a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 616, referente ao período de 23 a 29 de abril de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 28 de novembro de 2015

" QUANTAS LÁGRIMAS DISFARÇAMOS SEM BERRO ? "

       O poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) jamais imaginaria que o seu poema “Lira Itabirana” seria profético. O rompimento das barragens da empresa Vale-Samacro, em Minas Gerais, é uma tragédia sem precedentes na história do meio ambiente brasileiro. O quadro é sombrio e pode resultar no fim do Rio Doce.  
      Quantas lágrimas disfarçamos sem berro? Nem o vento sabe a resposta.



O Rio? É doce.
A Vale? Amarga.
Ai, antes fosse
Mais leve a carga.

Entre estatais
E multinacionais,
Quantos ais!

A dívida interna.
A dívida externa
A dívida eterna.

Quantas toneladas exportamos
De ferro?
Quantas lágrimas disfarçamos
Sem berro? 



*****

"Só há felicidade se não exigirmos nada do amanhã e aceitarmos do hoje, com gratidão, o que nos trouxer. A hora mágica chega sempre."
- Herman Hesse (1877-1962), escritor alemão naturalizado suiço.

******

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO


MEMÓRIA TIMBAUBENSE - TÚNEL DO TEMPO - Escola Santa Maria, ano de 1970. De baixo para cima, Maria José Araújo, Vânia Regis, Matilde Barboza, Rejane Glória, Ana Maria Guerra, Anita Campos Dornellas Câmara Aldenice Silva. Uma foto  para a posteridade antes de uma apresentação de ginástica rítmica organizada pela professora Nilza Simões.  ***** Naquele ano, a seleção brasileira conquistava o tricampeonato mundial de futebol;  O Brasil perdia o comediante Oscarito e a música americana Jimmy Hendrix e Janis Joplin. O Brasil cantava “Se eu pudesse conversar com Deus”, de Antônio Marcos, e sete garotas timbaubenses nem se davam conta que iam sentir tantas saudades de um tempo que se foi, para sempre se foi.

*****
 
A poesia da Craibeira




Avenida Nilo Peçanha, por trás do Colégio Timbaubense, à margem do Rio Capibaribe-mirim. (Foto e versos de Daslan Melo Lima).
 
A imponente árvore semeia poesia
vestida  de esperança e alegria.
A velha Craibeira oferece simpatia 
aos que passam com apatia.
A sábia árvore espalha parceria
ao lado do silêncio e da correria.



*****
 

IDADE NOVA - A nutricionista Ana Glória Ferreira de Araújo, radicada há anos no Recife,  está sendo muito cumprimentada neste sábado, 28. Motivo: idade nova.  Única  mulher de uma prole de cinco filhos do casal Joel Monteiro de Araújo (in memoriam) e Maria da Glória Ferreira de Araújo, a timbaubense Ana Glória nasceu exatamente num dia de sábado, faltando dez minutos para meio-dia, ensolarado dia, como o deste sábado abençoado.

Fã incondicional de PASSARELA CULTURAL, Ana Glória sempre me visita quando vem à Timbaúba, oportunidade em que faz questão de cumprimentar Rock and Roll.

*****

SESSÃO NOSTALGIA - Berenice Lunardi, a brasileira do concurso Miss Mundo 1965

Daslan Melo Lima      

      Novembro se despedia do calendário daquele tempo, mas a revista O Cruzeiro, Ano XXXVIII, nº 7, de 20/11/1965, ainda poderia ser encontrada nas bancas das principais cidades do Brasil. A publicação trazia uma matéria em quatro páginas focalizando Berenice Lunardi, Miss Minas Gerais,  terceira colocada no concurso Miss Brasil 1965, com texto de José Franco e fotos de Luiz Alfredo.
----------

