a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 616, referente ao período de 23 a 29 de abril de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 28 de fevereiro de 2009

SESSÃO NOSTALGIA - Concurso Miss Pernambuco 1989

Daslan Melo Lima

          O concurso Miss Pernambuco 1989 foi um dos mais belos e prestigiados eventos já realizados para eleger uma pernambucana para competir ao título de Miss Brasil.



FICHA TÉCNICA


Local: Clube Português do Recife
Data: 11 de março de 1989
Promoção: Empresa Jornal do Commercio
Transmissão: TV Jornal
Coordenadores: Mucíolo Ferreira e Fernando Machado
Secretária/Chaperone/Coordenadora: Aurenice Marinho
Apresentação: Maria Rossiter e José Mário Austregésilo
Atrações musicais: Savinho, Beto Mi, Leonardo Sullivan e as alunas da Academia de Marlene Vilarinho
Comissão julgadora: Sílvia Couceiro Cavalcanti (presidente do júri), Bruno Ribeiro, Sérgio Moury Fernandes, Mário Gil Rodrigues Neto, João Alberto Sobral, Assis Farinha (proprietário das lojas Ele & Ela Modas, doador de 1 mil cruzados em roupas para a primeira colocada), Paulo Sérgio Contador, Élder Lins Teixeira (dono da Agência de Turismo Frevo, que deu prêmios para a primeira e segunda colocadas), Édson Gomes Pinto, Marcílio Campos, Clarice Cavalcanti, Sônia Palácio Barros Correa, Laís Monte Teixeira, Rosa Guerra, Lília Santos, Glorinha Aguiar, Socorro Lyra, Ione Tavares, Yara Dubeux (criadora dos sapatos que as misses usaram durante o desfile de maiô) e Gracinha Guimarães
Apuração dos votos: Luísa Pessoa Leão e Fúlvio Rego Barros
Coreografia: Reinaldo Zimmermann (Foi dado destaque ao frevo, no ano em que se comemorava os 100 anos de criação do Clube Vassourinhas)
Maquiagem oficial: Maquiadores da equipe dos produtos Pierre Alexander
Cabeleireiros: Equipes lideradas por Moacir Freire e Almir da Paixão
A coroa: Uma peça valiosa de ouro, prata e zircone, criação de Isaías Leal
As faixas e o manto: Lenir Rodrigues foi a autora da faixa e do manto da Miss Pernambuco, assim como da faixa da Miss Simpatia. Os nomes eram bordados em fios dourados e o manto, arrodeado de arminho branco, era em veludo azul com um arco-íris, uma cruz e um sol no centro, evocando a bandeira de Pernambuco.

AS FINALISTAS


1º lugar: Ana Cristina de Medeiros, Miss Gravatá, 18 anos, 1,77 de altura, 57 Kg, 84 cm de busto, 66 de cintura, 94 de quadris, 59 de coxas e 21 de tornozelo. .
Prêmios: Uma viagem à Cuba, oferta das empresas Unique Travel e Trevo; uma viagem a São Paulo, promovida pela Agência Luck; um colar de pérolas, ouro branco e brilhantes, oferta da Empresa Jornal do Commercio , e 1.000 cruzados em roupas da loja Ele & Ela Modas;
2º lugar: Rosivan Rodrigues da Silva, Miss Petrolina, 1,70 de altura, 54 Kg, 89cm de busto, 65 de cintura, 91 de quadris, 55 de coxas e 20 de tornozelo.
Prêmios: uma excursão de dez dias pelo sul do país, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, oferta das empresas Excursões São José e Frevo; um conjunto de jóias de Clementina Duarte e uma viagem Recife-Belo Horizonte, oferta da Varig;
3º lugar: Andréa Castro Leicht, Miss Clube dos Oficiais da Polícia Militar de Pernambuco, 1,73 de altura, 52 kg, 90cm de busto, 64 de cintura, 91 de quadris, 53 de coxas e 22 de tornozelo.
Prêmio: Uma viagem a Salvador, oferta da Banorte Turismo, e hospedagem no Hotel Quatro Rodas, oferta de Francisco Esteves.


