a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 633, referente ao período de 20 a 26 de agosto de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 27 de dezembro de 2008

SESSÃO NOSTALGIA - AS HERDEIRAS DO TRONO

Daslan Melo Lima

      Abril de 1964. Eis o título de uma enquete realizada entre jornalistas cariocas: "Qual a reportagem que você gostaria de escrever?" Resposta de um deles: - A eleição da filha de Marta Rocha como Miss Brasil.

      O assunto inspirou a matéria As Herdeiras do Trono, de Odacir Soares, com fotos de Aldyr Tavares, publicada na revista MANCHETE, de 02/05/1964, focalizando cinco misses com suas filhas. As misses eram: Iolanda Pereira, Miss Rio Grande do Sul, Miss Brasil e Miss Universo 1930Marta Rocha, Miss Bahia, Miss Brasil e vice-Miss Universo 1954Emília Corrêa Lima, Miss Ceará, Miss Brasil e semifinalista no Miss Universo 1955Teresinha Morango, Miss Amazonas, Miss Brasil e vice-Miss Universo 1957Vera Lúcia Saba, Miss Guanabara, terceira colocada no Miss Brasil 1962, representante brasileira no Miss Mundo 1962.
-----


O BROTO JANE MARIA TEM TRADIÇÃO UNIVERSAL - Vânia, a filha mais velha de D. Iolanda Pereira Souto de Oliveira, Miss Universo 1930, não pode participar de concursos de beleza: casou-se, há pouco, com um oficial da FAB. Mas Jane Maria, a menor, tem autêntica beleza de miss, embora não almeje tal título. Ela tem 17 anos, olhos e cabelos negros, lê muito e escreve poesia. D. Iolanda é casada com o Brigadeiro do Ar Homero Souto de Oliveira, comandante da 1ª Zona Aérea.
-----


MARTA NÃO QUER QUE SUA FILHA SEJA MISS - Marta Rocha e Ronaldo Xavier de Lima são unânimes: "Nossa filha, Claudinha, não será miss em hipótese alguma." Os irmãos da menina, Álvaro Luís e Carlos Alberto, de sete e de seis anos, têm, desde já, a mesma opinião. A pequena Cláudia, entretanto, a todos parece desmentir com a sua beleza.
-----


MARÍLIA DE EMÍLIA QUER SER MISS BRASIL - Em 1955, uma professora do Ceará surpreendeu o país, conquistando o título de Miss Brasil: Emília Corrêa Lima. No ano seguinte, ela já era esposa do Major Wilson Santa Cruz Caldas. Nelsinho, o primeiro filho, nasceu em Fortaleza. Depois veio Marília, linda menina de cabelos louros escorridos, que tem muitas amigas, vai à praia em Copacabana e escolhe seus próprios vestidos. "Quando crescer", afirma, "quero ser Miss Brasil".
-----


ANDREA, A PRIMEIRA FILHA DA SEGUNDA MAIS BELA DO MUNDO- Andréa tem menos de um mês e veio fazer companhia a Albertinho, primeiro filho de Teresinha Morango e Alberto Pittigliani. Nasceu forte e robusta, com longos cabelos negros e mais de três quilos. Os signos astrais do dia do seu nascimento vaticinam para a menina uma vida de fama e sucesso, idêntica, portanto, à da sua mãe, que já foi até a segunda mais bela do mundo.
-----


KÁTIA VIRGÍNIA HERDOU TODA A BELEZA DA MÃE - Vera Lúcia Saba, Miss GB de 62, encontrou o seu amor no Líbano. Casou-se, em Beirute, com o jovem cabeleireiro Georges Michel Kour. Kátia Virgínia nasceu no Rio, no dia 7 de setembro do ano passado, com mais de quatro quilos e mais de 50 centímetros. A menina vai ser batizada no dia do aniversário da mãe, em maio, e terá como madrinha Julieta Strauss, que também já foi miss. Vera está cada vez mais bonita e somente a filha lhe faz concorrência.
-----

      Maio de 1964. Eu era um menino e ficava apreensivo com o destino do Planeta Terra ao ler sobre o Golpe militar brasileiro, a Guerra do Vietnam... Ainda bem que a minha fé em DEUS e a minha coleção de recortes sobre misses, meu passatempo preferido, amenizavam minhas inquietações.

