a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 649, referente ao período de 11 a 17 de dezembro de 2017. ***** Grato por sua atenção.

sábado, 12 de junho de 2010

SESSÃO NOSTALGIA - SÔNIA MARIA OHANA, RAINHA DO FUTEBOL BRASILEIRO 1966 E MISS PARÁ 1967

Daslan Melo Lima


PRÓLOGO


     Abril de 1966. A Guerra do Vietnam deixava de ser somente do Vietnam e o conflito estava em vias de se transformar num confronto militar entre os Estados Unidos e a China. Os temores eram de que a 3ª Grande Guerra Mundial estava próxima. O Brasil estava no segundo ano do Golpe Militar. Era um ano eleitoral, com eleições em todo o Brasil para senadores, deputados estaduais e federais, mas o Presidente da República e os governadores de doze Estados brasileiros seriam eleitos indiretamente. Apesar do clima sombrio que pairava sobre o Planeta, as atenções de milhões de pessoas estavam voltadas para a Copa do Mundo que seria realizada em junho, na Inglaterra. Os torcedores brasileiros alimentavam o sonho de o Brasil conquistar o tri-campeonato mundial de futebol. Foi nesse contexto que aconteceu em São Paulo a eleição da Rainha do Futebol Brasileiro.


SÔNIA MARIA OHANA, RAINHA DO FUTEBOL BRASILEIRO 1966


Miss Futebol vai a Londres. Sônia Maria Ohana venceu fácil o concurso nacional destinado a escolher a mascote do escrete brasileiro. Em plena forma física, a Rainha Sônia passaria incólume pela junta médica da Seleção. (Revista Manchete, 23/04/1966)
 

A seleção brasileira, que já tem no canarinho Tri, de Ziraldo, a sua mascote, ganha outra agora: Sônia Maria Ohana, cujos saudáveis encantos se notam nestas fotografias. Sônia acaba de ser eleita, em São Paulo, por um júri altamente cioso de sua escolha, Rainha do Futebol Brasileiro, vencendo (disparada) um concurso ao qual concorreram representantes de vários Estados. No dia seguinte à sua escolha – e numa concessão especial a MANCHETE – ela deixou-se fotografar no Pacaembu e improvisou diante da nossa objetiva duas poses essencialmente futebolísticas: a primeira, erguendo uma cópia da Taça Jules Rimet, numa imitação do gesto de Belíni, em 58, na Suécia, e que Mauro bisou no Chile, em 62; a segunda, preparando-se para defender um chute de um adversário invisível. Era a segunda defesa de Sônia. A primeira foi de sua eleição. E a terceira será a conquista do tri, em Londres, pois Sônia deverá assistir a todos os jogos do Brasil.
(MANCHETE, 23/04/1966)



Santarém, Pará, 1966 - Reunião na sede da Liga Esportiva de Santarém com as presenças de Silvério Sirotheau Correa, Coronel Mario Imbiriba, Sônia Maria Ohana, Péricles Guedes de Oliveira (Presidente da Federação Paraense de Desportos, hoje Federação Paraense de Futebol) e Ercio Bemerguy, fazendo a cobertura para a Rádio Rural de Santarém.
(Foto: O Mocorongo do Ercio, Blog do Ercio Bemerguy, www.ercioafonso.blogspot.com)

SÔNIA MARIA OHANA, MISS PARÁ 1967


      Sônia Maria Ohana era simpática, comunicativa, com traços fisionômicos que tinham um quê do povo japonês, dos índios, dos caboclos... Uma beleza diferente, única, uma figura que sintetizava a miscigenação dos povos que construiram o nosso imenso Brasil. Com todos esses atributos, representou muito bem o Estado do Pará no concurso Miss Brasil 1967. Sônia foi a terceira colocada, ficando na frente de Anísia Gasparina da Fonseca, Miss Brasília, a grande favorita ao título, que acabou na quarta colocação. O primeiro e o segundo lugares ficaram, respectivamente, com Carmen Sílvia de Barros Ramasco, Miss São Paulo, e Wilza de Oliveira Rainato, Miss Paraná. (Foto: Revista O Cruzeiro, 15/07/1967)

