a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 641, referente ao período de 15 a 21 de outubro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 18 de dezembro de 2010

SESSÃO NOSTALGIA - O concurso Miss Elegante Bangu e aquele dezembro de 1958

Daslan Melo Lima 

PRÓLOGO

          No ano de 1951, D. Candinha Silveira, esposa de Joaquim Guilherme da Silveira, um dos donos  da empresa Tecidos Bangu, fundada em 1891, criou o concurso Miss Elegante Bangu, um evento beneficente em prol da instituição Obra da Pequena Cruzada. O primeiro certame teve como vencedora Corina Baldo. Foi realizado em 1952 e conquistou imediatamente a simpatia da alta sociedade carioca.  O carisma do concurso se espalhou por todo o Brasil. Era chique participar dos desfiles Bangu, cujo prêmio maior para a primeira colocada na finalíssima nacional era uma viagem a Europa. Moças finas e educadas, oriundas de  famílias bem conceituadas, desfilavam em trajes esportivos e em roupas de gala confeccionadas com tecidos da marca Bangu. Guardando as devidas proporções, a etapa final nacional do Miss Elegante Bangu era uma espécie de evento do tipo São Paulo Fashion Week e as roupas que as garotas - espécies de Tops Model da época  - vestiam ditavam moda.  Na Sessão Nostalgia desta semana, focalizo o concurso de 1958, um dos mais concorridos da história do famoso certame.

CONCURSO MISS ELEGANTE BANGU 1958
As cinco finalistas do Miss Elegante Bangu 1958. Da esquerda para a direita: Noelza de Abreu Guimarães, Clube Caiçaras, Rio de Janeiro, quinto lugar; Gilda Grillo, do Flamengo, Rio de Janeiro, quarto lugar; Maria Helena Quirino dos Santos, de Araraquara, São Paulo, primeiro lugar; Katia do Prado Valadares, da Bahia, segundo lugar; e Neuza Caminha, de Mossoró, Rio Grande do Norte, terceiro lugar. (Foto: Revista Mundo Ilustrado, 1º /11/1958)

     Cinquenta e duas moças, representando clubes de todo o país, percorreram 388 metros de passarela, apresentando duas coleções  -  “Boutique" e "Haute Couture” – e aguardaram, com nervosismo, o veredicto do júri de 25 personalidades, encarregado de apontar a Miss Elegante de 58. O desfile de 104 modelos não durou mais de 60 minutos e provocou repetidos aplausos de 2.000 pessoas que movimentaram o Golden Room e mais três salões do Copacabana Palace, em uma chuvosa noite de sábado . Logo após o término da apresentação das jovens, os votos dos membros do júri foram recolhidos em envelopes azuis e apurados pelo príncipe d. João de Orleans e Bragança, em pleno palco, à vista de todos os presentes. Foram momentos de apurada emoção, pois o pleito tinha de ser renhido, como de fato o foi. A vencedora, uma tranqüila e suave cidadã de Araraquara, srta. Maria Helena Quirino dos Santos, teve 7 pontos; as segunda e terceira colocadas, srtas. Kátia do Prado Valadares (da Bahia) e Neuza Caminha (Mossoró, Rio Grande do Norte), receberam 6 votos cada, mas a baiana foi aquinhoada com o maior número de sufrágios para o segundo posto. A quarta finalista, Gilda Grillo, do Flamengo, mereceu três votos do júri, enquanto a outra finalista, Noelza de Abreu Guimarães, do  Caiçaras, ficou com dois. O voto restante foi dedicada à morena representante de Maceió, Alagoas. (Revista Mundo Ilustrado, 1º /11/1958)

AQUELE DEZEMBRO DE 1958

     A revista Querida, editada pela Rio Gráfica Editora, círculou com sua edição especial de Natal no início da segunda quinzena de dezembro de 1958, trazendo  doze páginas mostrando várias concorrentes do Miss Elegante Bangu com os trajes que elas tinham usado durante o desfile final ocorrido no mês de outubro, destaques das  coleções Bangu de 1959, o ano que logo mais começaria.
Ana Paola Giaquinto, do Paulistano A.C., São Paulo, e Karin Marsen, do E.C. Pinheiros, São Paulo. (Foto: Revista Querida, segunda quinzena de dezembro de 1958)

Maria Helena Quirino dos Santos, de Araraquara, São Paulo, Miss Elegante Bangu 1958, com um modelo da coleção 1959. (Foto: Revista Querida, segunda quinzena de dezembro de 1958)
Tânia Nizzo, do Botafogo, Rio de Janeiro, e Nice Santos, do Clube da Aeronáutica, Rio de Janeiro, em modelos no estilo "ballonée".(Foto: Revista Querida, segunda quinzena de dezembro de 1958)
Virgínia Barreto Reis, do Vasco da Gama, Rio de Janeiro; Alda Cansação, de Maceió, Alagoas; Lúcia Cândida de Azevedo, do Pará; Caty de Wit, do Clube Comercial, Rio de Janeiro; e Neusa Pires de Azevedo, de Bauru, São Paulo.(Foto: Revista Querida, segunda quinzena de dezembro de 1958)
EPÍLOGO