     Dezembro de 2008. Aquelas herdeiras ao trono não tiveram interesse em disputar um título de beleza e uma das misses focalizadas já partiu para outra dimensão, Iolanda Pereira, falecida em 04/09/2000.

     Neste último domingo pernambucano ensolarado de 2008, eu sou um homem maduro que fica apreensivo com o destino do Planeta Terra ao ler sobre os graves problemas ambientais, a violência... Ainda bem que a minha fé em DEUS e os assuntos sobre misses, meu passatempo preferido, amenizam minhas inquietações.

*****

sábado, 20 de dezembro de 2008

SESSÃO NOSTALGIA - AQUELE DEZEMBRO INESQUECÍVEL DE MARLUCE MANVAILLER

17 de dezembro de 1966. A revista MANCHETE, uma das mais importantes publicações brasileiras da época, circulava nas bancas de todo o país trazendo na capa a bela morena MARLUCE MANVAILLER ROCHA, Miss Mato Grosso, segunda colocada no concurso Miss Brasil e quarta colocada no Miss Mundo 1966.



No Miss Brasil, ela tinha perdido para Ana Cristina Ridzi, Miss Guanabara, e no Miss Mundo para Reita Faria, Miss Índia, primeira colocada; Mikica Marinovic, Miss Iugoslávia, segunda, e Sefi Plumbi, Miss Grécia, terceira colocada.



Marluce Manvailler foi uma das misses brasileiras dos mágicos anos 60 a encher de orgulho os corações brasileiros. Pela ordem dos fatos, ei-las :

Vera Maria Brauner, vice-Miss Beleza Internacional 1961;
Maria Olívia Rebouças Cavalcanti, quinto lugar no Miss Universo 1962;
Ieda Maria Vargas, eleita Miss Universo 1963;
Vera Lúcia Couto, terceira colocada no Miss Beleza Internacional 1964;
Maria Isabel Avelar Elias, quarto lugar no Miss Mundo 1964;
Sandra Rosa, quinto lugar no Miss Beleza Internacional 1965;
Marluce Manvailler, quarta colocada no Miss Mundo 1966;
Marta Vasconcelos, eleita Miss Universo 1968;
Maria da Glória Carvalho, eleita Miss Beleza Internacional 1968.



Marluce Manvailler vivia em Ponta Porã, onde estudava para se tornar professora. Descendente de uma índia guarani, tinha 1,71 de altura, 57 quilos e a juventude dos seus 18 anos de idade. Com o destaque que ganhou em Londres, voltou ao Brasil determinada a ser manequim profissional e posou para a MANCHETE de 17 de dezembro de 1966, vestindo modelos da Sabrina Modas.

20 de dezembro de 2008.
E assim se passaram 42 anos.
Dentro desta atmosfera natalina, fico pensando numa bela senhora, realizada e feliz, chamada Marluce Manvailler, evocando aquele dezembro inesquecível de 1966.

**********

O MAIS BELO POEMA BRASILEIRO PARA REFLEXÃO DE 2008

MARIA EDILIA MAIA DE MORAES, Lia Maia, é a grande vencedora do concurso O MAIS BELO POEMA BRASILEIRO PARA REFLEXÃO DE 2008. Dos doze membros da comissão julgadora, oito deles indicaram EM BUSCA DE COMPASSO para o primeiro lugar.
MARIA EDILIA nasceu no Recife-PE, em 29/10/1950, e está radicada em Fortaleza-CE há 30 anos. É separada e tem três filhos, todos já casados, e uma neta. Estuda literatura e faz parte de um grupo de amigos amantes da poesia. Tem planos para editar seus poemas em breve.
Já participou de antologias e tem alguns dos seus poemas publicados em jornais.
É graduada em Pedagogia e pós-graduada em Psicomotricidade Relacional. Trabalhou durante 27 anos em educação, exercendo a arte de educar, estando sempre perto das palavras.

