Solange Frazão.  
       
       Por quatro anos, ela também entrava nos lares do Brasil através da televisão, na condição de secretária de palco do programa do Sílvio Santos, até que encerrou a carreira para se dedicar ao casamento e ao filho  Yuri Moreira           
      Aquela mulher, Kátia Maria Lepsch da Cunha, sem dúvida, é importante.  
----------

MISS FILHA DE MISS
Desde criança, Kátia encantava a todos com sua beleza e muitos diziam que ela seria Miss como sua mãe, Maria Helena Silveira Lepsch, Miss Itú, terceira colocada no concurso Miss São Paulo 1957, vencido pela paulistana Lúcia de Carvalho.

Maria Helena Silveira Lepsch, Miss Itú, terceiro lugar no Miss São Paulo 1957, e sua filha Kátia Maria Lepsh  da Cunha, "A Mais Bela da Zona Sul 1981" e Miss Brooklin 1982. No poster, a filha afirma que a mãe é sua musa, inspiração e exemplo de vida. 
----------
A MAIS BELA DA ZONA SUL 1981
---------
MISSES PARA SEMPRE MISSES
       

Filha e mãe, misses para sempre misses

Executiva de contas e negócios de uma empresa de mídia, Kátia é fiel da Igreja Messiância. No Solo Sagrado de Guarapiranga, ela confessa:  "Eu me orgulho de ser Messiânica, de ter o Paraíso na Terra para recarregar minhas energias. É sempre bom demais estar neste lugar. E ainda mais ao lado da mama tão querida e de um super astral.  Obrigada Deus e Meishu Sama!"

                                                             ----------
       
http://www.youtube.com/watch?v=lp2ihAxuAkk
            Quem encontrar aquela mulher bonita, sem um pingo de maquiagem, caminhando tranquila, ou maquiada, extrovertida, em algum evento sociocultural, por favor, diga que ela continua no imaginário de milhares de pessoas que a viam no programa do Sílvio Santos. Sim, ela, Kátia Maria Lepsch da Cunha, Miss Brooklin 1982,  A Mais Bela da Zona Sul 1981.
*****
__ Grato ao Roberto Macêdo que, por e-mail, enviou-me o link do Facebook de Kátia, levando-me a fazer contato com a mesma, o que acabou se transformando na última Sessão Nostalgia de junho de 2015.

VALE A PENA LER DE NOVO

Aqui termina mais uma edição de PASSARELA CULTURAL. ***** 
As secções que se seguem fazem parte da seleção de matérias do blog



MEMÓRIA - A trajetória de PASSARELA CULTURAL começou em 02/07/2004, com o nome de Timbaconexão, como coluna sociocultural do site Timbafest. Posteriormente, em 12/10/2007, Timbaconexão migrou para blog com o nome de PASSARELA CULTURAL, e depois passou a ser, também, a coluna sociocultural de dois veículos impressos de comunicação: jornal CORREIO DE NOTÍCIAS e revista TIMBAÚBA EM FOCO. ***** DIREITOS AUTORAIS - Permitido a transcrição das matérias aqui expostas, no todo ou em parte, desde que citada a fonte. Os artigos assinados são de inteira responsabilidade dos seus autores e podem não corresponder à opinião do editor. O domínio PASSARELA CULTURAL está devidamente registrado. Coopyright by Daslan Melo Lima. ***** ATUALIZAÇÃO - Este blog é atualizado semanalmente, aos sábados. Eventualmente, algumas postagens poderão ser inseridas durante a semana. ***** CRÍTICAS X CONTATOS - Críticas construtivas, elogios, sugestões e colaborações são bem-vindos. E-mail: daslan@terra.com.br; telefones: (81) 9612.0904 (Tim) e (81) 9277.3630 (Claro); formulárioPRO, disponível em uma das secções do lado direito e comentário específico (conta no Google). Você também pode se manifestar através de cliques ao lado dos quadrados dos rodapés de cada postagem. ***** MODERAÇÃO - A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o editor pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o editor deste blog reserva a si o direito de não publicar dizeres que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos textos que envolvam calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como os que indicarem acessos a links. As opiniões dos leitores não representam a opinião do editor de PASSARELA CULTURAL, a responsabilidade é do autor da mensagem. Ninguém deve confundir liberdade de expressão com falta de educação e bom senso. 