MISS BRASIL Nº 3 VAI A LONDRES


Levando na bagagem uma bola autografada por Pelé, colares e brincos de pedras semipreciosas de Teófilo Otoni, vinte vestidos e o seu traje típico “Garimpeiro estilizado”, Berenice Lunardi, a mineira que conquistou três títulos num salto só – Miss Belo Horizonte, Miss Minas Gerais e Miss Brasil nº 3 – viaja para Londres, com os olhos voltados para a coroa de Miss Mundo 1965. Os vestidos são para inglês ver, e a bola e colares para oferecer de presente ao prefeito londrino, após o desfile principal na Câmara dos Comuns. 
Se haverá ou não excesso de peso na bagagem, disso não cuida Miss Berenice, pois sabe que tudo o mais está bem medido e pesado: 1,75 de altura, 91 de quadris, 90 de busto, 18 anos em flor. E ainda lindos olhos castanhos, para variar. 
Até as esperanças estão equilibradas: acredita que possa vencer, sim, por que não? Para tanto, leva consigo uma torcida particular, escolhida a dedo: o moço Mário Figueiredo, de quem ficará noiva em dezembro, a mamãe Edelvina Lunardi e o primo Ricardo Natali. O pai, o industrial Antônio Lunardi, que não quer saber de enfrentar o inverno, ficará, torcendo de Minas. 
Seu vestido de gala, confeccionado em zimbelini lilás, bordado com 40 mil pedras e oferecido pelo jornalista Paulo Cabral, diretor dos Associados de BH, ficará em 1 milhão e 500. E isto é que é importante: será tão bonito como a própria.
----------


       Naquele 1965, um único concurso selecionava três jovens que tinham a responsabilidade de representar o Brasil nos maiores concursos de beleza do mundo. Na foto acima, o Top 3 do Miss Brasil 1965. Da esquerda para a direita, Sandra Penno Rosa (Miss São Paulo, segundo lugar, representante do Brasil no Miss Beleza Internacional, realizado em Long Beach, Estados Unidos, onde conquistou o quinto lugar); Maria Raquel Helena de Andrade (Miss Guanabara, primeiro lugar, representante brasileira no Miss Universo, realizado em Miami Beach, Estados Undos, classificada entre as quinze semifinalistas);  e Berenice Lunardi, Miss Minas Gerais, terceiro lugar, representante do Brasil no Miss Mundo, realizado em Londres, não classificada entre as semifinalistas. Detalhe: Miss Brasil nº 1, assim era chamada a primeira colocada no Miss Brasil, cabendo às segundas e terceiras classificadas as denominações de Miss Brasil nº 2 e Miss Brasil nº 3, respectivamente.  
----------
     
          O Top 5 do Miss Mundo 1965. Da esquerda para a direita: Marie Tapare, Miss Taiti, quinto lugar; Gladys Anne Waller, Miss Irlanda, terceiro; Lesley Langley, Miss Reino Unido, primeira colocada; Dianna Lynn Batts, Miss Estados Unidos, segunda colocada; Ingrid Kopetzky, Miss Áustria, quarto lugar. 
           Naquele 1965, os meios de comunicação fluíam em velocidade muito lenta. A revista O Cruzeiro com a reportagem sobre a viagem de Berenice Lunardi circulava com a data de 20/11/1965, mas o concurso Miss Mundo já tinha sido realizado no dia 19, em Londres, com a participação de 49 candidatas. 
                                ----------                                                            
Berenice Lunardi,  Miss para sempre Miss


          Quem encontra aquela senhora bonita, tranquila e elegante, em algum lugar de Minas Gerais, não hesita em exclamar: Essa mulher só pode ter sido Miss ! 


       Os deuses da beleza, que invisíveis acompanham os passos de Berenice Lunardi, não hesitam em responder: Sim! Ela é a Miss Minas Gerais 1965, terceira colocada no concurso Miss Brasil, a brasileira do concurso Miss Mundo 1965. Miss para sempre Miss!   

