a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 620, referente ao período de 21 a 27 de maio de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 25 de agosto de 2012

SESSÃO NOSTALGIA - Maria da Glória Drumond (Glorinha Sued), Miss Minas Gerais 1949, o adeus de um mito

Daslan Melo Lima

      Neste agosto que logo mais será passado, morreu uma mineira radicada no Rio de Janeiro que foi um dos ícones da beleza, do glamour e do high society  brasileiro, Maria da Glória Drumond, Miss Minas Gerais 1949, uma das mais belas candidatas ao título de Miss Brasil 1949, no ano em que a vencedora foi Jussara Marques, Miss Goiás. 
     Ao casar em 1958 com o jornalista e colunista social Ibrahim Sued (1924-1995), Maria da Glória Drumond passou a ser conhecida como Glorinha Sued. Ela tinha 82 anos de idade e morreu na segunda-feira , 20/08, na Clínica Pinheiro Guimarães, em Laranjeiras. Vinha  doente há alguns anos e  deixou dois filhos, Isabel Cristina e Eduardo, frutos do seu casamento com Ibrahim Sued. O corpo de Glorinha foi sepultado no Cemitério São João Batista, em Botafogo. Na coluna de Hildegard Angel, a notícia postada às 18h15min do dia 20/08, no  http://noticias.r7.com, foi  divulgada na forma abaixo.

----------



                    Morreu Glorinha Sued, um dos mitos dos salões do high society!

    Morreu hoje Maria da Glória Drumond Sued, a Glorinha Sued, mulher do colunista social Ibrahim Sued nos áureos tempos de seu sucesso no jornalismo, quando ele comandava, ao lado dela, a alta sociedade brasileira...
   Glorinha também foi quem trouxe a Renovação Carismática para o Rio de Janeiro, católica fervorosa que era, comandando grupos de oração na Igreja da Ressurreição e também na Igreja Nossa Senhora de Copacabana, onde o movimento carismático teve início no país. Sua grande companheira nessa iniciativa religiosa foi Maria do Carmo de Abreu Sodré, em São Paulo...
   Glorinha teve muitas glórias sociais em sua vida de festas, viagens e celebrações. Foi Miss Minas Gerais e uma das mulheres mais lindas de nossos salões. E isso sem querer rasgar elogios. Seus olhos verdes jade eram de um brilho impressionante. E seu tom de pele moreno azeitona, como se diz em Minas, era um privilégio, pois realçava os cabelos louros. Antes de ser conquistada pelo Ibrahim, quase virou baronesa de Rothschild, pois provocou uma paixonite no barão Edmond...
   Causou furor no casamento da Farah Diba com o Xá da Pérsia, vestida peloGuilherme Guimarães, bem como nas faraônicas festas de Antenor Patiño. Enfim, seu porte e sua beleza foram um belo abre-alas para a carreira do marido colunista social...
   Recebia muito bem em casa, à melhor maneira mineira. Sabia cozinhar. Seus pães de queijo eram notáveis. Os paninhos bordados de organdi, sempre engomados. Uma dona de casa de primeira. Muito amiga de Marilu Pitanguy, com quem sempre passava as férias em Gstaad, na Suíça. Enfim, uma mineirona. Acabou afastando-se da convivência social, devido à opção religiosa muito acentuada. Nos últimos 20 anos, fez a escolha missionária. Passou a visitar os amigos doentes, os pobres, rezando por todos e fazendo a "imposição das mãos"...
  Estava doente já há algum tempo, em casa, dependendo de home care, providenciado por sua boa filha, Bebel. Deixou também um filho, Eduardo, que herdou seu tom de pele e os olhos verdes jade, tal e qual herdou Bebel...
----------

           Para minha surpresa, o texto de Hildegard Angel foi ilustrado pela única imagem até  o momento postada na Internet que mostra Maria da Gloria Drumond na época do título de Miss Minas Gerais 1949. Fiquei emocionado. A foto em preto e branco, reproduzida em outros  sites, foi capturada  por Hildegard da minha SESSÃO NOSTALGIA de  31/03/2012, quando resgatei aqui a memória do concurso  Miss Brasil 1949, http://www.passarelacultural.blogspot.com.br/search?q=Miss+Brasil+1949&submit=Busca
----------
Maria da Glória Drumond e Ibrahim Sued, casamento em 1958.
Acima, Glorinha Sued em uma de suas últimas fotos. Abaixo, ao lado dos filhos Isabel Cristina e Eduardo. 