*****

sábado, 20 de junho de 2015

JUNHO, SÃO JOÃO. BASTAM AS BANDEIRINHAS INUNDANDO DE POESIA O MEU CORAÇÃO


     Para mim, pouco importa a ausência de atrações musicais famosas nos festejos juninos da cidade onde moro. Posso passar sem fogueiras, milho assado, pamonha, canjica... Apenas uma coisa não pode faltar: as bandeirinhas de São João, a inundar de poesia o meu coração. 
- Daslan Melo Lima.
*****
REFLEXÃO
"Por caminhos sem riscos só enviamos os fracos."
- Hermann Hesse (1877-1962), escritor suiço.
*****

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO - Correio de Notícias, junho 2015

CORREIO DE NOTÍCIAS - JUNHO/2015


Para ter acesso ao conteúdo integral da publicação impressa, basta um clique neste link http://www.jcnoticias.net/ - Destaques para as páginas que se seguem: 
----------
http://www.jcnoticias.net/edicao/atual/18.htm
----------
http://www.jcnoticias.net/edicao/atual/20.htm

*****

SESSÃO NOSTALGIA - Julho de 1961, quando Marta Rocha estava em Sétimo Céu

Daslan Melo Lima

     Sétimo Céu, esse era o nome de uma das muitas revistas de fotonovelas dos anos sessenta, impressa e editada pela empresa Bloch Editores, que contava em quadrinhos encantadoras tramas românticas, quase todas ficção, mas algumas,  de vez em quando, inspiradas na vida real. Marta Rocha, Miss Bahia, Miss Brasil e vice-Miss Universo 1954, foi a protagonista da edição de julho de 1961, com sua vida narrada em mais de sessenta páginas. 
     Na tarde deste sábado pernambucano,  enquanto sopra o  vento frio, próprio da época junina, retiro a  revista do meu acervo para mais um mergulho delicioso num tempo mágico que se foi, e reencontro Marta Rocha...

... na capa;
----------
nas praias de Salvador;
----------
na passarela do Quitandinha disputando o título de Miss Brasil;
----------
desfilando em Long Beach, onde perdeu o título de Miss Universo 1954 por causa das lendárias duas polegadas a mais nos quadris;
----------
na companhia do seu primeiro esposo, o argentino Álvaro Piano, vítima fatal de um desastre de avião em Mar del Plata;  
----------
ao lado dos filhos; 
---------
casando com Ronaldo Xavier de Lima;
----------
voando para a Europa em lua-de-mel.
----------
     Leio e releio a legenda da última foto: "Quem poderá esquecer a baianinha loura, de olhos azuis, que saiu lá da Barra de Salvador para conquistar, com a sua beleza e a sua simpatia, o amor de todos os brasileiros?" 
    Fecho a revista e grito em silêncio para o vento frio o que ele já sabe há muitos anos: Ninguém! Ninguém jamais poderá esquecer a eterna Miss Brasil !

*****

sábado, 13 de junho de 2015

TODA BELEZA É IMPERFEITAMENTE BELA




                                   CORRENDO PARA O ESPELHO

         A quadra do antigo Sesi foi palco, mais uma vez, da eleição do Mister e da Miss EREMT, Escola de Referência em Ensino Médio de Timbaúba. E lá estava eu, fazendo parte da comissão julgadora, com a difícil tarefa de eleger o mais belo e a mais bela. Sentada ao meu lado, também compondo o júri, Milena Dias, do Ginásio Municipal, Miss Estudantil 2014. Entre duas dúzias de jovens, apenas um deles e uma delas, obviamente, receberam os títulos máximos da beleza estudantil do educandário. 
        Imagino eles e elas, que não conquistaram os primeiros lugares, chegando em suas casas e correndo para o espelho, buscando respostas para a desclassificação. Eu me Imagino sendo a voz invisível do espelho a dizer em alto e bom som uma citação de Augusto Cury: “Toda beleza é imperfeitamente bela. Jamais deveria haver um padrão, pois toda beleza é exclusiva como um quadro de pintura, uma obra de arte.” – Daslan Melo Lima.

*****
REFLEXÃO
"Os revezes dão força aos fortes"
 - Antoine de Saint-Exupéry (1900-1940), aviador e escritor francês, autor de O Pequeno Príncipe.