O Top 3 do Miss Brasil 1967: Sônia Maria Ohana, Miss Pará, terceiro lugar; Carmem Sílvia de Barros Ramasco, Miss São Paulo, primeira colocada; e Wilza Rainato, Miss Paraná, segundo lugar. ***** Imagem: O Cruziero, 15/07/1967
 
     Sônia teria sido uma ótima representante da mulher brasileira no exterior, mas um lance do destino impediu. O terceiro lugar daria a ela o direito de disputar o Miss Beleza Internacional, nos Estados Unidos, mas esse concurso, que não tinha sido realizado em 1966, aconteceu em abril de 1967, antes do Miss Brasil. Quem participou do Miss Beleza Internacional foi Virgínia Barbosa de Souza, Miss Minas Gerais do ano anterior, quarta colocada no Miss Brasil 1966, pois France Carneiro Nogueira, Miss Ceará, a terceira colocada, tinha renunciado ao título para casar.

EPÍLOGO


     Junho de 2010. O Planeta Terra sofre pelos anos e anos de agressão ao meio ambiente. Estamos em um ano eleitoral, com eleições em todo o Brasil para governadores, deputados estaduais, Presidente. Apesar do clima sombrio envolvendo o futuro das condições climáticas do Planeta Terra, as atenções de milhões de pessoas estão voltadas para a Copa do Mundo que está sendo realizada na África do Sul.


     Mas por falar em nostalgia, onde anda Sônia Maria Ohana? Pergunto em silêncio ao vento frio de junho de 2010 e ele responde:
"- Não sei Daslan Melo Lima. Talvez em Belém do Pará, disposta para assistir pela televisão aos jogos da Seleção do Brasil na Copa, após um banho de cheiro e um gole de açaí. Feliz, bonita, sábia, realizada, guardando ótimas recordações de quando foi Rainha do Futebol Brasileiro 1966 e Miss Pará 1967."
"- Assim Seja", digo eu em silêncio ao vento frio deste junho de 2010.

*****

13 comentários:

DASLAN MELO LIMA disse...

Comentário de Muciolo Ferreira, jornalista, Recife-PE
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Daslan,

No Miss Brasil de 1967 houve dois grandes equívocos injustificáveis. O primeiro foi a vitória da Miss São Paulo, Carmem Ramasco, quando a melhor era, sem qualquer dúvida, a Miss Brasília, Anísia Gasparina. E a outra injustiça foi o 3º lugar dado a Miss Pará, Sônia Maria Ohana, que merecia mesmo era ficar no 2º lugar, porque tinha o melhor corpo e o rosto mais brasileiro.

As candidatas de São Paulo, Carmem Ramasco, e Paraná, Wilza Rainato, eram muito pesadas na passarela, com o peso bem acima do ideal. Daí não terem conseguido o sucesso que as brasilerias sempre alcançavam nas competições internacionais.

A Miss Pará 1967 foi casada com o cineasta e ator Perry Salles, que anos depois viria a ser o primeiro marido de Vera Fischer, e pai de Rafaella.
Perry morreu no ano passado, vítima de câncer e teve todas as despesas hospitalares, como internação, médicos e remédios, custeadas pela Vera Fischer - sua grande amiga até os últimos dias.

Uma boa semana a você e aos leitores da Passarela Cultural.

Bjs,

Muciolo Ferreira

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

14 de junho de 2010 06:51
Excluir

DASLAN MELO LIMA disse...

Comentário de Ercio Bemerguy, via e-mail
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Ótima a sua matéria sobre a Sonia Oana.
Grato pela referência feita à postagem do meu blog e disponha do ERCIO BEMERGUY.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Leonardo disse...