      Neste último sábado de agosto de 2012, tento, mais uma vez,  não me aprofundar muito em decifrar os mistérios da vida e da morte, mas penso em Glorinha Sued, que há 63 anos disputou o titulo de Miss Brasil. E penso em todas as garotas lindas que no próximo mês vão disputar o títilo de Miss Brasil 2012.  Quantas Misses atuais daqui a 63 anos vão ser lembradas como mitos? Nem o vento, nem o silêncio e nem a chuva que lá fora cai sabem a resposta.
 *****

7 comentários:

Anônimo disse...

Está vendo Daslan? Como é importante este resgate que vc faz das misses do passado? Não fosse vc, nem a Hildegard Angel nem ninguém teria a imagem de Glorinha Sued como Miss Minas Gerais 1949!

Um grande abraço!!!

C. Rocha de Floripa.

Roberto Macedo disse...

Daslan,

Mais uma vez parabéns.
E nessa manhã de sol na capital baiana, faço uma viagem no tempo (como você nos inspira) e fico imaginando como deve ter sido bom participar de um Miss Brasil onde não se questionou o resultado. O que fatalmente não vai acontecer em Fortaleza no próximo mês, a julgar pela eleição da nova Miss Rio de Janeiro. Lamentável!
Um abraço e bom domingo,

Roberto

Anônimo disse...

Depois da eleição da nova Miss Rio de Janeiro, desnecessário assistir ao Miss Brasil, porque todos já sabem, com mais de um mês de antecedência, quem será a representante brasileira no Miss Universo 2012.

São por essas e outras que 95% dos brasileiros se forem pesquisados não saberão responder o nome da atual Miss Brasil. E nem irão acompanhar a próxima edição do concurso, entre os quais me incluo.

Boa semana Daslan, e foi legal evocar a Miss Glorinha Sued.

Abraços,

Muciolo Ferreira

Edson - M. Gerais disse...

Amigo Daslan,

Para mim é emocionante falar sobre Glorinha Sued. A Glorinha é mineira de Ponte Nova, minha conterrânea, aqui a 180 quilômetros de Belo Horizonte, na Zona da Mata Mineira. Seu pai, Cantídio Drumond, foi prefeito, e tem uma rua no centro antigo da cidade que leva o nome dele. Não a conheci, mas lembro-me muito das colunas do Ibrahim Sued nas revistas. Minha mae a conheceu e sempre disse que Ponte Nova teve uma Miss Minas Gerais. Aantes mesmo do sucesso de Martha Rocha, Adalgisa Colombro e todas as outras Glorinha ja´experimentara a emoção de pisar numa passarela representando o Estado onde nasceu!

marcos disse...

É só lembrando que,o ano de falecimento do colunista social Ibrahim Sued,foi na verdade 1995.O ano de 1955,foi o ano em ele conheceu a bela estrela Hollyudiana Elaine Stewart(falecida em junho de 2011).

DASLAN MELO LIMA disse...

Muito grato ao MARCOS pela correção. Eu tinha postado o ano de 1955 como o da morte do famoso Ibrahim Sued, quando na realidade a data correta é 1995.

Acabei de proceder o ajuste devido na postagem.

Um abraço a todos.

Daslan Melo Lima

Anônimo disse...

Eu ja tive o prazer de trabalhar com Glorinha, fiquei muito surpreso com a noticia de sua morte. Ela era uma Senhora muito alegre e falante nós conversavamos muito. enfim agora só lembranças, ela é mais uma das estrelas la no ceu.