*****


----------
Saiba mais sobre o Miss Brasil 1965 neste link

sábado, 21 de novembro de 2015

UM DIA PARA A CONSCIÊNCIA HUMANA

            

     O tom da minha pele é um exemplo da miscigenação racial deste nosso imenso País tropical. Meu pai era filho de uma negra. Minha mãe era filha de um branco de olhos azuis.  Minha avó paterna, Secundina Maria da Conceição, a Dona Secunda, ganhou a vida como parteira, carregou latas d’água na cabeça e conheceu a penúria. Meu avô paterno, Gustavo Souza Melo, o Seu Xeu, foi proprietário de terras férteis e conheceu a fartura. 
      Na minha alagoana São José da Laje, Secunda e Xeu eram dois mundos distintos com uma missão que na época eu não tinha consciência: repassar para os seus descendentes que o caráter de uma pessoa estava acima da cor da pele e da situação econômica. Acima de qualquer coisa.
   Deitados lado a lado, o meu gato “Fred” e minha gata “Paula Brito”, pouco estavam ligando se ontem, sexta-feira, 20 de novembro, era o Dia da Consciência Negra.  Desculpem-me, mas na condição de animais, eles dão um exemplo fantástico do que se poderia chamar de Consciência Humana, sem teses socioculturais,  sem sermões religiosos e sem discursos filosóficos. 
        Todo dia é dia da complexa condição humana. - Daslan Melo Lima.

*****
REFLEXÃO
"Com efeito, não é a verdade que governa o mundo, mas as ilusões." 
Sören Kierkegaard (1812-1855), filósofo dinamarquês. 
*****

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO - Dr. Enilton Sérgio Tabosa do Egito: “Um dia, quem sabe?”

        
      O menino nascido em São Vicente Férrer e criado em Timbaúba, vive hoje à frente do Instituto do Coração, reconhecido internacionalmente como referência na medicina cardiológica. Seu nome é uma legenda, Dr. Enilton Sérgio Tabosa do Egito, nascido em São Vicente Férrer e criado em Timbaúba.
      Na sétima edição do Baile dos Casais, evento beneficente promovido pela Maçonaria no Tênis Clube, no dia 04, o renomeado médico chorou ao receber a Comenda do Mérito Maçônico Pernambucano concedido pelo Grande Oriente Independente de Pernambuco, “em virtude dos relevantes serviços prestados à Humanidade, contribuindo com suas pesquisas na área da saúde, em que chegou aos mais auspiciosos resultados, para o bem estar e à felicidade de incontáveis pessoas que desse progresso científico necessitaram”.
       Com a humildade de sempre, uma das características marcantes da sua personalidade, ele não esquece suas raízes e afirma emocionado: “Sempre que posso, visito Pernambuco. Sempre fico de voltar e nunca voltei de vez. Um dia, quem sabe?”
          Abaixo, um pouco da sua trajetória, com base no texto elaborado há três anos pelo deputado Maviael Cavalcanti, quando justificou à Alepe, Assembleia Legislativa de Pernambuco, a concessão da Medalha Leão do Norte (Classe Ouro) na categoria Sanitarista Josué de Castro, ao ilustre vicentino-timbaubense.
      Dr. Enilton do Egito formou-se pela Faculdade de Ciências Médicas, atual UPE, no Recife. Partiu para São Paulo, onde completou sua residência e especializações. Na grande metrópole, fundou o Instituto do Coração, cuja diretoria integra atualmente. O médico Enilton Sérgio Tabosa do Egito é um pernambucano, nascido no município de São Vicente Férrer-PE, na Fazenda Balanço, em 19/08/1950. Foi criado em Timbaúba-PE, tendo portanto, profundas vinculações com a Mata Norte e com Pernambuco. Concluiu o curso de Medicina, na Faculdade de Ciências Médicas de Pernambuco, na turma de 1974, tendo em seguida se transferido para São Paulo, onde concluiu sua Residência Médica no Hospital de Beneficência Portuguesa, com o Dr. Adib Jatene, construindo uma carreira médica vitoriosa na área de Cardiologia, hoje, uma referência nacional que ao longo da sua trajetória profissional tem prestado relevantes serviços ao aperfeiçoamento da saúde e da modernização da Cardiologia, atuando presentemente com sucesso no Hospital do Coração de São Paulo – HCOR, do qual também é um dos seus dirigentes.
       Atua também como Diretor da Sociedade Brasileira de Cardiologia, possui inúmeros trabalhos publicados, com ênfase em Cardiologia, e recebeu o título de Cidadão do Estado de São Paulo, como reconhecimento ao seu trabalho dedicado e expressivo. O Dr. Enilton do Egito, tem o reconhecimento de São Paulo, sem, no entanto, deixar de manter seus vínculos com Pernambuco, sempre prestando sua contribuição aos pernambucanos que procuram seus serviços profissionais. Importante também assinalar que o Dr. Enilton do Egito, tem prestado expressivo apoio técnico aos profissionais do Recife, hoje o 2º pólo médico do País, construindo uma rede de troca de informações e conhecimentos no campo da saúde e da Cardiologia. Demonstração evidente do reconhecimento profissional do Dr. Enilton do Egito é que ele tem recebido várias homenagens em Pernambuco, sua terra, da qual não se afasta, mesmo em São Paulo, onde mantém contato permanente com os pernambucanos.  Ele é presidente da Confraria Príncipe Maurício de Nassau, entidade que reúne dezenas de pernambucanos, provando suas vinculações com seu Estado e ampliando seu trabalho de apoio a Pernambuco.
         Dentre as homenagens que recebeu em Pernambuco, destacam-se a Medalha Nunes Machado, outorgada em 2004, pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco, no seu aniversário de 182 anos. O nosso Diário de Pernambuco, importante jornal do País, ao completar 183 anos, também o distinguiu como um dos seus homenageados, sobretudo pela sua expressão como profissional da Cardiologia. Além dos seus atributos específicos à saúde e à Cardiologia, o Dr. Enilton do Egito, se destaca como cidadão compromissado com as causas da melhoria da qualidade de vida da população, graças ao aperfeiçoamento da ciência médica aplicada ao avanço da medicina.

