a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 616, referente ao período de 23 a 29 de abril de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 29 de setembro de 2012

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO


AQUELE TEMPO SEM ITES E OSES

     No último sábado de agosto, dentro das comemorações do Encontro dos Ex-Alunos da Escola Santa Maria, remanescentes da turma do magistério de 1962 atraíram as atenções nos atos da celebração do Jubileu de Ouro de sua formatura. A organização do histórico encontro, coordenado por Ana Maria Queiroz, Norma do Egito e Zarinha Coutinho, foi coroada de êxito. Tudo começou com a Missa de Ação de Graças celebrada na capela do educandário seguida de inesquecíveis horas de lazer. O texto abaixo, de autoria de Zarinha Coutinho, lido durante a Santa Missa, externa o sentimento de uma geração que envelheceu sem perder de vista a formação escolar que marcou suas vidas.


     Quanta alegria, satisfação e felicidade, enchem hoje nossos corações, que batem em ritmo mais forte e diferente. Após prolongadas férias, 50 anos, voltamos a nos sentir como verdadeiras concluintes, procurando aproveitar o nosso encontro para reforçar os laços de nossa união e amizade.  Vamos procurar esquecer os “ites” e as “otes” da vida, como: artrite, bursite, artrose, osteoporose, problemas de coluna, etc. Somos hoje jovens saudáveis, onde juntas relembraremos aqueles períodos maravilhosos, como: infância, adolescência e juventude, partilhados entre uma turma tão querida.


Timbaúba 1962. Zarinha Coutinho

      Não poderão sair de nossas memórias aquelas noites de maio, começando com o desfile pela manhã até á Matriz de Nossa Senhora das Dores onde assistiríamos à Missa. Muitas vezes, a chuva ameaçava a nossa saída, quando então começávamos a cantar o “Lembrai-vos!” e Nossa Senhora nos atendia. A procissão à noite, onde não podíamos olhar para os lados  onde ficavam os garotos nos acompanhando, apagando as velas, aos quais Madre Superiora denominava “os moleques de Mané Mendes.” Aquelas fofas que faziam ginástica, as quais não podiam ser acima dos joelhos. Quando percebíamos os meninos no muro com as folhas de castanhola no rosto, furadas, para olhar a aula, as mais sapecas subiam dois dedinhos e quando descobertas logo eram repreendidas. Eutália, lembra aquele “biquinho” que tirava Madre Clara do sério? Norma Régis, sentando atrás de Izabel e Vandete que eram exemplos de comportamento, a contar anedotas para fazê-las sair do sério, e que as duas só faltavam explodir para se sustentarem!


Timbaúba 2012. Zarinha Coutinho, sua colega de turma Neide Vasconcelos (ex-primeira dama de Pernambuco) e Valmor, esposo de Zarinha.

      Queridas colegas, um mês seria pouco para recordarmos tudo! Saudosas estamos das nossas colegas tão queridas que Deus as levou para o Reino Celestial, mas continuam vivas em nossos corações. A elas, a nossa homenagem. Não poderíamos também esquecer nossas mestras tão amadas que nos orientaram a levar uma vida de retidão, amor ao próximo, a respeitar e vestir a camisa do nosso maravilhoso educandário...

Na sequência de baixo, da esquerda para a direita, a homenagem póstuma a Maria da Penha NascimentoMaria José QuaresmaMaria do Socorro MartinsTerezinha de Jesus da SilvaIvone Alves de SouzaMaria Carmelita GonçalvesConstantina Farias GuerraMaria do Carmo Araújo (Irmã Pedrina) e Maria Lavínia Cavalcanti.
      
*****
ROTEIRO POÉTICO DE TIMBAÚBA
Em uma casa perto da AABB, as flores generosamente espalham beleza na rua. Que ninguém pense em arrancar uma. Basta passar, parar para admirá-las, e deixar que todas elas continuem embelezando a rua.
*****
MEMÓRIA TIMBAUBENSE


Timbaúba, anos 60. Os irmãos Paulinho, Zezinho e Toinho, filhos do saudoso Dr. João Coutinho, fizeram a Primeira Comunhão no mesmo dia. Toinho (Dr. Antônio Coutinho) foi o único a seguir a carreira do pai. 

*****

Um comentário:

Anônimo disse...

Daslan,
Que meninos santinhos, neste dia, após confissão com o saudoso Monsenhor Marques eles estavam puros kkk D. Lourdinha deve ter passado um sermão antes que eles se vestissem para ir a igreja, olha como estão arrumadinhos, até as velas estão na mesma altura kkk O nome correto é TOINHO e não Toninho.
Ana Lygia