a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 624, referente ao período de 18 a 24 de junho de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 26 de junho de 2010

SESSÃO NOSTALGIA - Flávia Esteves, Garota do Fantástico 1988



Por Daslan Melo Lima

     Em março de 1984, a revista eletrônica da Rede Globo estreava um quadro que marcaria época: o “Garotas do Fantástico”. Durante cinco anos (divididos em duas fases), o programa exibiu mais de 70 gatas que enfeitaram a noite de domingo de muita gente. Algumas poucas estão na mídia até hoje; a maioria foi cuidar da vida e não deu mais notícia. (Globo.com, http://especiais.fantastico.globo.com/revistafantastico/2008/02/29/garotas-do-fantastico/)
   
FLÁVIA ESTEVES, A GAROTA DO FANTÁSTICO 1988




Vídeo com as três finalistas do Garota Fantástico 1988,

     Concorrendo com duas gaúchas, Flávia Esteves, pernambucana de apenas 17 anos, recebeu, no último domingo, o titulo de “Garota do Fantástico 88”. O concurso foi promovido pela Rede Globo de Televisão, que selecionou, entre 350 candidatas, apenas sete. Elas foram apresentadas através de clips, durante sete domingos, no Fantástico. Apenas três foram escolhidas para a final, de onde saiu a primeira Garota do Fantástico pernambucana.

      Flávia Esteves, 17 anos, era apenas uma estudante bonita do 2º Grau do Colégio Salesiano, quando foi convidada pelo fotógrafo Newton Costa para fazer umas fotos: ”Ele sempre insistiu para me fotografar e eu nunca aceitei. Só depois de muitos pedidos eu resolvi ceder”, afirma Flávia.

      Depois de feitas as fotos, Newton enviou-as à Rede Globo, no Rio de Janeiro, que gostou de Flávia, entrando em contato, logo em seguida ,com a Rede Globo Nordeste, para que fosse feito um clip com ela. Flávia saiu-se muito bem e foi escolhida juntamente com mais seis meninas a concorrer ao título “Garota do Fantástico”. Foram apresentados sete clips, durante sete semanas. No domingo, 24 de julho, foram apresentadas três garotas que ficaram para a fase semifinal: Luciana Albrechi – 16 anos, Andréa Campos – 19 anos e Flávia. O clip de Flávia foi realizado aqui em Pernambuco, nas praias de Itamaracá, Olinda e no Mar Hotel, em Boa Viagem.
      Flávia recebeu, como prêmio, uma viagem à França, com acompanhante, mas afirmou que irá transferir a viagem para a época de férias, pois não quer se prejudicar nos estudos. Se Flávia não quiser fazer a viagem, a Rede Globo lhe dará o prêmio em dinheiro. Apesar de já ter tirado algumas fotos e participado de alguns desfiles de obras de caridade, Flávia nunca pensou em ser modelo. O que ela quer mesmo é ser comunicadora visual, profissão que pretende abraçar futuramente.

      Depois de conquistar esse título, Flávia deverá receber várias ofertas, mas o seu endereço e telefone não estão sendo divulgados pela Globo, porque todas as propostas para Flávia deverão ser encaminhadas através da Rede Globo, que já fez a sua à felizarda: participar, durante todo o ano de 88, dos clips musicais do programa Fantástico.

      Flávia é oriunda de uma família de classe média, filha do economista Márcio Esteves e de Sônia Esteves. Eles tiveram uma participação de grande importância no trajeto de Flávia até o título. “No começo, ela sentiu medo, mas eu incentivei muito para que ela chegasse ater o final”, disse Sônia. Outra pessoa que ofereceu grande incentivo a Flávia foi o seu namorado, Edvaldo Sérgio, de 21 anos, estudante de Administração no Esuda. “Ele sentiu ciúmes, no início, pensando até que ia me perder. Mas no final deu tudo certo e eu acabei até recebendo um bouquet de flores”, disse Flávia, sorridente.  (Jornal do Commercio-Recife, 31/07/1988)


FLÁVIA ESTEVES, 
GAROTA DO FANTÁSTICO COM TODOS OS MÉRITOS

     Quando uma jovem sai daqui, através de vídeos e desbanca centenas de candidatas do Rio e São Paulo, é porque se trata de uma beleza que não sofreu a mínima contestação por parte daqueles que selecionam e produzem um concurso de âmbito nacional – A Garota do Fantástico – tão badalado pela poderosa Rede Globo de Televisão.

     A pernambucana Flávia Esteves soube muito bem representar a graça e o charme da mulher pernambucana, embora muito jovem ainda. E merece também os aplausos da editoria local da Revista da Tevê. Flavinha, se bem dirigida e aproveitada – com a força da Globo – poderá se transformar numa das estrelinhas do nosso vídeo. É só esperar.  (”Na Telinha”, Geraldo Silva. Jornal do Commercio-Recife, 14/08/1988)

FLÁVIA ESTEVES, UM ORGULHO PERNAMBUCANO

     Pernambuco vibrou com a vitória de Flávia Esteves naquele domingo 24 de julho de 1988. O Nordeste vibrou. 

      Flávia viajou ao Rio de Janeiro com os pais e a reportagem do Fantástico destacou esse detalhe, mostrando uma Flávia linda, ar tímido, posando para as câmaras da Rede Globo de Televisão diante do mar carioca.