*****

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO - Eremt, a grande tarde sociocultural da beleza estudantil

          

         Na tarde do dia 12 de junho não se falava em outra coisa em Timbaúba, a não ser na eleição do Mister e da Miss Eremt, Escola de Referência em Ensino Médio de Timbaúba. A quadra do antigo Sesi ficou lotada para assistir ao desfile de doze garotos e doze garotas embaladas num sonho: conquistar um dos mais cobiçados títulos de beleza da região.
          Elas eram  Kawany Fernanda da Silva, Amanda Emanuelle da Silva Mendes, Rayssa Hillary Alves Gonçalves, Mayra Evelyn Tavares Barbosa, Emilly Eduarda Pereira Silva, Carolayne Costa de Melo, Isaura Noania de Aguiar Praxedes, Eliana Cristina Alves Alexandre, Fernanda Karolayne Fernandes da Silva, Adrielly Kaline Ribeiro Apolinário, Raphaella Reginy Pereira de Lima e Maria Eduarda Guedes de Souza.  Eles eram: Joao Leonel de Farias Silva, Joao Guilherme de Lima Araújo, Joao Vitor Lira Bezerra, Jorkaeff Klismans Barbosa de Souza, Ewerton Barbosa da Silva, João Victor Gomes Coutinho, Agamenon Barbosa Neto, Marcelo Estevam dos Santos Júnior, Felipe Ferreira França Duvale, Joao Luiz Batista da Silva, Lukacs Matthäus Carvalho de Araújo  e Eleomar Emerson Souza da Silva.
     A comissão julgadora, com a difícil tarefa de eleger os soberanos e soberanas da beleza da Eremt 2015, foi composta por Daslan Melo Lima, colunista sociocultural do CORREIO DE NOTÍCIAS; os educadores Rômulo Ribeiro, Leomir Lima, André Ghabé  e Silvinha;  Renan, Garoto Emancipação de Bom Jardim 2014; e a empresária Edmara Barbosa.

         Resultado do Top 3 do Mister Eremt: 1º lugar, Everton Barbosa da Silva, que prefere ser chamado de Lucas Ewerton; 2º lugar, Agamenon Barbosa Neto; e 3º lugar, João Guilherme de Lima Araújo. O Top 3 do Miss Eremt assim ficou composto: 1º lugar, Raphaella Reginy Pereira de Lima; 2º lugar, Fernanda Karolayne; e 3º lugar, Rayssa Hillary.  Vale ressaltar que o tema da festa evocava uma viagem pelo mundo. O painel artístico exibido na quadra tinha todas as características de um show para a televisão ou teatro, oportunidade ímpar que os talentos  tiveram para mostrar sua arte, arrancando entusiásticos aplausos do público.
----------
Fernanda Karolayne e  Raphaella Reginy
---------- 
Raphaella Reginy e Lucas Ewerton
----------
-----
Outras imagens sobre a bela festa da EREMT ainda estão pendentes para postagens. Aguardem!
                                    -----

SESSÃO NOSTALGIA - Marcos Hirakawa em entrevista a André Ângelo: "No Miss Brasil não precisa mudar nada, só escolher melhor os jurados."

Daslan Melo Lima

    
Marcos Hirakawa
      Em sua página no Facebeook, o fotógrafo paulista Marcos Hirakawa costuma entrevistar personalidades nacionais e internacionais, misses, missólogos e experts, sobre o mundo miss. 
         No dia 07 deste mês, Marcos passou de entrevistador para entrevistado ao se prontificar a responder as inúmeras perguntas de André Ângelo, ator e diretor de teatro, mineiro de Contagem. 
       Foi da instigante matéria que selecionei e editei o material abaixo. Vale a pena conferir.  

André Ângelo
----------

André Ângelo - Há quanto tempo acompanha os concursos de beleza? De onde surgiu essa paixão?
Marcos Hirakawa - Acompanho o Miss Universo desde 1967, quando assisti em preto e branco na TV Tupi. Fiquei fascinado pelos desfiles e desde então venho acompanhando esse mundo dos concursos de beleza.
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - Qual a primeira rainha da beleza que te impressionou, independente de ter vencido ou não o concurso?
Marcos Hirakawa - Sem dúvida foi a Martha Vasconcelos, pois acompanhei pela TV a retransmissão do Miss Universo de 1968. Naquela época não havia transmissão direta ao vivo pela tv, somente pelo rádio. O País vibrou com a vitória da baiana. Pena que não tive a oportunidade de assistir na época a eleição da gaúcha Ieda Maria Vargas como a Miss Universo de 1963. Era muito pequeno.
>>>>>>>>>> 