*****


SESSÃO NOSTALGIA - As minhas impressões sobre o concurso Miss Brasil 2015

Daslan Melo Lima

Marthina Brandt, Miss Rio Grande do Sul, Miss Brasil 2015, estará no dia 20 do próximo mês em Las Vegas, Estados Unidos, disputando o título de Miss Universo 2015. (Foto: Celso Tavares/ EGO)

          Na semana passada, revelei quem eram as minhas favoritas ao título de Miss Brasil 2015, com base nas fotos que até então eu tinha visto na Internet. Para o Top 5:  Ana Letícia Ramos, Miss Piauí; Nathalia Pinheiro Kaur, Miss Rio de Janeiro; Amanda Balbino, Miss Distrito Federal; Patrícia Guerra, Miss Bahia; e Marthina Brandt, Miss Rio Grande do Sul. Para compor a relação de semifinalistas, mencionei apenas sete: Thaynara  Fernandes, Miss Goiás; Camilla Della Valle, Miss Mato Grosso;  Sayonara Veras, Miss Pernambuco;  Manoela Alves, Miss Rio Grande do Norte; Jéssica Vilela, Miss  São Paulo;  Pryscilla Felisberto, Miss Sergipe; e Karla Sucupira, Miss Tocantins. 
         Dez delas figuraram no Top 15, as representantes de Goiás, Rio Grande do Norte, Distrito Federal, Piauí, São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Bahia, Mato Grosso e Rio de Janeiro. Dessas, seis evoluíram para o Top 10: RN, BA, SP, MT, GO e RS; e daí, para o Top 5, RS, SP, MT e RN. Enfim, da minha lista, duas foram para o Top 3: a gaúcha Marthina Brandt, primeiro lugar; e a paulista Jéssica Vilela, terceiro lugar. 
----------
Ana Letícia Ramos Bezerra de Alencar, Miss Piauí 2015

      Não assisti ao concurso ao vivo, apenas pela televisão. Sei que outros fatores, além da beleza e da plástica, estão em jogo, no entanto, jamais irei entender o porquê de Ana Lética Ramos, Miss Piaui, ter  estacionado no Top 15. 
----------
Miss Goiás X Miss Mato Grosso

Thaynara Fernandes, Miss Goiás 2015, Top 10.
----------
Camilla Della Valle, Miss Mato Grosso 2015, Top 5.