     Flávia Esteves, Garota do Fantástico-88 (na Globo), mesmo com tanta beleza, foi simplesmente esquecida na telinha, diz a legenda da imagem. (Foto: Vladimir Barbosa, Jornal do Commercio-Recife, 12/07/1989)


     A MODELO Flávia Esteves, tão linda quanto discreta, continua sendo uma das mulheres mais bonitas do Recife, mais de 15 anos depois de ser eleita Garota do Fantástico.
(Coluna de João Alberto, Diario de Pernambuco, Recife, 1º/10/2002)


     Flávia Esteves não seguiu carreira artística, não posou para a revista Playbpoy, não saiu do seu amado Recife, onde continou como um dos maiores símbolos da beleza pernambucana. A  mulher fantástica de hoje deseja apenas ter em mãos aqueles vídeos maravilhosos de 1988, conforme li  no site globo.com,
http://especiais.fantastico.globo.com/revistafantastico/2008/02/29/garotas-do-fantastico/ :
Anônimo:
24 março, 2008 as 00:26
Fui garota do fantstico 1988 e já tentei varias vezes recuperar meus videos daquela época e não consigo e sempre que falam do garota do fantastico não falam da minha participação e vitoria, porque?Será que é por fui a única nordestina a ganha um concurso desse porte?Alguma coisa contra?

AS NOITES DE DOMINGO QUE NÃO VOLTARÃO JAMAIS




Flávia Esteves, Garota do Fantástico 1988. (Foto: Vladimir Barbosa, Jornal do Commercio-Recife, 14/08/1988)

     Vou encerrar esta SESSÃO NOSTALGIA transcrevendo a belíssima crônica Garota do Fantástico, de Léia Batista, publicado no Recanto das Letras, em 09/02/2009, código do texto: T1429825, www.recantodasletras.uol.com.br. Nostalgia pura. Vale a pena conferir.
     Ouvi zoando por aí uma conversa sobre o concurso da Garota do Fantástico. Imediatamente a minha mente viajou ao passado e trouxe de lá lembranças que marcaram fortemente uma época. Pra quem assistia ao veterano programa dos domingos, no final dos anos 90, a Garota do Fantástico era o aperitivo antes do jantar ou o licor no final de noite.

      Para quem não vivenciou este período saiba que, de 1984 a 1989, Cid Moreira anunciava todos os domingos belas garotas de biquínis que saltitavam pela tela em cenários paradisíacos – praias, jardins- embaladas por sucessos românticos da época. O público votava por telefone para eleger a mais bela. Os prêmios não eram propriamente vultosos: uma viagem com direito a acompanhante, uma campanha de cosméticos. Mas, em matéria de repercussão as vencedoras não tinham do que reclamar. Ser Garota do Fantástico abria muitas portas.

      Várias delas começaram a carreira ao mostrar suas formas nos clipes sensuais. Gisele Fraga, Luciana Vendramini, Paula Burlamarqui, Núbia de Oliveira, Mari Alexandre, Viviane Araujo e por aí vai. Como você deve ter constatado era um concurso de peso, ou melhor, de curvas, muitas curvas. Tudo envolto no estilo e no glamour que a rede Globo impõe aos seus programas. Mesmo que as primeiras aparições de topless acontecessem em algumas cenas, o lado artístico buscava ofuscar a ousadia explícita. E aos olhos do avô, do pai, do filho ou do neto o programa era o verdadeiro colírio dos domingos.

      Volto ao ponto em que soube que estavam abertas as inscrições para o concurso da Garota do Fantástico. Corri para me inteirar do assunto. O concurso iria acontecer mesmo, numa parceria da agência de modelos Mega com o Fantástico. Rodando o Brasil inteiro, durante quatro meses até ser, finalmente, escolhida a Garota Fantástica.

      “Interessante” foi o que pensei, mas uma ponta de frustração invadiu o meu saudosismo romântico. Garota Fantástica? Top Model? Como assim? As garotas daquela década (vou repetir) tinham curvas, lindas curvas. Eram garotas brasileiras desfilando e não modelos de passarela. Eram mulheres de carne e osso, mas com muito mais carne do que é permitido a uma Top Model ter. Murchei! Sim, vai ser legal. Boa sorte as meninas! Mas o passado permanece onde sempre esteve; intocável, inigualável, nas noites de domingo que não voltarão jamais.


*****

4 comentários:

Vlad da Hora disse...

Tive breves contatos com Flávia Esteves. Bela, discreta, simpática.Depois fui na Caixa do Shopping Recife resolver algo e lá estava ela trabalhando como estagiária talvez. Compenetrada e eficiente. Vi Flávia criança e depois mulher, uma revelação.Faz tempo não a vejo, mas algo me diz que ela continua quase estoicamente vivendo a vida normalmente sem querer ser nenhum tipo de celebridade apesar da beleza que tem.Saudações Flávia!

Anônimo disse...

Estudamos em 1986 na mesma sala, menina , muleca , bela , inesquecivel até os dias de hoje, sempre na memória.

A reencontrei a pouco tempo, 25 anos se passaram e é incrivel como o texto acima ainda é pura realidade.

Anõnimo.
29/01/2013

Anônimo disse...

Lembro dela no hall do predio em que morqvva na boa vista prox ao colegio salesiano. Espero quee ela esteja feliz. Ailton recie.

Anônimo disse...


Vejam isso:

http://blogdosank.blogspot.com.br/2015/05/por-onde-anda-flavia-esteves-garota-do.html

um abraço

C.rocha de Floripa