André Ângelo - A Miss Universo de 1967 foi a americana Sylvia Louise Hitchcock, que na minha opinião é uma das poucas estadunidenses que venceram o Miss Universo e acho realmente bonita. Qual sua opinião sobre ela, foi justa sua vitória?
Marcos HirakawaEu acho que ela não mereceu o título de Miss Universo em 1967, as Misses Inglaterra e Venezuela eram bem superiores em termos de beleza que a americana. Acho a beleza dela muito comum.
------
Na foto acima, o Top 5 do Miss Universo 1967. Da esquerda para a direita: Jennifer Lynn Lewis, Miss Inglaterra, terceiro lugar; Mariela Pérez Branger, Miss Venezuela, segunda colocada; Sylvia Louise Hitchcock, Miss Estados Unidos, primeiro lugar; Ritva Helena Lehto, Miss Finlândia, quarta colocada; e Batia Kabiri, Miss Israel, quinto lugar.

 >>>>>>>>>> 
André Ângelo - Martha Vasconcellos foi nossa segunda brasileira eleita Miss Universo. E lá se vão longos 47 anos desde então. Em sua opinião, qual o motivo de não vencermos o principal concurso de beleza mundial há tanto tempo?
Marcos Hirakawa  - O principal motivo é a superioridade da qualidade de beleza e preparação das vencedoras e das que ficaram na frente das nossas representantes. Mas tivemos muitas Misses Brasil que poderiam ter vencido o Miss Universo, como a baiana Maria Olivia Rebouças, em 1962,  e a mineira Natália Guimarães, Miss Brasil 2007.
                                              >>>>>>>>>> 

Martha Rocha
André Ângelo - Achou justas as derrotas de Martha Rocha em 1954 e de Leila Schuster em 1993?
Marcos Hirakawa - A baiana Martha Rocha deveria ter vencido o Miss Universo de 1954, mas a derrota lhe caiu bem, pois virou um ícone e símbolo da beleza brasileira. A americana Miriam Stevenson é bonita, mas tem uma beleza inferior. Já a Leila Schuster, Miss Brasil 1993, teria que passar pela australiana Vonie Delfos e a americana Kenya Summer e ainda ultrapassar as outras três finalistas para ter vencido. Pelo menos poderia estar no top 3. Acho que a Dayanara Torres, Miss Porto Rico, mereceu o título.
>>>>>>>>>> 

Roberto Macêdo e Martha Vasconcellos
André Ângelo - Você está lendo o livro do jornalista baiano Roberto Macêdo sobre a lendária Martha Vasconcellos. Conte-nos algo interessante ou curioso que o livro relatou e você ainda não sabia.
Marcos Hirakawa - Só posso contar um pouco. Era uma vitória anunciada! Todos diziam que a Martha tinha que ser Miss, e ela, apesar dos protestos do pai, foi em frente e venceu o Miss Universo 1968.
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - Já esteve presente em algum concurso nacional ou internacional famoso? Se sim, como foi sua experiência?
Marcos Hirakawa - Acredita que a primeira vez que fui a um concurso de beleza foi o Miss Universo de 2011? Antes só acompanhava pela TV e pelas revistas. Foi uma experiência inesquecível porque, como sou fotógrafo, tinha credencial para circular em todos os eventos desde o começo. Fui em quase todos eles. O Miss Universo é extremamente bem organizado e com alta qualidade de candidatas. Conhecí a presidenta da Organização do Miss Universo, Paula Schugart, que apresentei ao repórter da Rede Bandeirantes de TV, o Érico Aires.  Outro concurso que acompanhei e fotografei foi o Miss São Paulo de 2014, onde vi toda a plateia gritar pela vitória da Fernanda Leme. Cheguei perto dela para fotografar e logo vi que lá estava a futura Miss Brasil e possível Miss Universo. Quis o destino guiado pelos jurados de que o resultado lhe fosse desfavorável.
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - Qual destes concursos é o seu favorito: Miss Universo, Miss Mundo, Miss Internacional ou Miss Terra? Qual sua opinião sobre cada um.
Marcos Hirakawa - Sem dúvida, o Miss Universo é o meu favorito e da maioria das pessoas porque é bem dinâmico, bem organizado, bem produzido, com alta qualidade de candidatas, bem apresentado, tem muita competição e vibração. Já o Miss Mundo é mais focado na beleza com propósito, mas esquecem de mostrar as semifinalistas, mostrando mais algumas candidatas e artístas cantando e ficamos decepcionados, pois não vemos nem um desfile durante todo o evento. O Miss Terra segue a linha do Miss Universo e é superior ao Miss Mundo pelo único fato de ter competição entre as semifinalistas.
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - Qual a sua vencedora favorita em cada um desses concursos?
Marcos Hirakawa -  No Miss Universo, a minha amiga no Facebook, Angela Visser, vencedora de 1989, amigável com todos;  no Miss Mundo, a indiana Ayshwaria Rai, e no Miss Terra, a brasileira Priscila Meirelles. No Miss Internacional, sem dúvida, a carioca Maria da Glória Carvalho, que venceu no mesmo ano da Martha Vasconcellos, 1968.
>>>>>>>>>> 

