a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 624, referente ao período de 18 a 24 de junho de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 4 de outubro de 2008

SESSÃO NOSTALGIA - SOLANGE DUTRA NOVELLI , RAINHA POR UM SÉCULO

Por Daslan Melo Lima

          No dia 13/02/1965, uma loura chamada Solange Dutra Novelli, 18 anos a completar no mês de maio, foi eleita Rainha do IV Centenário do Rio de Janeiro, num concorrido certame que contou com 22 lindas garotas. Ela era natural do bairro de Laranjeiras, mas morava em Copacabana e representou a região administrativa de Botafogo, que incluía Flamengo e Catete. Solange Dutra Novelli cursava o 2º ano clássico no Colégio Andrews e falava corretamente inglês, francês e italiano. Tinha 1,65 de altura e 49 quilos. Gostava de rosas vermelhas, de praia, dos romances de Jorge Amado e dos poemas de Castro Alves. Ângela Vasconcelos, Miss Brasil 1964, foi quem coroou a Rainha do IV Centenário. Solange recebeu 3 milhões de cruzeiros, viagens pelo Brasil e Estados Unidos. Da quantia recebida como prêmio, doou 500 mil a uma instituição filantrópica.




Solange Dutra Novelli era a preferida do Maracanãzinho, cujo público também demonstrou entusiasmo pelas morenas Gilda Lúcia Caselli, representante de Vila Isabel, segunda colocada, e Cléia Carvalho, representante de Irajá, terceira colocada. Na foto de MANCHETE-27/02/1965, da esquerda para a direita: Cleía, Solange e Gilda. Martha Rocha, Miss Brasil e vice-Miss Universo 1954, e Adalgisa Colombo, Miss Brasil e vice-Miss Universo 1958, estavam na comissão julgadora.

-----


Era uma vez a criancinha loura, nascida carioca nas Laranjeiras. Olhinhos verdes, um tanto rechonchuda, um pouco do pai, outro da mãe, a maior parte dela mesma.
Esta menina vai ser Miss, dizia a vizinhança, a madrinha. E os pais diziam amém. O fato é que Solange Dutra Novelli cresceu sob medida, sob cuidados especiais. Os pais modularam-na para rainha. Foram 17 anos de ensaio, 17 anos de aprendizado de beleza. Havia passarela invisível entre ela e o Sr.Victorio e a Sra., Risette. Teve a melhor escola, o melhor professor de ballet. Boas maneiras eram a sua bíblia, e a igreja da esquina o seu código moral. Ampliou as idéias aprendendo línguas: o inglês e o italiano para começo de conversa. Leu de D.Quixote ao Gulliver, de Monteiro Lobato a Homero, penetrando recentemente nas veredas de Guimarães Rosa. Uma rainha na plástica e no espírito, as paralelas da beleza maior.



Filha única de pais mui justamente corujas, foi talhada e acomodada em cetim e seda para ser um dia senhora Miss da passarela, o que aconteceu com força total aos dezessete anos, no concurso que a elegeu Miss IV Centenário do Rio de Janeiro. Todos viram seu charme no Maracanãzinho. E entregaram os pontos para a rainha de um século. (O CRUZEIRO, 06/03/1965)
-----


Solange despontou com classe desde o desfile com traje de noite. O vestido de Solange era um modelo grego, rosa e complementos prateados. (O CRUZEIRO,06/03/1965)

-----

A cidade do Rio de Janeiro, olhando-se ao espelho mágico, perguntou:
- Responde, espelho meu. Há alguma pessoa tão bonita quanto eu ?
E o espelho respondeu:
- Solange.
A Cidade voltou a indagar:
- Que é que tem Solange para se comparar a mim?
O espelho enumerou:
- Tem cabelos louros como o teu verão e olhos azuis como o teu mar. E um sorriso radioso como quando amanheces.
E a Cidade de 400 anos coroou, para reinar um século, a meiga e loura Solange Dutra Novelli, de 17 anos, no ponto mais alto de uma história da carochinha.
(MANCHETE-27/02/1965)
-----


Claros e luminosos, os olhos de Solange Dutra Novelli têm a pureza lavada de um amanhecer. (MANCHETE)
-----


          Solange Dutra Novelli  morou em Roma visando uma carreira no cinema italiano, mas voltou para o Brasil e depois casou com o empresário e político Rubem Medina. Na revista MANCHETE, de 28/09/1985, ela apareceu mais linda do que nunca ao lado do esposo e dos filhos, formando um quadro de rara beleza.
-----

          Estamos em 2008. Faz 43 anos que Solange Dutra Novelli é Rainha do IV Centenário do Rio de Janeiro. Faltam 57 anos para o V Centenário.  Alguns leitores vão sorrir do que vou escrever abaixo, outros vão pensar que sou meio maluco e muitos vão viajar nas minhas fantasias de poeta. 
          Folheio as revistas MANCHETE e O CRUZEIRO de 1965. Fico imaginando o Maracanãzinho lotado numa noite de fevereiro do ano 2065. É a eleição da Rainha do V Centenário do Rio de Janeiro. Uma velhinha linda e majestosa de 117 anos chamada Solange Dutra Novelli é delirantemente aplaudida ao se despedir do seu reinado de 100 anos.

          E lá no meu recanto, no espaço reservado para a imprensa, eu, um velhinho tranqüilo, estou documentando tudo para PASSARELA CULTURAL.

*****

2 comentários:

Ruddy disse...

e eu fui sua cabeleireira desde entao e anteriormente havia sido a camile, e eu segui sendo sua amiga por mais de quarenta anos , mas agora com seu escritorio na barra fica longeeeee bjos sempre para minha amada solanginha como diria maezinha que eram como se chamavam mae e filha quando eu convivia com elas . era muito linda a solanginha bjoks

Ruddy disse...

eu fui sua cabeleireira desde entao e fizemos uma bela capa da manchete. solanginha era como maezinha a chamava e ela sempre chamou os pais no diminuitivo. somos amigas mas agora ha tempos nao a vejo. bjoks solange