Sonia Maria Ohana, Por onde anda?
Essa foi a pergunta feita no final da materia.

Eu respondo, eterna Miss Brasil continua linda e maravilhosa e morando na cidade maravilhosa do Rio de Janeiro.

Parabens uma otima materia.

Anônimo disse...

Ola , meu nome e Humberto Ohana , sou filho desta mulher linda que esta nesta materia , falo com ela todos os dias pois eu moro no exterior , mais tenho contato com ela sempre , se desejas falar com ela ou mesmo marcar uma entrvista por favor me passe um email para betocariocacastro@hotmail.com
abrc
Beto Ohana

Paty Sampaio disse...

Ela continua linda, simpática e simplesmente deslumbrante!! Mora no Rio de Janeiro e é mãe da minha grande amiga.
Paty Sampaio

josecarloscabral teixeira disse...

Para voce betocariocacastro@hotmail.com
Espero que minha ex aluna do colégio,Ciencias e letras,posteriormente,Gentil,seja muito feliz.A sra hilma talvez exista na nossa saudade.O Antonio,e o médico tenha tido o sucesso que gostaria de ter.Ver Sonia;e sabe-la feliz,é que sempre deseguei.e para voce Beto;meus desejos que continue onde voce está com seu Green-card na mão.pois por aqui o que temos á oferecer,é nada.Meu email,caso voce deseje responder:Josecarloscabralt@gmail.com.Com todo meu carinho á toda familia ohana.Muitas felicidades

josecarloscabral teixeira disse...

Darlan:Após escrever o que eu escrevi.Sinto-me mais leve e solto.Um bom vinho que vou abrir,em sua homenágem.Bourgognene Hautes-cot^de Beaune.Vamos colocar este blog,no lugar que ele deveria estar.Muito obrigado.
Boa noite
Jose carlos cabralt @ gmail.com

josecarloscabral teixeira disse...

É lamentavel; que o retorno do filho da Sonia,não tenha retornado ao sentimento de saudade,que com o meu carinho,e sentimentos passados,fechem um livro.que se chamará May wey.Dedicados ao nosso Pará,Como tive de conhecer,as américas/Europa/Asia etc.Me da a tua posição para mantermos um diálogo.
Abraços
Josecarlos cabralt@gmail.com

josecarloscabral teixeira disse...

Daslan vamos colocar este blog bombando.Se voce não se importar aqui do Rio,ou onde estiver te mandarei matérias.
Deaculpe-me a pergunta:voce é de Belém?
ABS
JC

DASLAN MELO LIMA disse...

Olá, José Carlos Cabral Teixeira, sou alagoano de São José da Laje, radicado há muitos anos em Timbaúba, PE.

Por gentileza, faça contato comigo através do e-mail daslan@terra.com.br

Um abraço.

Daslan Melo Lima

Antonio Carlos disse...

Olá, por acaso, Sônia Ohana 67 tem algum parentesco com Sandra ohana 84 ?

DASLAN MELO LIMA disse...

Recado para o Antonio Carlos
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Não sei informar se Sandra Ohana de Lima Nery, Miss Amapá 1984, tem parentesco com Sônia Maria Ohana, Miss Pará 1967.

Grato por sua visita ao blog.
Daslan Melo Lima

josecarloscabral teixeira disse...

A SRA.SENHORA SONIA OHANA TEM PARENTESCO COM O BELO, CULTO E COM TODOS QUE ESTIVERAM JUNTOS POR DOIS ANOS, CONVIVER EM COMPANHIA DESTA SENHORA:OCULTA MAS QUERIDA NUM CORAÇÃO CARENTE E MALTRATADO COMO O MEU.SEJA muito feliz .ESPERO:algum dia te encontrar.E te dizer o quanto te amei em silencio.Que o Círio de Nazaré,o ponto máximo dos teus pedidos.
Abraços