a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 629, referente ao período de 23 a 29 de julho de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 28 de novembro de 2015

" QUANTAS LÁGRIMAS DISFARÇAMOS SEM BERRO ? "

       O poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) jamais imaginaria que o seu poema “Lira Itabirana” seria profético. O rompimento das barragens da empresa Vale-Samacro, em Minas Gerais, é uma tragédia sem precedentes na história do meio ambiente brasileiro. O quadro é sombrio e pode resultar no fim do Rio Doce.  
      Quantas lágrimas disfarçamos sem berro? Nem o vento sabe a resposta.



O Rio? É doce.
A Vale? Amarga.
Ai, antes fosse
Mais leve a carga.

Entre estatais
E multinacionais,
Quantos ais!

A dívida interna.
A dívida externa
A dívida eterna.

Quantas toneladas exportamos
De ferro?
Quantas lágrimas disfarçamos
Sem berro? 



*****

"Só há felicidade se não exigirmos nada do amanhã e aceitarmos do hoje, com gratidão, o que nos trouxer. A hora mágica chega sempre."
- Herman Hesse (1877-1962), escritor alemão naturalizado suiço.

******

Um comentário:

Anônimo disse...

O descaso do Governo...Samarco envolvida com propina,lama como sustentáculo...é Brasil.Ninguém vai trazer de volta,as vidas que a ganância tirou.O rio é doce,o brasileiro egoísta o tornou amargo.Abraços,Jap