a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 641, referente ao período de 15 a 21 de outubro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 19 de junho de 2010

SESSÃO NOSTALGIA - MARIA OLÍVIA REBOUÇAS CAVALCANTI E GILMAR DOS SANTOS NEVES, A MISS BRASIL E A "MISS" COPA DO MUNDO 1962



 ..................
Daslan Melo Lima

RIO DE JANEIRO, 16 DE JUNHO DE 1962

Noite de festa no Maracanãzinho. O concurso Miss Brasil despertava tanto interesse quanto a partida final da Copa do Mundo que se realizaria no dia seguinte, em Santiago do Chile, quando a Seleção Brasileira enfrentaria a da Tcheco-Eslováquia.

Nem o frio, nem a chuva, nem mesmo o sucesso de Garrincha conseguiu baixar o termômetro da animação no Maracanãzinho. O Miss Brasil-62 foi a maior cheia da história do Concurso. 30.000 pessoas, contadas pelas “borboletas”, desembocaram no estádio. Lá estava o melhor do “society”. Ministros, Embaixadores, de mistura com as torcidas de Madureira e Bangu. A corrida para compra de mesas e cadeiras foi um deus-nos-acuda. Do Gabinete do Ministério da Guerra houve quem oferecesse 15 mil cruzeiros por uma mesa e não conseguiu.
A vitória foi da Bahia, na pessoa de Maria Olívia Rebouças, candidata do mesmo clube que elegeu Martha Rocha, o Clube Baiano de Tênis. Nenhuma outra Miss Brasil – e vai nesse cotejo Martha Rocha e Adalgisa Colombo – se aproximou de Olívia em conjunto rigorosamente medido. Tem 1 metro e 72, 59 de peso, quadris e busto 91, coxa 56, cintura idem, tornozelo 23, cabelos negros, olhos castanhos. E sobre isto personalidade macia e irradiante. Oscar Santamaria, jurado internacional, chamou-a de Martha de olhos negros.
Também o público escolheu Olívia, a quem mais aplaudiu, no passeio de maiô, e no desfile de vestido.
(Ubiratan de Lemos, revista O Cruzeiro, 30/06/1962)

RIO DE JANEIRO, 17 DE JUNHO DE 1962

À tarde, com manto, cetro e coroa, Miss Brasil 1962 fez um passeio pela cidade, em companhia de MANCHETE. E parou, finalmente, na famosa Rua Miguel Lemos, onde se incorporou aos torcedores que ali se reuniram para ouvir a irradiação da Copa do Mundo. O pequeno transistor de Miss Brasil foi cercado por outras representantes estaduais, todas elas emocionadíssimas. “Mais com a Copa”, disseram, “do que com o desfile do Maracanãzinho.”
(Revista Manchete, 30/06/1962)



Maria Olívia Rebouças Cavalcanti, Miss Brasil 1962, no primeiro dia do seu reinado.
(Foto: Revista Manchete, 30/06/1962)

 Da esquerda para a direita, Eva Maria Arismende, Miss Rio Grande do Sul, quarto lugar no Miss Brasil; Rita Nóbrega de Melo, Miss Ceará, sexto lugar; Dilma Dias Duarte, Miss Goiás; Maria Olívia Rebouças Cavalcanti, Miss Brasil ; e Maria Augusta Aguiar Salmen, Miss Maranhão, ouvem a última partida do Brasil. (Foto: Revista Manchete, 30/06/1962)

 O Top 3 do Miss Brasil 1962. Da esquerda para a direita: Julieta Strauss, Miss São Paulo, segundo lugar; Maria Olívia Rebouças Cavcalcanti, primeiro; e Vera Lúcia Saba, Miss Guanabara, terceiro lugar. (Foto: revista Manchete, 30/06/1962)

SANTIAGO DO CHILE, 17 DE JUNHO DE 1962


Final da Copa do Mundo. A Seleção Brasileira derrotou a da Tcheco-Eslováquia por 3x1 e conquistou o bicampeonato mundial de futebol. Após o término da partida, Gilmar foi carregado nos ombros por torcedores entusiasmados. Os fotográfos do mundo intteiro registraram a cena onde ele ostentava a faixa de Miss Copa, ofertada por um fã. (Foto: Revista Manchete, 30/06/1962)

EPÍLOGO

Timbaúba, Pernambuco, 20 de junho de 2010. Enquanto concluo esta matéria, uma festa está acontecendo próximo à minha casa, na praça do meu bairro. Dezenas de torcedores assistiram ao jogo do Brasil com Costa do Marfim por um telão e estão comemorando a vitória da nossa Seleção por 3x1.

Naquele 1962, o jornal francês Le Figaro escreveu que a vitória do Brasil na Copa do Mundo era vital para os brasileiros, “um povo que não dispõe de outro meio, além do esporte, para impor-se no cenário internacional”. A revista Manchete rebateu o comentário em sua edição de 30/06/1962: "Temos o nosso cômico, o nosso errado, sem dúvida. Mas, neste momento em que o mundo inteiro se angustia, uma nação faz uma pausa em suas preocupações para se sentir feliz. Esse é um fenômeno raro. Portanto, deixem-nos rir.”

Com licença, meus amados leitores e minhas amadas leitoras. Neste final de tarde do frio domingo pernambucano, vou me permitir ir agora à praça do meu bairro. Vou me permitir fazer uma pausa e interagir com o pessoal que está comemorando mais uma vitória brasileira na Copa do Mundo de 2010. Vou me permitir ir e rir.

*******************

6 comentários:

Anônimo disse...

Lembrei desse fato do Miss copa;mas, na época, para mim passava por folclore.Parabéns pela reportagem!Noss Miss Brasil 62 tem medidas mais que certíssimas.Seu rosto lembra o de Ieda que a sucederia.Julieta Straus, também, linda.abraços, Japão

Anônimo disse...

sou fanático por concurso de miss e principalmente miss brasil; Maria Olívia foi uma das misses brasil mais bonita e harmoniosa. Parabéns.

Anônimo disse...

A miss Brasil de 62 representou bem a beleza brasileira,muito bonita...é muito bom saber do passado..meu nome tambem é Maria Olivia.

João Herculano disse...

Maria Olivia Rebouca Cavalcante Miss Itabuna, Miss Bahia, Miss Brasil e 5ª colocada no Miss Universo 1962 foi, é e sempre será a Miss Brasil mais bonita e elegante de toda Historia dos Concursos de Miss Brasil.

Ygor Coelho disse...

Fiquei feliz ao ler o seu relato sobre a Miss Maria Olívia Rebouças Cavalcante. Tinha beleza ímpar, merece ser lembrada. Parabéns! Ygor Coelho

Anônimo disse...

Minha mãe sempre falou na beleza dessa Miss Maria Olivia Rebouças,realmente é muito linda! fico orgulhosa da gente de minha terra,parabéns Maria Olivia onde vc estiver, beleza pura, sem artifícios...