a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 641, referente ao período de 15 a 21 de outubro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 17 de julho de 2010

SESSÃO NOSTALGIA - FÁTIMA ANTUNES, MISS OBJETIVA DO BRASIL 1972


-->
Daslan Melo Lima

PRÓLOGO

     Durante vários anos, um concurso promovido por uma associação de fotógrafos profissionais paulistas despertou a atenção de todo o Brasil. Era uma espécie do Miss Brasil-Miss Universo em tom menor, com uma seletiva nacional e outra internacional, ambas na capital do Estado de São Paulo: O Miss Objetiva do Brasil-Miss Objetiva Internacional.

PERNAMBUCO NO MISS OBJETIVA


     Três  garotas que foram revelações nas passarelas do Miss Pernambuco , destacando-se como finalistas, ostentaram o título de Miss Objetiva de Pernambuco, e foram eleitas Miss Objetiva do Brasil:  Nádia Lins de Albuquerque (1968), Rosângela Carvalho Monteiro da Silva (1971) e Fátima Antunes (1972). 

 Fátima Antunes (Foto: Robson de Freitas, capa da revista O Cruzeiro, 17/01/1973
      Maria de Fátima Figueira Antunes, 18 anos, representou a cidade de Vitória de Santo Antão no Miss Pernambuco 1972. A  linda morena, com sua classe,  elegância e corpo harmonioso, foi muito aplaudida na passarela do Ginásio de Esportes  Geraldo de Magalhães Melo, o Geraldão,  cenário do concurso Miss PE durante nove anos, de 1971 a 1979. Fátima Antunes  ficou como vice de Maria Madalena Jacome da Costa Brito, Miss Esurp-Escola Superior de Relações Públicas de Pernambuco,  quarta colocada no Miss Brasil.

FÁTIMA ANTUNES, MISS OBJETIVA DO BRASIL, VICE-MISS OBJETIVA INTERNACIONAL 1972

     Na noite de 02/12/1972, no Anhembi, em São Paulo-SP, vinte e duas candidatas disputaram o título  de Miss Objetiva do Brasil, duas de São Paulo e vinte e uma de diversos Estados brasileiros. A comissão julgadora era dividida em duas. Havia o júri fotográfico e o das personalidades de  diversos setores da vida brasileira. Sete pessoas no primeiro júri e catorze no segundo. Por unanimidade, Fátima Antunes foi a primeira colocada e recebeu o cetro, a coroa e o manto das mãos da pernambucana  Rosângela  Carvalho Monteiro da Silva, a Miss Objetiva do Brasil do ano anterior,  que representando  Olinda tinha ficado em terceiro lugar no Miss Pernambuco 1971.
 A loura Susana Grundel, Miss Objetiva do Peru, eleita Miss Objetiva Internacional 1972, e a morena pernambucana Fátima Antunes, Miss Objetiva do Brasil e segunda colocada. (Foto:Fredy Mulanesi, revista O Cruzeiro, 07/01/1973)
      Fátima Antunes disputou o Miss Objetiva Internacional com moças de onze países: Argentina, Bolívia, Dinamarca, Espanha, Inglaterra, Israel, Japão, Peru, Portugal, Suécia e  Uruguai. Perdeu apenas para Susana Grundel, uma loura peruana de 19 anos de idade.  Com o  segundo lugar no Miss Objetiva Internacional 1972, Fátima Antunes ganhou vários prêmios, inclusive uma viagem a Buenos Aires, Argentina. 
      Fátima Antunes foi capa da revista O Cruzeiro , modelo, e atuou como atriz no cinema nacional, onde fez  “Caingangue, A Pontaria do Diabo”, de Carlos Hugo Christensen (1914-1999); "Trindad...É meu Nome", de Edward Freund (1927-1982), “Caçada Sangrenta”, de Ozualdo Ribeiro Candeias (1918-2007) e  “A Ilha do Desejo”,  de Jean Garrett (1946-1996).

 Cartaz do filme "Caçada Sangrenta", de 1974, direção de Ozualdo Ribeiro Candeias, um dos melhores filmes protagonizados por Fátima Antunes.

POR ONDE ANDA FÁTIMA ANTUNES
 


 Fátima Antunes Malta, no Recife, em 1982. (Foto: coluna de João Alberto, Diario de Pernambuco, 04/05/1982)
 

Fátima Antunes Malta, em 2006, no Recife, durante um evento social. (Foto: Fernando Machado)

     Fátima Antunes não deu continuidade à  carreira de atriz .e nem fixou residência em São Paulo ou Rio de Janeiro. Preferiu retornar para o Recife, onde ainda hoje é  um ícone da beleza.  Como Fátima Antunes Malta -  o Malta por conta do sobrenome do esposo -  é uma das mulheres mais queridas da sociedade pernambucana. Linda, inteligente, tranqüila, feliz, realizada como esposa, mãe e avó.


EPÍLOGO

     De vez em quando, lembro-me daquela noite de 1972,  no Geraldão. Foi o segundo concurso Miss Pernambuco  que assisti ao vivo.  Posso fechar os olhos e me ver nas arquibancadas, atento a tudo e vendo muita gente ficar de pé para aplaudir Maria de Fátima Figueira Antunes, Miss Vitória de Santo Antão, vice-Miss Pernambuco,  depois Miss Objetiva de Pernambuco, Miss Objetiva do Brasil e vice-Miss Objetiva Internacional.

     Abençoadas lembranças daquele 1972. Abençoada Fátima Antunes.


*****

2 comentários:

DASLAN MELO LIMA disse...

Comentário de Muciolo Ferreira, jornalista, via e-mail.
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Daslan

notável o seu comentário desta semana focalizando um verdadeiro ícone da beleza pernambucana.

Desde 1972, eu fico aqui a me perguntar: Por que Fátima Antunes perdeu para Madalena Jácome? Eu também estive no Geraldão e vi que a Miss Vitória de Santo Antão era unanimidade das mais de 15 mil pessoas presentes ao concurso.

E se tivesse ganho, será que ela não teria sido Top-3 no Miss Brasil em 1972, juntamente com a gaúcha eleita Rejane Vieira Costa, única das três classificadas capaz de desbancar a pernambucana? Porque nem a segunda colocada, Miss São Paulo, tampouco a Miss Guanabara, Jane Macambira, tinham beleza facial e plástica suficientes para roubar o segundo lugar de Fátima Antunes. Mas, são suposições, indagações, questionamentos e dúvidas que nunca teremos certeza.

De certo mesmo é que Fátima Antunes tinha um futuro brilhante como atriz de cinema e de televisão. Mas preferiu renunciar ao mundo das celebridades para viver o grande amor de sua vida nos braços do seu namorado da adolescência, o advogado Pedrinho Malta, de tradicional família de magistrados. Final Feliz para ela.

Ao amigo Daslan, só nos resta parabeniza-lo por mais um resgate de um tempo eternizado na memória de todos nós que admiramos as misses do passado. E que tenhas uma semana inspirada para evocar novas e muitas emoções, por meio da Sessão Nostalgia

Muciolo Ferreira - direto do Recife

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

DASLAN MELO LIMA disse...

Comentário enviado por Paulo Roberto Miranda, via formulário no site, em 27/12/2010, às 15h15min
>>>>>>>>>>

Parabens à equipe de Passarela Cultural. Só assim pude ver fotos da minha amiga de infância que sempre foi linda quando moravamos na Rua Sete Setembro, Boa Vista, Recife-PE

>>>>>>>>>>