a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 624, referente ao período de 18 a 24 de junho de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 7 de novembro de 2015

DEPOIS QUE EU ME CHAMAR SAUDADE

      

     Sensação estranha, a de entrar no espaço dedicado às personalidades culturais da III Fecicult, Feira de Ciências e Cultura da Escola Maria Emília Vasconcelos, e ouvir uma pessoa da recepção dizer: 
“Pessoal, eis Daslan Melo Lima, um dos poetas homenageados pela III Fecicult. Ele está aqui, vivo"
       Sensação mágica olhar para o bannner, ver minha imagem e uma síntese da minha biografia, saber que estou com saúde, interagindo com o público, lúcido, recebendo o reconhecimento pelas coisas que escrevo. 
       Emocionado e grato a Deus, lembro-me da música "Quando eu me chamar saudade", de Nelson Cavaquinho (1911-1986) e Guilherme de Brito (1922-2006), gravada por Nelson Gonçalves (1919-1988), que diz : 


Sei que amanhã quando eu morrer 
os meus amigos vão dizer 
que eu tinha um bom coração. 
Alguns até hão de chorar 
e querer me homenagear
fazendo de ouro um violão.

Mas depois que o tempo passar 
sei que ninguém vai se lembrar 
que eu fui embora. 
Por isso é que eu penso assim, 
se alguém quiser fazer por mim, 
que faça agora.

Me dê as flores em vida, 
o carinho, a mão amiga, 
para aliviar meus ais. 
Depois que eu me chamar saudade, 
não preciso de vaidade, 
quero preces e nada mais.  

      Meu muito obrigado aos organizadores da III Fecicult. 
----------
Daslan Melo Lima, Timbaúba, PE, na primeira quinta-feira do penúltimo mês de 2015.
----------
"Quando eu me chamar saudade", uma canção para reflexão, http://www.youtube.com/watch?v=BkC8Sk5VsuU
-----------


*****


Um comentário:

Anônimo disse...

Linda,poesia!Parabéns pela homenagem!mas estranho,mesmo,é dizer:Ele está vivo!kkkkkkkkkkk!Abraços,Jap(ão).