a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 641, referente ao período de 15 a 21 de outubro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

quarta-feira, 8 de abril de 2009

SESSÃO NOSTALGIA - Miss Guanabara 1960

Daslan Melo Lima


Maracanãzinho, Rio de Janeiro, noite de 04 de junho de 1960. Um público estimado em 10 mil pessoas estava ansioso. Vinte e quatro jovens iam disputar o primeiro título de Miss do recém criado estado da Guanabara.


Maracanãzinho, o maior templo da beleza brasileira de todos os tempos. ***** (Foto: Revista Manchete)

A CANDIDATA MAIS APLAUDIDA

         Duas mulatas estavam entre as concorrentes e foram muito aplaudidas: Dirce Machado, Miss Renascença, e Norma Valéria, Miss Vila da Penha.


Sucesso, sem dúvida, tanto para o público como para os ”entendidos”, foi Dirce Machado, do Renascença. Depois que o “Orfeu do carnaval” deu curso internacional à mulata, como produto genuinamente brasileiro, as semi-“coloreds” passaram ao domínio da passarela. E eis que Dirce abalou o Maracanãzinho, vindo, afinal, a obter a quarta colocação.  ***** (Revista O Cruzeiro, 18/06/1960).



Dirce Machado, Miss Renascença. ***** Foto: Manchete

Dirce Machado foi a sensação da noite. Mulata elegante e bonita, ela empolgou o público, que a aplaudiu todo o tempo em que esteve na passarela. Dirce é recepcionista num cabeleireiro da Tijuca, mora em Catumbi e foi apresentada pelo Renascença Clube, no Méier. É carioca, mede 1,65m, pesa 58 quilos e veste manequim 44. ***** Manchete, 18/06/1960.


A MISS PROIBIDA

Um das figuras mais lindas da platéia era Geórgia Quental, um dos mais famosos modelos e manequins da época.


A candidata Geórgia Quental foi proibida de se inscrever, depois de uma reunião dos dirigentes de todos os clubes. Por quês? Geórgia é manequim profissional. E o que pode haver de mal nisso? Um manequim sabe desfilar, já foi selecionado por sua beleza e as outras entrariam quase sem chance. De qualquer maneira Geórgia foi ao Maracanãzinho e muita gente lamentou que não entrasse no concurso. (Manchete)

          Em 1959, Geórgia Quental tinha tentando ser candidata ao título de Miss Distrito Federal, mas Mena Fialha, proprietária da Casa Canadá, para onde Geórgia desfilava, preferiu apoiar Adalgisa Colombo, que também era manequim. Adalgisa foi Miss Distrito Federal, Miss Brasil e vice-Miss Universo 1958. Enquanto isso, Geórgia Quental só consegui realizar o sonho de desfilar no Maracanãzinho em 1962, quando obteve o sétimo lugar no Miss Brasil, representando o Rio Grande do Norte.


AS OITO FINALISTAS


Vestindo maiôs Catalina, as oito finalistas do Miss Estado da Guanabara 1960, em foto de Indalécio Wanderley para a revista O Cruzeiro. No pódio, propaganda da empresa Criações Ciaesa, fabricante dos Tecidos Flamezin. Da esquerda para a direita:
Elvira Bela Grubel, Miss Jacarepaguá;
Martha Vieira Angermann, pernambucana radicada no Rio de Janeiro, Miss Fluminense;
Dirce Machado, Miss Renascença, 4º lugar;
Maria Helena Thomé da Costa , Miss Uruguai Tênis Clube, 2º lugar;
Gina MacPherson, Miss Botafogo, 1º lugar;
Shirley da Silva Carneiro, Miss Grajaú, 3º lugar;
Elenita Teixeira Lobo, Miss Marã;
Sônia Brasil Pinto, Miss Vasco da Gama.


Shyrley da Silva Carneiro, do Grajaú, ganhou o terceiro lugar, com pleno assentimento das arquibancadas. Shirley é professora em Irajá. A vitória surpreendeu-a: " Os meus alunos vão ficar contentes”.
As misses inauguraram estilo novo em homenagem ao Estado (também novo) que queriam representar. E concorreram como amigas. Daí, os abraços e beijinhos gerais que as vitoriosas receberam das que não obtiveram classificação. Miss Mackenzie (Odracy Lucena de Carvalho) ficou tão contente com o resultado que chegou a chorar ao abraçar Gina. E Gina, por sua vez, confessou ter ficado espantada ao se saber “a mais bela”. Pensara que Miss GB seria a candidata mignon do Clube da Aeronáutica, Thelma Elita Cardoso de Sousa, beleza-transistor, que não ficou sequer entre as finalistas. (O Cruzeiro)


AS QUATRO MAIS



As quatro primeiras colocadas, em foto de Indalécio Wanderley, revista O Cruzeiro. Da esquerda para a direita:
Maria Helena Thomé da Costa, Miss Uruguai Tênis Clube, 2º lugar
Gina MacPherson, Miss Botafogo, 1º lugar
Shirley da Silva Carneiro, Miss Grajaú, 3º Lugar
Dirce Machado, Miss Renascença, 4º lugar


ELA TAMBÉM FOI MUITO APLAUDIDA


Elaine Dalla Riva, Miss Faculdade Nacional de Filosofia, em foto da revista Manchete, um rosto que lembrava o da Imperatriz Farah Diba.