O MAIS BELO POEMA BRASILEIRO PARA REFLEXÃO DE 2008, pelo terceiro ano consecutivo, foi uma promoção cultural de âmbito nacional de PASSARELA CULTURAL.
MISSÃO DA PROMOÇÃO: Divulgar cultura no mundo virtual.
OBJETIVO DA PROMOÇÃO: Tornar público, através da Internet, criações poéticas que levem o leitor a fazer uma reflexão sobre temas como amor, desamor, solidão, sonhos, encontros, desencontros, ilusões, desilusões, vida, morte, etc.

COMO FOI O CRITÉRIO DE ESCOLHA DOS CINCO FINALISTAS - Um número de 151 poetas enviaram o total de 775 textos. A publicação dos trabalhos pré-selecionados foi acompanhada por 12 internautas que selecionaram os 5 (cinco) poemas finalistas, sem ordem de classificação.

COMO FOI O CRITÉRIO PARA APONTAR O PRIMEIRO LUGAR - Doze personalidades ligadas ao mundo da arte, da beleza e da cultura, mais sobretudo dotadas de sensibilidade suficiente para opinar, escolheram três textos, dando nota 3 para o primeiro lugar, nota 2 para o segundo lugar e nota 1 para o terceiro lugar. Na análise dos poemas finalistas, o critério maior que prevaleceu foi o de ordem subjetiva. Cada membro do júri optou pelos os três poemas que mais tocaram a sua sensibilidade.


COMISSÃO JULGADORA

Dentro da transparência que norteia a promoção, divulgo as notas atribuídas por cada membro da comissão julgadora. A decisão dos jurados é soberana e do resultado não caberá nenhum recurso.

Aparecida França, atriz :
Nota 3-Em Busca de Compasso; Nota 2-Menino; Nota 1-Embala;

Beatriz Rodrigues Pereira, estudante:
Nota 3-Em Busca de Compasso; Nota 2-Paixão Acorrentada; Nota 1-Menino;

Celma Lúcia Vasconcelos, Secretária da Faculdade de Timbaúba:
Nota 3-Em Busca de Compasso; Nota 2-Menino; Nota 1-Embala;

Daniel Oliveira, cordelista, compositor, escritor:
Nota 3-Paixão Acorrentada; Nota 2-Embala e Nota 1-Universo da Cama;

Fernando Augusto Matias da Silva, promotor de eventos:
Nota 3-Em Busca de Compasso; Nota 2-Menino; Nota 1-Universo da Cama;

Giovana Guerra, poetisa:
Nota 3-Em Busca de Compasso; Nota 2-Embala; Nota 1-Paixão Acorrentada;

Gustavo Melo, escritor:
Nota 3-Menino; Nota 2-Paixão Acorrentada; Nota 1: Universo da Cama;

José Eduardo de Souza Castro, publicitário:
Nota 3-Em Busca de Compasso; Nota 2-Universo da Cama; Nota 1-Paixão Acorrentada;

Lia Falcão, poetisa, contista:
Nota 3-Embala; Nota 2-Menino; Nota 1-Paixão Acorrentada;

Maurício Cals, arquiteto:
Nota 3-Em Busca de Compasso; Nota 2-Embala; Nota 1-Paixão Acorrentada;

Roberto Macêdo, jornalista, arquiteto, missólogo:
Nota 3-Em Busca de Compasso; Nota 2-Menino; Nota 1-Universo da Cama;

Sandra Karla Braz de Freitas Cavalcanti, fonoaudióloga:
Nota 3-Menino; Nota 2-Paixão Acorrentada; Nota 1-Em Busca de Compasso.

PONTUAÇÃO

1º Lugar, EM BUSCA DE COMPASSO, de Maria Edilia Maia de Moraes:
8 indicações para o 1º lugar e 1 para o 3º lugar. Total: 25 pontos;

2º Lugar, MENINO, de Mauro Lúcio da Silva:
2 indicações para o 1º lugar, 5 indicações para o 2º e 1 para o 3º. Total: 17 pontos;

3º Lugar, PAIXÃO ACORRENTADA, de José Ubirajara Cavalcante:
1 indicação para o 1º lugar, 3 indicações para o 2º e 4 para o 3º. Total: 13 pontos;

4º Lugar, EMBALA, de Merilu Silva:
1 indicação para o 1º lugar, 3 indicações para o 2º e 2 para o 3º lugar. Total: 11 pontos;

5º Lugar: UNIVERSO DA CAMA, de Maciel Luiz de França:
1 indicação para o 2º lugar e 4 indicações para o 3º. Total: 06 pontos.