Rosivan Rodrigues da Silva, Ana Cristina de Medeiros e Andréa Castro Leicht, as três mais belas pernambucanas de 1989


4º lugar: Gilcéia de Queiroz Nascimento, Miss Vitória de Santo Antão;
5º lugar: empate, Roberta Cristina Dantas de Almeida, Miss Limoeiro, e Andréa Carolina Veras, Miss Moreno;
6° lugar: empate, Paola Bertole Silva Neto, Miss Camaragibe, e Marta Magna Tavares de Lira, Miss Santa Cruz Futebol Clube;
7º lugar: Mione de Fátima Varejão Cortizo, Miss Jaboatão, a mais alta, 1,83m de altura;
8º lugar: Patrícia Maria Pereira Zarzar, Miss Clube Português do Recife.


AS DEMAIS CONCORRENTES
Miss Arcoverde, Cleonice Araújo, 
eleita Miss Simpatia. Prêmio: uma viagem a Maceió, oferta da Pantur;
Miss Banorte, Nádia Santana;
Miss Bonito, Anne Pessoa;
Miss Caixa Econômica Federal, Ana Paula Battistella
Miss Caruaru, Valéria Verardi;
Miss Iate Clube, Ioni Okuda;
Miss João Alfredo, Ana Paula Melo;
Miss Olinda, Tânia Rodrigues;
Miss Paulista, Fernanda Jordão;
Miss Pesqueira ,Betânia Melo;
Miss Rodoviário, Fátima de Oliveira
Miss São Lourenço, Ana Dolores Carneiro Leão
Miss União Esporte Clube de Apipucos, Rosilda Ferreira.
Miss Vassourinhas, Graceani Misseno.



DETALHES

          Um dos momentos mais emocionantes do concurso foi aquele em que surgiram na passarela seis Misses Pernambuco:
Zaíra Pimentel, Miss Pernambuco 1957;
Maria Eunice Mergulhão, Miss Pernambuco 1968;
Enilda de Sá Barreto Kretzmar, Miss Pernambuco 1973;
Rita de Cássia Spencer Pedrosa, Miss Pernambuco 1981;
Mônica Lima Veloso, Miss Pernambuco 1983;
Simone Augusto, Miss Pernambuco 1985 e Miss Brasil Mundo 1987.

          Cada uma delas, portando uma bengala para fazer a marcação, no melhor estilo Maria Augusta, da Socila, lideravam grupos de quatro candidatas.


Zaíra Pimentel, Maria Eunice Mergulhão e Enilda de Sá Barreto Kretzmar


Rita de Cássia Spencer Pedrosa, Mônica Lima Veloso e Simone Augusto



          Alguns dos mais famosos nomes da moda em Pernambuco assinaram os vestidos das concorrentes ao Miss PE 1989, entre eles: Lenir Rodrigues, Paulo Carvalho, Alexandre Filho, Carlos Costa, Ferreirinha, Ricardo de Castro, Airton e Giovani. Vestidos clássicos, em seda francesa, nos tons vermelho, preto, azul e branco, a maioria com tules e com pedrarias na dose certa. As maiores torcidas organizadas eram as das Misses Jaboatão, Gravatá e Petrolina.


EPÍLOGO


          Eu estava lá, no Clube Português do Recife, naquela noite de 11 de março de 1989, no meio de um público estimado em 10.000 pessoas. Cheguei cedo. Antes dos portões abrirem, percebi uma agitação ao redor. Era a belíssima negra Ana Maria Guimarães, Miss Pernambuco 1988, uma verdadeira deusa de ébano, que estava chegando. Consegui driblar minha timidez e pedi um autógrafo.
          Daquele concurso, guardo a imagem de várias garotas maravilhosas.
Fiquei indeciso entre torcer por Ana Cristina de Medeiros, Miss Gravatá, a vencedora, com seu charme e desenvoltura, e Andréa Castro Leicht, Miss Clube dos Oficiais da Polícia Miliar de Pernambuco, com sua classe e tranqüilidade, que acabou ficando com o terceiro lugar.



          E entre outras lindas concorrentes estavam: Roberta Cristina Dantas de Almeida, Miss Limoeiro, e Andréa Carolina Veras, Miss Moreno, empatadas em quinto lugar, além de Betânia Melo, Miss Pesqueira, que lembrava Suzy Rêgo, Miss Pernambuco e vice-Miss Brasil 1984. Betânia Melo seguiu carreira de modelo e participou de grandes desfiles de moda na Europa.