(...) este ano as candidatas não usaram vestidos de baile. Todas escolheram cores e modelos que deixaram mais uma vez provada a elegância natural da mulher brasileira. A maioria não tinha a menor prática de desfiles, mas alguma orientação, na véspera, foi o suficiente para que exibissem toda a graça da mocidade. (Manchete)


GINA MACPHERSON, 
PRIMEIRA MISS ESTADO DA GUANABARA



Ao som de “Cidade Maravilhosa” e aplaudida por dez mil pessoas que se encontravam no Maracanãzinho, Gina MacPherson, um lindo broto de olhos verdes e cabelos pretos, representante do Botafogo, recebeu do governador do estado a faixa de primeira Miss Guanabara. Ela foi a última a chegar, mas logo após o vestido de baile já era apontada pela maioria como a vencedora.
“Acho que vou chorar...” E o Governador Sette Câmara sorriu ao ouvir Gina MacPherson, primeira Miss da Guanabara, fazer-lhe aquela confissão, mas a jovem controlou sua emoção e distribuiu beijos para o público. (Manchete)



Gina MacPherson, Miss Guanabara 1960 - Foto: revista Manchete


A primeira Miss Estado da Guanabara recebeu um prêmio de 20 mil cruzeiros. E outro maior: o abraço do pai. Antes recebera um telegrama de estímulo do noivo, que é aviador, e estava na Nova Zelândia. Também terá presentes de Tecidos Flamezin, patrocinadores do concurso: vestidos.

Primeira Miss GB fala português com sotaque (quando quer) da Escócia. Isso quer dizer que Gina MacPherson, que concorreu pelo Botafogo e cujos pais são escoceses, fala inglês na velha base britânica, além de ter olhos verdes, 1.70 de altura, 93de busto e de quadris, 58 de cintura, 53 de coxa e 57 de peso. Tudo isso numa moldura de 20 anos, com linhas exatas e belo palminho de rosto, decorado por um sorriso leve.

A moça de olhos verdes dominou, com seus passos leves, a passarela, com um modelo “cocktail”, em tule vaporoso, estola do mesmo tecido, sapatos de cetim cor de caju e luvas da mesma cor. De maiô, também impressionou pela plástica perfeita. ***** (O Cruzeiro)




Gina MacPherson, Miss Guanabara, beleza, classe e elegância. Ela usou um modelo coquetel em “tuffe” vaporoso azul, sapatos de cetim luvas de cor caju. 
Ela mora em Niterói, é recepcionista da BOAC e foi descoberta por um diretor do Botafogo, casualmente, no próprio local de trabalho. Por isso, suas primeiras palavras foram para agradecer ao clube que tornou realidade outra historia de Cinderela.  ***** (Manchete)

----------



          Uma semana depois de eleita Miss Guanabara, Gina MacPherson venceu 22 candidatas e foi coroada Miss Brasil 1960. Em Miami Beach, o título de Miss Universo ficou para Linda Bement, Miss Estados Unidos e Gina conquistou um lugar entre as semifinalistas (Top 15).


Gina MacPherson, Miss Guanabara 1960 - Foto: revista Manchete


          Em 1960, o Brasil, o mundo e o tempo eram outros. Os valores e os costumes eram outros. Ao voltar dos Estados Unidos, Gina MacPherson reassumiu a função de recepcionista na empresa de aviação BOAC e voltou a fazer o que adorava: ler romances, montar a cavalo na fazenda dos pais e assistir aos filmes de Marlon Brando, Tony Curtis, Frank Sinatra, Debbie Reynolds, Brigitte Bardot e Gina Lollobrigida.

           Gina MacPherson achava que a felicidade estava num bom marido e num casal de filhos. Cumpriu seu reinado de Miss Guanabara e Miss Brasil até o final. Depois, casou e teve seu almejado casal de filhos, mas isso eu contarei em outra Sessão Nostalgia, onde voltarei a evocar um tempo mágico que se foi, para sempre se foi.

*****

4 comentários:

Getúlio disse...

Por favor, a minha irmã concorreu em 1960, como MISS MATO GROSSO, (ALBA TEREZINHA DE LIMA TEIXEIRA), mas perdemos esta revista ao longo dos anos, se puderes por favor me mande alguma foto ou comentário sobre ela.
Desde já Agradeço. Getulio.

DASLAN MELO LIMA disse...

Gilberto,

Preciso que me informe o seu e-mail, a fim de poder atendê-lo.

Daslan
daslan@terra.com.br

jorge sabino lopes disse...

precisava,ver algumas fotos da odracy lucena de carvalho.que foi candidata a miss guanabara em 1960 pelo clube mackenzie.situado no meier,rj.obrigado.

jorge sabino lopes disse...

já mandei o comentário.