Os autores dos poemas finalistas receberão o DIPLOMA e a MEDALHA DE MÉRITO PASSARELA CULTURAL.
Peço aos mesmos que façam contato comigo através dos e-mails daslan@terra.com.br e daslan@timbafest.com.br, a fim de atualizarem seus endereços para correspondência e combinarmos a melhor forma de entrega das honrarias.

********

O MAIS BELO POEMA BRASILEIRO PARA REFLEXÃO DE 2008

1º lugar, EM BUSCA DE COMPASSO

Maria Edilia Maia de Moraes, pernambucana do Recife, radicada em Fortaleza-CE

Trespasso minha alma iludida
Solto-a em busca do compasso
Nesse meu descompasso de vida
ás vezes perco o laço, traço, o passo...

Sem medir a ânsia de compasso
nessa tão descompassada vida,
tento arrumar o descompasso
ao perpassar essa louca lida.

No compasso dos meus passos,
busco passo no traçado do tempo.
No lento passo a passo, ainda assim, passo.
Quisera achar o tom no descompasso.

Oh! Trago minha alma ferida, sofrida!
Tão desmedida, inquieta, anda perdida.
Busca, almeja, deseja encontrar guarida!

A harmonia para o concerto da vida
só faz compasso, pacto,
se for feito no passo a passo.

....................


2º lugar, MENINO

Mauro Lúcio da Silva, natural de Juiz de Fora-MG e residente em Pequim, onde é funcionário público da Embaixada do Brasil na China.


Vai, menino!
Vai correr!
Corre, brinca,
não deixe o teu tempo
no tempo se perder.

O tempo passa rápido.
Ele corre mais que você.
A vida passa tão depressa,
te fazendo crescer.

Vai, menino, vai!
Tomo conta de tudo para você.
Vai!
Aproveita a tua juventude.
Não deixe o tempo, ante do tempo,
te envelhecer.

O tempo o transformará em adulto.
Te fará crescer,
te trará problemas que certamente te farão sofrer.

Vai, menino!
Vai!
Vai brincar, vai correr.
Vai!
Corra bem rapidinho,
Porque o tempo não espera por você.


.....................................


3º lugar, PAIXÃO ACORRENTADA

José Ubirajara Cavalcante, alagoano de São José da Laje, residente em Maceió-AL.


Elos sólidos e prazerosamente entrelaçados,
pela força indestrutível da mãe natureza,
que com o seu fulgor os faz apaixonados,
mantendo a chama do amor sempre acesa!

São braços que se unem em fortes abraços
e lábios que se tocam com intenso desejo.
São corpos que se atracam em belos laços,
e explodem de tesão, num cristalino beijo!

Não é apenas uma cena de amor abrasada!
São um homem e uma mulher absorvidos
por uma cintilante paixão acorrentada,
que ressoa literalmente em doces gemidos!

...........................................


4º lugar, EMBALA

Merilu Silva, natural de Timbaúba-PE, onde reside.


Embala
o meu sonho em teu sonho,
para que eu possa também adormecer.

Embala
a sensualidade liberada,
porém não aceita por terceiros.

Embala
esses gritos roucos,
loucos,
escarnecidos...
que interferem nas palavras soltas
que me ferem impensadamente.

Embala
um coração dolorido,
tão menino e sofrido,
para que aceite o dilema de um amor perdido.

....................

5º lugar, UNIVERSO DA CAMA

Maciel Luiz de França, natural de Limoeiro-PE, onde reside


Deprimente na verdade é a solidão
O vazio dos nossos frios lençóis
Onde criamos nossas belas ilusões
Ao mesmo tempo vivemos tão sós.

Os homens são mais vulneráveis
No imenso universo da cama
O mais forte é que são mais frágeis
O mais fraco é o que menos reclama.

O prazer é um troféu que se busca
O amor é uma luz que se ofusca
Quando o objetivo é a própria satisfação.

O romance perde a essência do sentido.
O que se tinha, se encontra perdido
O condutor perde o controle e a direção.