André Ângelo  - E, dentre essas, qual sua favorita de todos os tempos?
Marcos Hirakawa - Sem dúvida, Angela Visser, que além de ser belíssima tem uma família muito bonita e por ser muito atenciosa com todos os seus admiradores no Facebook.
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - No início dos anos 2000, a principal polêmica no concurso Miss Brasil se deveu ao excesso de intervenções cirúrgicas de algumas candidatas, em especial Juliana Borges e Josiane Oliveira, campeãs em 2001 e 2002. O que acha das candidatas que recorrem às cirurgias plásticas para se saírem bem nos concursos? É válido ou a beleza natural deveria ser mais valorizada?
Marcos Hirakawa - Naqueles anos e nos dias de hoje vale tudo! Kkkkk...  Faz quem quer e quem pode! Quem não tem condições, azar! Kkkkk...
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - Ainda sobre polêmicas, acha que candidatas que mentem sobre terem posado nuas ou seminuas, mesmo sabendo que o regulamento proíbe, deveriam ser cassadas ou não?
Marcos Hirakawa - Não, pois todos mentem na vida real, nos concursos de beleza e em todos os segmentos da vida. Quem não mentiu alguma vez na vida para conseguir alguma coisa? Se não, é um santo!
>>>>>>>>>> 

Jenna Talackova

André Ângelo - Em 2012, houve a participação de uma candidata transexual no concurso Miss Canadá e a mesma (Jenna Talachova) ficou entre as finalistas. Acha que todos os países deveriam aceitar a participação de transexuais ou elas devem participar apenas de concursos exclusivos de seu gênero?
Marcos HirakawaNo mundo atual e moderno, acredito que se um homem mudou de sexo para ser mulher tem o direito de concorrer em todos os concursos femininos que puder. O problema dela será ter mais beleza que as demais candidatas nascidas mulheres e ter mais conteúdo para vencer.

>>>>>>>>>> 
Oxana Fedorova

André Ângelo - Por coincidência, em 2002, tanto a Miss Brasil Joseane Oliveira quanto a Miss Universo Oxana Fedorova foram destronadas. Quem levou a pior nessa situação? O Brasil ou o Universo?
Marcos Hirakawa - Sem dúvida o Universo. Oxana é a vencedora mais linda de todos os certames internacionais. Mais linda que a Aishwarya Rai.
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - Dos anos 2000 para cá, quais suas três Miss Brasil e Miss Universo favoritas e por quê?
Marcos Hirakawa -  Natália Guimarães, Miss Brasil 2007, linda e muito simpática; Fabi Niclotti, Miss Brasil,  porque era linda e continua linda e porque é minha amiga no Facebook;  e a Gabriela Markus, Miss Brasil 2012, linda e com um corpo de deusa. No Miss Universo, a Lara Dutta, pela beleza exótica e as respostas inteligentes que a levaram à vitória. Oxana Fedorava em 2002, porque é linda em todos os sentidos, a perfeição; e a Natalie Glebova, tão linda quanto  Oxana.
>>>>>>>>>> 