       Quando o Top 10 foi definido, sem a presença da piauiense, fiquei na torcida por Thaynara Fernandes, Miss Goiás, que não passou para a fase seguinte. Thaynara tem um quê de Martha Jussara, Miss Rio Grande do Norte, Miss Brasil, quarto lugar no Miss Universo 1979. Quando o Top 5 foi definido, sem a presença de Miss Goiás, passei a torcer por Camilla Della Valle, Miss Mato Grosso, embora de olho nas possibilidades das demais.
----------
      Gostei dos apresentadores, Mariana Weickter e Cássio Reis e do ritmo dinâmico do programa. "Lidamos com sonhos", disse a apresentadora. ***** Estranhei a ausência do desfile em trajes típicos. Não custava nada todas terem desfilado com vestes remetendo à cultura dos Estados. Detalhe: traje típico para mim deve ser algo que possamos identificar, sem muito esforço, a cultura e tradição que o mesmo representa, sem aquelas alegorias que mais parecem fantasias carnavalescas, apesar de gostar muito de Carnaval. ***** Na hora das entrevistas, continuo defendendo uma pergunta única para todas as candidatas. Protegidas por fones de ouvidos, nenhuma ouviria as respostas das outras. ***** Estranhei a competição onde as concorrentes fizeram suas maquiagens com produtos de um patrocinador, e uma delas, eleita pelas colegas, recebeu a faixa de campeã, Amanda Balbino, Miss Distrito Federal. Ora, porque não manter a tradição e anunciar a garota como Miss Simpatia, mesmo com a inovação? ***** Em nome da transparência, entendo que deveriam anunciar quais os quesitos e critérios de votação para se eleger a Miss Brasil. ***** Em nome da memória do concurso, pelo menos uma vaga na comissão julgadora deveria ser ocupada por uma Miss Brasil inesquecível. Também seria interessante ver num telão flashes de todas as vencedoras. Não levaria muito tempo e seria um serviço prestado à preservação da memória de uma nação. 
----------
(Foto: Iwi Onodera/ EGO)
(Foto: Iwi Onodera/ EGO)
(Foto: Celso Tavares/ EGO)
     Gostei da emoção das duas finalistas, momento em que ficou patente a superioridade  das curvas de Sabrina Meyer, Miss Santa Catarina. E aí vem a pergunta: O biotipo de Marthina Brandt tem mais a ver com o de uma Top Model ou de uma Miss Brasil?  
----------
       Ao encerrar esta Sessão Nostalgia, quero lembrar que na semana passada afirmei:  “Algo me diz que o Miss Brasil 2015 será um divisor de águas na história do concurso.” Que pena! A voz que me disse se enganou. Mas não perco a esperança. Apesar de alguns dos meus desencantos sobre o mundo dos concursos de beleza, continuo apaixonado pelas Misses, afinal, como costumo afirmar, paixões são paixões, simplesmente paixões, não se explicam.

*****
------
Para   assistir de novo ao Miss Brasil 2015, basta um clique neste link,
----------


sábado, 14 de novembro de 2015

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO

ISMENA MONTEIRO, SUSTO EM PARIS

     
      A arquiteta Ismena Monteiro, filha de Édipo e Neidinha Monteiro, um dos casais mais queridos da sociedade timbaubense, está em Paris em viagem de turismo e de lá postou no Facebook suas impressões sobre os atentados terroristas. 