          O ano de 1989 foi o último do que se convencionou chamar de era Sílvio Santos, iniciada em 1981, quando os Diários e Emissoras Associados deixaram de promover o concurso Miss Brasil.
         Benza-te Deus, Ana Cristina, dizia a chamada da primeira página do Jornal do Commercio, Recife, de 13/03/1989, de onde reproduzi as fotos de Aluíso Arruda e Geraldo Guimarães que ilustram esta matéria.
          Benza-lhes Deus, jovens que participaram do maravilhoso e inesquecível Miss Pernambuco 1989.


*****

sábado, 14 de fevereiro de 2009

SESSÃO NOSTALGIA - MIRTA MASSA, UMA RAINHA EM NEW YORK

Primeira semana do mês de junho de 1967. A revista Manchete, edição de 03/06/1967, estava nas bancas de todo o Brasil trazendo na capa uma morena linda de olhar profundo e sorriso enigmático, uma Mona Lisa dos tempos modernos, guardando as devidas proporções.
As chamadas da capa faziam referências ao Japão; ao livro Sangue Frio, de Truman Capote; ao oitavo capítulo de um livro de Carlos Lacerda; a um inquérito surpreendente sobre a mulher brasileira na moda e às confissões de um criminoso de guerra que confessava porque não tinha matado Hitler.
Curiosas chamadas, com certeza, mas foi o rosto lindo da argentina Mirta Teresita Massa, Miss Beleza Internacional 1967, que deve ter feito a famosa revista bater recorde de vendas.



DO ALTO DA GLÓRIA, UMA RAINHA EM NOVA IORQUE – Para uma argentina de 19 anos, Nova Iorque é um sonho emocionante. Principalmente se ela traz a força da juventude e sabe que é bela.
Mirta Massa não tem dúvidas, a esse respeito: um severo júri a escolheu Miss Beleza Internacional de 1967, em Long Beach. Com o prêmio, Mirta ganhou uma viagem pelos Estados Unidos e escolheu Nova Iorque como o ponto de partida de uma aventura inesquecível.

Ela foi à Broadway, fez compras na Macy’s, voltou à infância no Central Park e se entusiasmou com o Empire State.
“É impressionante ver como a altura dos edifícios toca os nossos corações” – disse a jovem Mirta, que, apesar de tudo, confessou já ter saudades dos pampas e do tango.

(Sergio Alberto, revista Manchete, 03/06/1967)

O concurso Miss Beleza Internacional 1967 foi realizado em Long Beach. Quarenta e seis jovens, oriundas de várias partes do mundo, disputaram o cobiçado título.
O Brasil foi representado por Virgina Barbosa de Souza, semifinalista, Miss Minas Gerais 1966, quarta colocada no Miss Brasil 1966.
Aqui, vale a pena uma observação. O Miss Beleza Internacional de 1966 não foi realizado. Como o certame de 1967 aconteceu em 29 de abril, antes do Miss Brasil 1967, caberia a Francy Carneiro Nogueira, Miss Ceará 1966, terceira colocada no Miss Brasil 1966, o direito de ir à Long Beach. France Carneiro, no entanto, casou antes de completar o seu reinado. Foi aí que Virgínia Barbosa de Souza, morena paraibana criada em Montes Claros-MG, ganhou a oportunidade de ser a Miss Brasil do Miss Beleza Internacional 1967.

Mirta Massa passou na frente de fortes candidatas, tais como Miss Israel, Yaffa Sharir, segundo lugar; Miss Estados Unidos, Pamela Elfast, terceiro lugar; Miss Peru, Martha Quimper Suárez, quarto lugar, e Miss Hong Kong, Gisella Ma Ka-Wai, quinto lugar.

Mirta Massa tornou-se uma das mulheres mais amadas da Argentina. O país inteiro ficou consternado com a notícia de que ela teria morrido vítima de trágico acidente em 1999. Os argentinos só ficaram aliviados quando a imprensa esclareceu o equívoco, a mulher morta tinha o mesmo nome da sua querida rainha da beleza internacional.
Carismática e muito inteligente, Mirta Massa dedicou-se às artes plásticas. No campo amoroso, apaixonou-se pelo tenista profissional Guilermo Villas.

“Dos Cuerpos Recortados”, acrílico sobre tela, 100 x 90 cm, de Mirta Massa

Acredito que o pensamento de Mirta Massa voa para aquele dia em New York, quando entusiasmou-se com a altura do Empire State, todas as vezes que está pintando as suas belas, elogiadas e valiosas obras de arte.