......................................

As confissões de MARIA EDILIA MAIA DE MORAES, autora de EM BUSCA DE COMPASSO



Creio que cada palavra é viva, é vida, é um pedaço do universo e na natureza intrínseca de cada uma localiza-se a sua luminosidade.
Acredito também na eficácia mágica da pa-(lavra), pois com esta podemos
convocar as forças benfazejas ou exorcizaras maléficas. Podemos mudar a vida e transformar o mundo. Penso que a poesia, entretanto, sobrepõe à palavra, pois se situa além das costuras da linguagem. Quando as escrevo, posso ter a chance de fazer alguém feliz, sorrir, ir adiante.

Na poesia me encontro... Canto! Desejo ter como única ciência a poesia. Perdoem-me a imodéstia de a considerar a ciência mais exata. Não desejo outra sabedoria senão essa, a da poesia, a única que é capaz de apreender o real absoluto.

Creio que cada palavra é um pedaço do universo e na natureza da palavra viva, esconde-se a luminosidade do universo. Ainda creio na eficácia mágica da palavra. Ainda creio que com as palavras se pode convocar as forças benfazejas ou exorcizar as forças maléficas. Ainda creio que com palavras se pode mudar a vida e transformar o mundo... Mas creio também que uma palavra errada pode alterar o equilíbrio cósmico.


Minhas paixões: poesias,ler, teatro,dançar,viajar e sempre curtir uma boa musica.

Meus livros preferidos : Para além do bem e do mal,(NIETZSCHE), Nietzsche e a Liberdade ( MIGUEL ANGEL de BARRENECHEA),Os MUTANTES( PIERRE WEIL),Antes e Depois de Sócrates(Martins Fontes),Transparências da Eternidade( RUBEM ALVES), O ERRO DE DESCARTES (Antonio Damásio)"APOTEOSE"(Dulce Tupacyguara Mascarenhas)

Minhas músicas preferidas: as de Chico Buarque, Caetano Veloso, Tom Jobim, Raimundo Fagner....

Filosofar é meu cantar.
Gosto de existir!


**********

sábado, 6 de dezembro de 2008

SESSÃO NOSTALGIA - DUAS MISSES E O LEITE DE ROSAS - LÚCIA DE CARVALHO E AQUELE FRIOZINHO NO ESTÔMAGO

DUAS MISSES E O LEITE DE ROSAS

Duas mulheres lindas, dois destinos e o Leite de Rosas, um produto tradicional usado como desodorante e limpeza de pele. A empresa Laboratórios Leite de Rosas Ltda estava entre os patrocinadores do concurso Miss Brasil 1955 e deu à vencedora um prêmio no valor de mil dólares.



Ao Leite de Rosas que consagrou a beleza da mulher brasileira no memorável Concurso de Miss Brasil, sinceramente, Emília Corrêa Lima, Miss Brasil 1955.

Sobre uma bela foto em tom sépia, mostrando o sorriso e a suavidade da cearense Emília Corrêa Lima, estava o texto acima, com a caligrafia da Miss Ceará e Miss Brasil 1955, ilustrando uma propaganda na revista O CRUZEIRO, de 09/07/1955.
Emília Corrêa Lima foi semifinalista no Miss Universo. Cumpriu com classe e categoria seus compromissos como Miss Brasil e depois casou com o pernambucano Wilson Santa Cruz Caldas, Major do Exército brasileiro.

Leite de Rosas. Sempre usei. Não somente como desodorante, mas para retirar maquiagem, como remédio para picada de insetos ou, então, quando dou encontrão nos móveis, disse Emília Corrêa Lima ao jornalista Fernando Machado, quando indagada qual o seu desodorante preferido, em entrevista publicada na coluna Perfil do Consumidor, no Jornal do Commercio-Recife, de 07/06/1993.


Sobre uma bela foto em tom sépia, mostrando o sorriso e a suavidade da pernambucana Alba de Souza Leão, estava o texto abaixo, com a caligrafia da Miss Pernambuco 1955, ilustrando uma propaganda na revista O CRUZEIRO, de 19/11/1955.