Paris, 13/11/2015, 20h12min - Estamos no hotel e estamos bem, mas aconteceu algo bem grave em Paris. Um atentado. Estamos vendo TV. Liguem na NET globo.com
----------
Paris, 13/11/2015, 20h54min - Gente estou bem. Estou no hotel desde as 20:00. Agora são quase meia noite, não vi nada. Estou um pouco longe de tudo, estamos vendo TV. Pouco tempo depois que postei essa foto estávamos vendo o jogo e começaram as notícias.
----------
Paris, 13/11/2015, 23h37min - Quem me conhece sabe que eu sou desse tipo de pessoa mega discreta, penso muito antes de comentar ou de postar fotos aqui no face. Uns 15 minutos depois de postar essa foto o mundo deu uma guinada de 360 graus na minha vida. Cheguei hoje aqui em Paris e uma das coisas que me chamou atenção foi o quanto a cidade é cosmopolita. Andei bastante de metrô e vi diferentes universos de etnias e de idiomas. Aí me pergunto como um ser humano sai de casa com o "objetivo" de causar uma ferida mundial dessa dimensão e em nenhum momento pensa em desistir e/ou recuar em sua missão???? O que estaremos nós fazendo contra nós mesmos???? Em nome de quê ou de quem?? Pra defender o quê? Seu Deus? Sua raça? Sua cor??? Resultado: acredito que ficaremos presos aqui no hotel até segunda-feira, sem puder conhecer mais nada, sem puder comprar bilhete para fugir daqui, uma cidade tão bonita. Bom, estou desabafando. Meio triste, meio chocada e preocupada com o amanhã. O meu, de turista frustrada, e o nosso de humanidade "quase" perdida. Oremos amigos, pelo Nosso Pai Maior, o Único que nessa hora deve está super ocupado.


*****
MEMÓRIA TIMBAUBENSE

----------
Quem fornecer o maior número de detalhes sobre ambas as fotos será contemplado com uma assinatura de três meses do jornal CORREIO DE NOTÍCIAS e da revista TIMBAÚBA EM FOCO. Precisamos de dados preciosos, tais como: datas, locais, nomes completos das personagens, etc. ***** Para visualizar as imagens em tamanho maior, basta um clique em cima das mesmas. ***** As mensagens deverão ser enviadas para o e-mail daslan@terra.com.br. ***** Quando da divulgação do vencedor (a), revelaremos quem enviou as fotos e a qual família o material pertence.

*****

SESSÃO NOSTALGIA - A um passo do concurso Miss Brasil 2015

Daslan Melo Lima

         Na próxima quarta-feira, 18, às 22h30min, horário de Brasília, direto de São Paulo, a Band estará transmitindo a eleição daquela que irá representar o Brasil no concurso Miss Universo 2015.  
          Vinte e sete candidatas e um sonho: ser eleita Miss Brasil 2015. Diante de imagens assim, os saudosistas como eu cantam a Canção das Misses, música de Lourival Faissal, gravada por Ellen de Lima, trilha sonora durante anos dos concursos de Miss Brasil realizados no Maracanãzinho.

  Os Estados brasileiros se apresentam  
nesta festa de alegria e esplendor.
Jovens misses seus Estados representam
seus costumes, seus encantos, seu valor.

Em desfile, nossa terra, nossa gente,
pela glória do auriverde em céu de anil,
sempre unidos leste, oeste, norte, e sul,

na beleza das mulheres do Brasil.

----------
Uma delas será eleita Miss Brasil 2015

Miss Acre – Maxine Silva ***** Miss Alagoas – Camila Leão ***** Miss Amapá - Daiana Uchoa ***** Miss Amazonas - Carolina Toledo *****  ***** Miss Bahia – Patrícia Guerra ***** Miss Ceará – Arianne Miranda ***** Miss Distrito Federal – Amanda Balbino
----------
Miss Espírito Santo – Juliana Morgado ***** Miss Góias – Thaynara  Fernandes ***** Miss Maranhão – Isadora Amorim ***** Miss Mato Grosso - Camilla Della Valle ***** Miss Mato Grosso do Sul – Camila Greggo ***** Miss Minas Gerais - Stéfhanie Zanelli ***** Miss Paraíba – Ariadine Maroja
----------
Miss Pará – Carolinne Ribas ***** Miss Paraná - Gabriela Gallas ***** Miss Pernambuco – Sayona Veras ***** Miss Piauí – Ana Letícia Ramos ***** Miss Rio de Janeiro - Nathalia Pinheiro Kaur ***** Miss Rio Grande do Norte – Manoela Alves ***** Miss Rio Grande do Sul – Marthina Brandt
----------
Miss Rondônia – Gabriela Rossi ***** Miss Roraima – Melina Gomes ***** Miss Santa Catarina – Sabrina Meyer ***** Miss São Paulo – Jéssica Vilela ***** Miss Sergipe – Pryscilla Felisberto ***** Miss Tocantins – Karla Sucupira
---------
Meu Top 5, as semifinalistas e as menos cotadas