“Cuerpos Proyectados”, acrílico sobre tela, 194 x 197 cm, de Mirta Massa


Adaptando o texto de Sérgio Alberto para 2009, eu digo assim: Para uma argentina de 61 anos, voltar a Nova Iorque é um sonho emocionante. Principalmente se ela traz a sabedoria da maturidade e sabe que é bela.

**********

sábado, 7 de fevereiro de 2009

SESSÃO NOSTALGIA - LIA PIRES DE CASTRO, A GRACE KELLY DO CEARÁ

Daslan Melo Lima

      Hotel Quitandinha, Petrópolis, 22 de junho de 1957. Era quase meia noite e o público impaciente queria que o concurso Miss Brasil 1957 começasse, pois a festa tinha sido agendada para ter início às 21 horas. Alguém teve a idéia de protestar pelo atraso jogando um balde de gelo em direção do palco e uma das pedras atingiu a testa de Clóvis Salgado, Ministro da Educação, membro da comissão julgadora. Enfim, vinte lindas jovens entraram na passarela e os aplausos entusiasmados invadiram o espaço.


As torcidas organizadas estiveram a postos. Miss Minas Gerais foi a mais aplaudida, e os aplausos vinham principalmente das galerias, onde mais se concentrou a colônia mineira. 
Miss Ceará teve sua torcida liderada pelo Ministro Parsifal Barroso, Governador Paulo Sarazate e Deputado Carlos Jereissati, todos numa só mesa, com as famílias.  
(Revista Manchete, 29/06/1957)

     Naquele 22/06/1957, uma nordestina encantou o Brasil, Lia Pires de Castro, Miss Ceará.
..........
 
Lia Pires de Castro na passarela do Náutico Atlético Cearense, Fortaleza-CE, 11/05/1957, eleita Miss CE 1957 representando os clubes elegantes unidos da capital cearense. 


Lia Pires de Castro, Miss Ceará 1957, vestindo o maiô Catalina com o qual desfilou no Quitandinha. (Manchete, 06/07/1957). 
..........
 
A cearense Lia Pires de Castro tinha um rosto que lembrava as fisionomias de Grace Kelly e Ingrid Bergman. Em certas ocasiões, o público aplaudia Lia e gritava pelo nome de Grace Kelly. 
..........

      A responsabilidade de eleger a Miss Brasil 1957 coube a uma comissão julgadora composta pelas seguintes pessoas : Clóvis Salgado, Ministro da Educação; Herbert Moses, presidente da Associação Brasileira de Imprensa; Accioly Neto, teatrólogo e diretor da revista O Cruzeiro; Maria Helena Raja Gabaglia, socialite ; Mena Fiala, modista; Francisco Olympio de Oliveira, diretor dos Laboratórios Leite de Rosas; Carlos Machado, empresário da noite carioca; Alfred Bluhm, presidente da indústria de maiôs Catalina; Harry Stone, vice-presidente da Motion Picture Association para a América Latina, considerado embaixador de Hollywood no Brasil; Jacinto de Thormes, cronista social; e Reinaldo Reis, Chefe de Gabinete do Prefeito do Distrito Federal.

      Lia Pires de Castro ficou em 4º lugar no Miss Brasil 1957, concurso que deu o 1º Lugar a Terezinha Gonçalves Morango, Miss Amazonas, que em Long Beach conquistou o segundo lugar no Miss Universo. As demais finalistas do Miss Brasil 1957 foram: Maria Dorotéia Antunes Neto, Miss Minas Gerais, 2º lugar; Sandra Hervê, Miss Rio Grande do Sul, 3º Lugar; e Karin Japp, Miss Paraná, 5º lugar.
..........
Grace Kelly (1919-1982)
_________


Lia Pires de Castro, acima, a mistura brasileira perfeita de Grace Kelly e Ingrid Bergman. (Foto-reprodução da Revista do Globo, acervo de Evandro Silva). 


Ingrid Bergman (1915-1982)________ 
           ..........


      Lia Pires de Castro, Miss Ceará 1957, quarta colocada no Miss Brasil 1957,  a Grace Kelly do Ceará, não tornou-se estrela de cinema e não casou com nenhum príncipe. Bastou sua beleza, sua classe e a aura mágica de um título de Miss para ganhar um lugar eterno nos corações dos cearenses.


*****