a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 633, referente ao período de 20 a 26 de agosto de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 3 de janeiro de 2009

SESSÃO NOSTALGIA - MIRIAM STEVENSON, DUAS POLEGADAS A MENOS

A baiana Marta Rocha perdeu o título de Miss Universo 1954 para a norte-americana Miriam Stevenson por causa de duas polegadas a mais nos quadris, algo equivalente a cinco centímetros, uma história que já foi contada milhares de vezes em verso e prosa.

Miriam Stevenson, foto abaixo, desembarcou no Brasil em fevereiro de 1955, em plena atmosfera carnavalesca, quando um dos maiores sucessos do carnaval era a marchinha de Pedro Caetano e Carlos Renato que dizia:
Por duas polegadas a mais / passaram a baiana pra trás / Por duas polegadas a mais e logo nos quadris / Tem dó, tem dó, seu juiz.





MIRIAM E SUAS DUAS POLEGADAS (A MENOS) - Com uma calorosa recepção em Belém do Pará, onde populares, açodados, romperam os cordões de isolamento com que a polícia procurou resguardá-la do excesso de curiosidade (e de mão-boba), pisou o solo brasileiro Miriam Stevenson, eleita Miss Universo no concurso do ano passado, em Long Beach, o mesmo que deu à nossa Marta Rocha o título de segunda beleza do mundo. No Rio, a jovem americana teve recepção discreta, porque desembarcou muito cedo, antes das sete horas da manhã. Confessou a sua emoção em conhecer o Brasil e quer ver de perto o Carnaval. Bem trajada (vestido pesado, impróprio para o verão), simpática, desenvolta, Miriam foi recebida pelo Presidente da República e deu entrevista à imprensa. Duas polegadas a menos (de quadris) deram-lhe a vitória sobre Marta Rocha, e agora, juntas, o carioca está comparando as duas beldades. (Revista MANCHETE, 19/02/1955)

























Acima, em fotos de MANCHETE, Miriam Stevenson, à esquerda, duas polegadas a menos nos quadris, e Marta Rocha, à direita, duas polegadas a mais nos quadris. Uma história que ainda é cantada em verso e prosa, como nesta primeira SESSÃO NOSTALGIA de 2009.

**********

Um comentário:

mavasconcelos.adv disse...

Oi Daslan,
muito interessante a sessão nostalgia. Faz-nos voltar no tempo para confirmar a beleza e a singeleza que havia nas grandes e nas pequenas coisas. hoje a coisa está diferente, mas, o mundo é assim mesmo e continuar a girar para o bem ou para o mal. Parabéns.
Marcos Vasconcelos.