         Das 27 candidatas, conheço apenas uma pessoalmente, Patrícia Guerra, Miss Bahia.  Uma coisa é dar um palpite vendo todas na nossa frente, ao vivo,  e outra é fazer um prognóstico com base nas imagens.  Pois bem, a julgar pelas fotos acima e por outras que já vi na Internet, ouso apontar o meu Top 5 por ordem das minhas preferidas.

Ana Letícia Ramos, Miss Piauí
----------


Nathalia Pinheiro Kaur, Miss Rio de Janeiro
----------

Amanda BalbinoMiss Distrito Federal
----------


Patrícia Guerra, Miss Bahia
----------


Marthina Brandt, Miss Rio Grande do Sul
----------
                Quanto às demais concorrentes, suponho que as misses Goiás, Mato Grosso, Pernambuco, Rio Grande do Norte, São Paulo, Sergipe e Tocantins poderão se destacar muito bem entre as semifinalistas. Volto a repetir que as minhas opiniões são com base nas fotografias. Talvez algumas subam ou desçam no meu conceito, ou outras que não mencionei venham para o meu Top 5 quando estiver assistindo  ao concurso pela televisão.
            Há poucos dias, contestei a postagem de uma pessoa que colocou as imagens de quatro concorrentes no Facebook com a seguinte legenda “As quatro piores candidatas ao Miss Brasil 2015.” Não achei o termo adequado e deixei este comentário: A caminhada de todos nós aqui no planeta Terra é norteada por sonhos. No lugar do termo "as quatro piores", entendo que soaria mais leve aos ouvidos dessas garotas sonhadoras dizer que são "as quatro menos cotadas". Imediatamente, muitas pessoas se manifestaram concordando com o que escrevi. Desfecho: o internauta retificou a legenda, escrevendo outra com todas as letras maiúsculas, AS QUATRO MENOS COTADAS, mas alguns minutos depois excluiu a postagem. 
----------
Direto do Túnel do Tempo, as Misses que representaram o nosso País no concurso Miss Universo  há 60, 50, 40, 30, 20 e 10 anos

Emília Barreto Corrêa Lima, Miss Ceará, Miss Brasil, semifinalista no Miss Universo 1955.
----------

Maria Raquel Helena de Andrade, Miss Guanabara, Miss Brasil, semifinalista no Miss Universo 1965.
----------
Ingrid Budag, Miss Santa Catarina, Miss Brasil, semifinalista no Miss Universo 1975.
----------

Márcia Giagio Canavezes de Oliveira (Márcia Gabrielle), Miss Mato Grosso, Miss Brasil, semifinalista no Miss Universo 1985.
----------
Renata Bessa Soares, Miss Minas Gerais, Miss Brasil 1995.
----------
Carina Schlichting Beduschi, Miss Santa Catarina, Miss Brasil 2005.
------------
Quem será a Miss Brasil 2015?

----------
       
      Que vença aquela que, no conjunto, reúna as condições ideais para representar o Brasil no concurso Miss Universo 2015, agendado para o dia 20 do próximo mês, em Las Vegas. Que vença aquela que, independente da cor da pele, do sotaque e das circunstâncias socioculturais, possa se tornar inesquecível como nossas três misses Universo, as gaúchas Yolanda Pereira (1930) e Ieda Maria Vargas (1963), e a baiana Martha Vasconcellos (1968).
          Algo me diz que o Miss Brasil 2015 será um divisor de águas na história do concurso.
*****
---------
Crédito das fotos: 
Divulgação, O Cruzeiro, Fatos & Fotos e Manchete.
----------
Confira todas as imagens oficiais das candidatas ao Miss Brasil 2015 neste link
http://entretenimento.band.uol.com.br/miss/brasil/fotos/10000010258/miss-brasil-2015-fotos-oficiais.html?mobile=true