Riyo Mori e Natália Guimarães
André Ângelo - Achou justa a derrota de Natália Guimarães em 2007; a não classificação de Fabiane em 2004; e a quinta colocação de Gabriela Markus em 2012, ficando atrás da americana e da filipina no Top 2?
Marcos Hirakawa  - A Natália Guimarães é mais bonita que a Riyo Mori, mas a japonesa respondeu com mais segurança. Criou-se um novo mito com a sua derrota, virou um ícone bem próximo da Martha Rocha e levantou os concursos de beleza no Brasil. A Fabi Niclotti merecia o lugar da Miss Trinidad & Tobago. A Gabriela Markus poderia ter sido pelo menos o terceiro lugar por causa da resposta, mas nunca iria ultrapassar a beleza da australiana Renae Ayris, que merecia ter vencido.
 >>>>>>>>> 
André Ângelo -  Para Martha Rocha e Natália Guimarães, a derrota foi melhor que a vitória? Houve outras vices brasileiras no Miss Universo cujas derrotas não foram tão contestadas: Adalgisa Colombo, Terezinha Morango e Rejane Goulart. No caso dessas três, as vencedoras realmente foram melhores?
Marcos Hirakawa  - Embora a Martha Rocha e a Natália Guimarães fossem mais bonitas que as vencedoras, a derrota foi muito bom para elas. Sim,  com certeza.  A beleza da Adalgisa é bem superior ao da colombiana Luz Marina Zuluaga. Terezinha Morango não venceria mesmo a beleza da peruana Gladys Zender e a Rejane não venceria a beleza da australiana Kerry Anne Wells.
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - Em sua opinião, porque os concursos masculinos de beleza não são tão bem sucedidos nem projetam tanto seus misters como os concursos femininos?
Marcos Hirakawa - Porque o mundo é dominado pelos homens que são a grande maioria que controla as empresas que patrocinam os concursos de beleza. Se os gays e as mulheres dominassem o mundo, com certeza os concursos de beleza masculinos seriam melhores produzidos, teriam mais candidatos e mais audiência.
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - Entre o Evandro Hazzy e o Henrique Fontes, qual seu coordenador preferido? Qual deles terá mais êxito nos concursos internacionais em um futuro próximo?
Marcos Hirakawa - Gosto dos dois.  O Evandro Hazzy teve o azar de coordenar a Melissa Gurgel, escolhida por um júri muito tendencioso, e deu no que deu.  O Henrique Fontes, que está coordenando muito bem o Miss e Mister Mundo Brasil, teve a sorte de escolherem para ele a Julia Gama como Miss Mundo Brasil 2014. Eu a conhecí e também a fotografei e logo que a ví já imaginava que teriamos muita chances no Miss Mundo, título que já estava destinado para a Rolene Strauss. Acho que as duas coordenadorias estão muito próximas de ter uma vencedora nos Miss Universo e Miss Mundo. Questão de tempo.
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - E suas expectativas para o Miss Brasil Universo desse ano, com os estaduais tão atrasados e os problemas (barracos) em alguns já realizados?
Marcos Hirakawa  -  Não tenho nenhuma expectativa para nenhum certame nacional este ano. Os estaduais não estão atrasados, simplesmente mudaram suas datas, como é o caso do Miss Rio Grande do Sul. No dia da final, todas estarão lá.
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - Mas o fato de elegerem as representantes estaduais e consequentemente a nacional tão em cima da hora não é prejudicial para obter melhor resultado no certame internacional?
Marcos Hirakawa  - Quem chega preparada para os certames estaduais está preparada para o nacional e o internacional. Só falta escolher os guarda-roupas para cada evento e ter o passaporte atualizado.
>>>>>>>>>> 
Paulina Vega
André Ângelo - Gostou das vitórias de Rolene Strauss e Paulina Vega no Miss Mundo  e no Miss Universo? Realmente foram merecedoras? Qual delas vem apresentando o melhor reinado em 2015?
Marcos Hirakawa  - A vitória da Rolene eu já imaginava no Miss Mundo, já no Miss Universo a Paulina tinha concorrência forte. Elas mereceram pelo que apresentaram, mas  no Miss Universo preferia que uma europeia tivesse vencido, a Diana Harkusha, Miss Ucrânia, ou a Desire Cordero,  Miss Espanha. Rolene está apresentando um bom reinado, mas Paulina está tendo um melhor reinado porque é mais reconhecido pelas agências fotográficas. É só ver a quantidade de capas de revistas que a colombiana obteve até hoje!