     O Miss Elegante Bangu se estendeu por toda a década de 1950 até acabar melancolicamente nos anos 1960. Muito tempo depois, em 29/11/2007, Gisela Amaral organizou no Copacabana Palace o Miss Elegante Bangu 2007, do qual saiu vitoriosa a modelo-princesa Paola de Orleans e Bragança. A idéia era fazer um evento repaginado que remetesse à década de 50, com um jantar  beneficente. Nesse contexto , aconteceu uma homenagem ao centenário de nascimento de Guilherme da Silveira - presidente da Fábrica de Tecidos Bangu, falecido em 1991.
     Em outra ocasião, pretendo retomar a história do Miss Elegante Bangu, focalizando suas moças educadas e finas, talvez em um dezembro como este de 2010, onde relembro jovens em flor e seus românticos trajes, marcas de um tempo que se foi, para sempre se foi.

*****

12 comentários:

Anônimo disse...

Acredito que muitas dessas garotas da fina flor da sociedade brasileira dos anos 50 adorariam participar do concurso Miss Brasil, mas devem ter enfrentado barreiras da família.

Enquanto o título de Miss Elegante Bangu estava envolvido numa aura de classe e glamour, realizado nos sallões dos clubes da alta sociedade brasileira, o Miss Brasil era mais popular. Outra coisa, No Miss Brasil tinha aquele lance inconveniente das torcidas das arquibancadas do Maracanãzinho que não hesitavam em vaiar as misses que não eram do seu agrado.

Feliz Natal para todos!

C.J. do Rio de Janeiro.

DASLAN MELO LIMA disse...

Comentário de Muciolo Ferreira, jornalista, Recife-PE, via e-mail.
>>>>>>>>>>

Bela e oportuna lembrança do Miss Elegante Bangu. Este concurso só foi ultrapassado pelo Miss Brasil porque não era televisionado e as jovens não eram expostas numa passarela desfilando de maiô.
Até porque o Miss Elegante Bangu era disputado pelo melhor que havia na sociedade brasileira.
Em Pernambuco a mais famosa miss dessa competição foi a saudosa jornalista Léa Pabst Craveiro, que foi casada com o também jornalista Paulo Fernando Craveiro.
Daslan, pense numa mulher que era sinônimo de elegância e beleza na melhor acepção desse termo. Léa foi única.

Uma semana iluminada aos leitores do Passarela Cultural e Feliz Natal.

muciolo ferreira

>>>>>>>>>>

Ana Carolina Rivero disse...

Bom visitei esse blog porque procuro fotos do desfile de 1954 minha avó participou deste desfile e ainda esta viva e gostaria de ver fotos meu facebook é:acarolinarivero@hotmail.com,desde já agradeço, Ana!

Ana Carolina Rivero disse...

Bom, visitei esse blog porque procuro fotos do desfile de 1954, minha vó participou dele e ainda está viva e gostaria de ver se tem alguma foto dela! O nome dela é: Leyla de Oliveira. Meu facebook é:acarolinarivero@hotmail.com . Desde já agradeço, Ana!

André Freyesleben disse...

Parabéns pela lembrança do concurso miss bangu. minha mãe, Laila Freyesleben foi a representante de Santa Catarina no primeiro concurso de 1952. por acaso, voçe disporia de alguma matéria, fotos,etc...sobre o acontecimento onde apareça minha mãe? desde já, agradeço as atenções.
abs andre

DASLAN MELO LIMA disse...

Recado para André Freyesleben:
Tenho material sobre o primeiro concurso Miss Elegante Bangu, Fique atento às minhas postagens no blog. Vou procurar os dados no meu acervo para transformá-lo numa Sessão Nostalgia.
Anote meu e-mail: daslan@terra.com.br

Se possível, comunique-se comigo através de e-mail, pois gostaria de entrevistar sua mãe para PASSARELA CULTURAL.

Anônimo disse...

Daslan, é andré freyesleben.
Voçe achou algum material sobre o concurso de 1952? Foi nele que minha mãe desfilou como representante de Santa Catarina! Achei alguns recortes de jornal e estarei digitalizando para enviar a voçe. Parabéns pelo blog e por manter vivas as lembranças do miss bangu! abs andré

DASLAN MELO LIMA disse...

André Freyesleben,

muito grato pelo contato.

Encontrei uma Manchete sobre o concurso do qual sua mãe participou, mas na matéria não há fotos dela.
Fico no aguardo do seu material. Com sua colaboração,poderemos transformá-lo numa futura Sessão Nostalgia.

Daslan Melo Lima
meu e-mail: daslan@terra.com.br

Luiz Franca disse...

Boa tarde

Sou filho de Tania Nizzo. Se alguém tiver mais material sobre ela pode me enviar. Também possuo algumas fotos. Abcs. luiz.franca1973@gmail.com

Anônimo disse...

tua mãe era muito bonita!Lembra artista italiana de cinema.parabéns!Quanto ao concurso,ainda se falava na década 60.Abraços a todos,Japão

Anônimo disse...

Desfilei com a Tania Nizzo! Eu era Miss Elegante Bangu do Vasco da Gama ...
Virginia Maria Barreto Reis.

Virginia Reis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.