Ao “Leite de Rosas”, patrocinador do Concurso “Miss Brasil 1955” e embelezador de todas as mulheres brasileiras, ofereço minha fotografia no dia do meu Enlace Matrimonial. Sinceramente. Alba de Souza Leão, “Miss Pernambuco”.



Alba Souza Leão não chegou ao fim do seu reinado como Miss Pernambuco. Cinco meses depois de ter participado do Miss Brasil, Alba casou com Harry B. Richburg, Oficial da Força Aérea dos Estados Unidos.

Emília e Alba encontraram a realização de suas vidas dedicando-se às atividades do lar, às missões de esposa e mãe e às promoções filantrópicas. Emília construiu duas creches em favelas cariocas: Andorinha, na Restinga, e Pequena Obra do Presépio, no Cantagalo. Alba atua na filantropia de Schertz, em San Antonio, Texas, sendo responsável pelas refeições de um asilo de idosos.

Esta Sessão Nostalgia não é um merchandising,
mas aqui fica uma sugestão para a LR-Cia Brasileira de Higiene e Produtos de Toucador, empresa que hoje fabrica o Leite de Rosas : Que tal localizar essas duas Misses do período áureo do Miss Brasil e convidá-las para um comercial ?

Emília e Alba, duas mulheres lindas, dois destinos e um produto tradicional, o Leite de Rosas, usado como desodorante e limpeza de pele, a marcar suas vidas para sempre.

**********

LÚCIA DE CARVALHO E AQUELE FRIOZINHO NO ESTÔMAGO

Quase sempre, toda jovem ao ganhar um cobiçado título de Miss, ao ser indagada qual a emoção, responde:
- É um sonho! Eu não esperava ganhar!

Naquele distante junho de 1957, Lúcia de Carvalho deu uma resposta bem mais original, talvez a mais original da história dos concursos de misses no Brasil.



"Um friozinho aqui no estômago, aquele mesmo que a gente sente quando o elevador desce muito depressa" – assim foi como a jovem Lúcia de Carvalho descreveu a sua emoção, ao ser escolhida, entre dezesseis outras candidatas, Miss São Paulo 1957, para disputar em Quitandinha, a 22 de junho, a faixa e coroa de Miss Brasil deste ano.

Com 90 cm de busto, 60 de cintura, 94 de quadril e 57 kg de peso, tudo isso sabiamente distribuído em 1,67 m de altura, Lúcia de Carvalho gosta de contar que já foi apelidada de Miss Concurso, pois já concorreu a vários certames desse tipo, tendo sido a segunda classificada na eleição de Miss São Paulo 1956. De outra vez, ganhou uma viagem a Paris por ter as mais bonitas pernas de São Paulo.

Preferências: feijoada, São Paulo Futebol Clube, quibe cru e sapato de salto alto. Conta 22 anos de idade, tem curso de secretariado, considerando-se uma garota essencialmente prática. Mas dedica parte do seu tempo a coisas românticas, como poesia, e é “doutora” na vida e obra de Beethoven, tendo franca possibilidade de êxito nesses programas de respostas milionárias na televisão.

Esperançosa na conquista do título nacional, ainda assim é contra a teoria do “já ganhou”, dizendo: “ O fato de representar a mulher paulista, num concurso de beleza, é muito honroso. O resto fica por conta do júri.”

(Revista O CRUZEIRO-22/06/1957, de onde reproduzí as imagens que ilustram esta crônica)

Por ordem de classificação, as cinco finalistas do Miss Brasil 1957 foram : Terezinha Gonçalves Morango, Miss Amazonas; Maria Dorotéia Antunes Neto, Miss Minas Gerais;, Sandra Hervê, Miss Rio Grande do Sul; Lia Pires de Castro, Miss Ceará; e Karin Japp, Miss Paraná.

Lúcia de Carvalho talvez tenha sentido um friozinho no estômago por não ter obtido classificação no Miss Brasil. Talvez tenha sentido outros friozinhos no estômago diante dos sim e dos não que o destino lhe reservou pela caminhada.
Mas eu tenho certeza de que foi aquele friozinho aqui no estômago, aquele mesmo que a gente sente quando o elevador desce muito depressa, que ela sentiu ao ter sido eleita Miss São Paulo 1957, o mais importante de toda sua vida.

**********