 >>>>>>>>>>

Pia PaKarinen
André Ângelo Quais as misses e misters que já teve a oportunidade de fotografar e quem levaria o título de melhor fotogenia?
Marcos Hirakawa  - Natália Guimarães, Miss Brasil 2007; Rayanne Morais, Miss Brasil Internacional 2009; Debora Lyra, Miss Brasil 2010; Renata Fan, Miss Brasil 1999; Ximena Navarrete, Miss Universo 2010; todas as candidatas do Miss Universo 2011; todas do Miss São Paulo 2014 e Karla Mandro, Miss São Paulo 2010, entre outras. A mais fotogênica é a Pia Pakarinen, Miss Finlândia 2011,  e  Olessya Stefanko, Miss Ucrânia 2011.
>>>>>>>>>> 
Mona Grudt
André Ângelo - Porque não temos uma Miss Universo europeia desde 1990, quando venceu Mona Grudt, da Noruega? Acha que não é do interesse econômico do Trump eleger uma europeia ou é porque as misses europeias desde então não têm beleza suficiente para serem eleitas?
Marcos Hirakawa  - O Donald Trump é  dono do Miss Universo, mas quem é a presidenta da Organização Miss Universo é Paula Schugart. Ela já afirmou que ele não mete a colher. A vencedora é escolhida por um corpo de jurados. Aí está o segredo, escolher as pessoas certas para elegerem a vencedora.  Se você é esperto é só notar quem está sempre nos jurados, de que procedência vêm. As latinas realmente têm mais vigor e vontade de vencer que as europeias, asiáticas e africanas e as da Oceania. E tem o problema do fuso horário que deve influir nas transmissões. São 22:00 horas  no Brasil, madrugada na Europa e manhã na Ásia.
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - Então a overdose de latinas vencedoras do Miss Universo é justa na sua opinião?
Marcos Hirakawa  - Embora tenha gostado de muitas europeias e asiáticas nos últimos anos, não tenho queixas das vitórias das latinas.
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - Achou justo o back to back para Ribeirão Preto no Miss São Paulo 2015 ou outra miss merecia o título?
Marcos Hirakawa  - Eu gostava da que ficou em terceiro lugar, mas a vencedora foi a melhor em todos os quesitos.  Eder Rodrigo Ignácio merece os aplausos por ter conseguido duas vitórias seguidas com a suas meninas. Quanto a vencer o Miss Brasil, tenho minhas dúvidas, pois ainda não vi as representantes dos outros estados eleitas e por serem eleitas.
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - Agora, uma perguntinha pessoal, caro Marcos Hirakawa. Qual a sua ascendência? Você aprecia a beleza das mulheres brasileiras ou prefere outra etnia estética? Acha que suas opiniões sobre as misses brasileiras são muito ácidas ou esse rigor com nossas meninas é justo?
Marcos Hirakawa - Sou democrático e justo. Aprecio as beleza de qualquer procedência. Não sou bairrísta nem patriótico. As mulheres brasileiras são umas das mais lindas do mundo, com certeza!
>>>>>>>>>> 
André Ângelo - Tem alguma sugestão para melhorar o panorama dos concursos de beleza no Brasil? Coordenação, divulgação, realização, candidatas?
Marcos Hirakawa - No Miss Brasil não precisa mudar nada, só escolher melhor os jurados. Já no Miss Mundo Brasil comentei para o Henrique Fontes que precisa prestar mais atenção aos pequenos detalhes, como o que aconteceu na edição do ano passado, onde o cantor Andrio Frazon terminou de cantar e ainda tinha algumas misses desfilando na passarela. Acho que este ano a Organização do Miss Mundo Brasil vai ser mais bem produzida. O resto não mudaria nada. Cada um que arrume a sua casa.
                                             >>>>>>>>>> 
André Ângelo - Markito, foi uma honra e um privilégio te entrevistar. Muito obrigado pela oportunidade. Deixe uma mensagem para seus admiradores.
Marcos Hirakawa - Muito obrigado! Fiquem de joelhos e rezem bastante para que uma brasileira vença o Miss Universo, o Miss Mundo, o Miss Internancional, o Miss Supra International, o Miss Terra e o Miss Grand Internacional! Kkkkk...
----------

          Sou grato ao Marcos Hirakawa pela autorização que me deu para editar o material da entrevista que concedeu ao André Ângelo. PASSARELA CULTURAL continuará de olho em tudo aquilo que possa alimentar nossa SESSÃO NOSTALGIA

*****