a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 641, referente ao período de 15 a 21 de outubro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 23 de outubro de 2010

SESSÃO NOSTALGIA - CELESTE E AS MISSES DO BRASIL

-->
Daslan Melo Lima

           Celeste achava lindo o seu nome. Achava que tinha um quê de azul, assim como o azul da bandeira do Brasil, aquele azul de céu estrelado, profundo, como o azul da noite.
          Celeste tinha orgulho de ser brasileira. Ainda era menina, quando assistiu ao primeiro concurso de Miss Brasil, em Petrópolis, no Hotel Quitandinha, em 1954. E ao vivo. Ela estava lá. Nesse dia, ela viu a estrela de Martha Rocha brilhar. Mulher inesquecível aquela baiana. Conquistou o mundo. Desde então, os concursos de misses foram a principal diversão de Celeste, ano após ano. Por mais que procurasse, Celeste não achava espetáculo que fosse mais encantador. Nenhuma disputa era mais saborosa.
          Celeste viu de tudo nesses desfiles. Viu o Brasil parar como final de Copa do Mundo. Viu glórias, esforço, conquistas e desilusão. Viu a vitória inesperada e esmagadora . Viu a derrota, injusta e amarga. Foram histórias de mulheres descobertas na beira da estrada ou atrás de um balcão de loja de sapatos. Histórias de gêmeas tão idênticas e perfeitas que confundiam o júri. Viveu emoções, como a da Miss que foi dada como morta num acidente de avião e no dia seguinte apareceu para avisar que tinha perdido o tal vôo.
          Celeste viu as que nunca insistiram, mas que nunca chegaram lá. Viu as que largaram a coroa para levar uma vida comum. Mas essas mulheres não são pessoas comuns. Cada Miss Brasil nestes 50 anos, cada uma é uma mulher, no mínimo, excepcional, mas do que rainha da beleza. Todas as misses do Brasil são mulheres que, com determinação e esforço, engrandeceram a nossa história e marcaram os nossos corações. São mulheres a quem todas as Celestes e cada um de nós só podem agradecer.


           O texto acima foi lido durante a transmissão do  concurso Miss Brasil 2004, realizado no Credicard Hall, São Paulo-SP, em 15/04/2004, transmitido ao vivo pela TV Bandeirantes. Enquanto o texto era lido,  apareciam no vídeo as fotos das Miss Brasil desde 1954. No final, o apresentador Gustavo Gianetti, Mister Brasil 2001-Mister Mundo 2003, anunciou: “Senhoras e Senhores, com vocês, as Misses do Brasil.”  E eis que surgiu a primeira, Adalgisa Colombo, seguida de mais 34 misses, por ordem alfabética.

Adalgisa Colombo - Miss Distrito Federal ,  Miss Brasil, vice-Miss Universo 1958
Adriana Alves de Oliveira - Miss Rio de Janeiro, Miss Brasil, quarta colocada no Miss Universo 1981. Miss  Brasil Mundo 1984, sexta colocada no Miss Mundo 1984
Ana Cristina Ridzi - Miss Guanabara, Miss Brasil 1966
Ana Elisa Flores  - Miss São Paulo , Miss  Brasil 1984
Anuska Prado  - Miss Espírito  Santo, Miss Mundo Brasil, terceira colocada no Miss Mundo 1996
Cássia Janys Moraes Silveira - Miss São Paulo, Miss Brasil 1977
Celice Pinto Marques da Silva - Miss Pará, Miss Brasil, semifinalista do Miss Universo 1982
Deise Nunes - Miss Rio Grande do Sul, Miss Brasil, semifinalista do Miss Universo 1986
Eliane Fialho Thompson - Miss Guanabara, Miss Brasil, semifinalista do Miss Universo 1970
Flávia Cavalcanti Rebêlo - Miss Ceará, Miss Brasil 1989
Gina Macpherson - Miss Guanabara, Miss Brasil, semifinalista do Miss Universo 1960
Isabel Cristina Beduschi  -  Miss Santa Catarina, Miss Brasil 1988
Jacqueline Meireles - Miss Brasília, Miss Brasil 1987 
Josiane Kruliskoskik - Miss Mato Grosso, Miss Brasil 2000 
Juliana Borges, Miss Rio Grande do Sul, Miss Brasil 2001 
Kátia Celestino Moretto  - Miss São Paulo, Miss Brasil 1976   
Léa Sílvia Dall'Acqua - Miss São Paulo, vice-Miss Brasil (Miss Brasil Mundo) sexto lugar no  Miss Mundo 1979
Leila Schuster - Miss Rio Grande do Sul, Miss Brasil, semifinalista do Miss Universo 1993
Lucia Peterlle - Miss Guanabara, vice-Miss Brasil (Miss Brasil Mundo), Miss Mundo 1971
Márcia Gabrielle - Miss Mato Grosso, Miss Brasil, semifinalista do Miss Universo 1985
Maria Carolina Portela Otto - Miss Paraná, Miss Brasil 1992   
Maria Joana Parizotto  - Miss Paraná, Miss Brasil 1996   
Maria Raquel de Andrade - Miss Guanabara, Miss Brasil, semifinalista do Miss Universo 1965 
Martha Rocha - Miss Bahia, Miss Brasil, vice-Miss Universo 1954   
Michella Marchi - Miss Brasil, semifinalista do Miss Brasil 1998  
Nayla Micherif - Miss Minas Gerais, Miss Brasil 1997
Patrícia Godói  - Miss São Paulo, Miss Brasil 1991    
Renata Fan - Miss Rio Grande do Sul, Miss Brasil 1999  
Sandra Guimarães  - Miss São Paulo, Miss Brasil  1974 
Sônia Yara Guerra  - Miss São Paulo, vice-Miss Brasil (Miss Mundo Brasil), sexta colocada no Miss Mundo 1970 
Suzana Araújo dos Santos - Miss Minas Gerais, Miss Brasil 1998  
Valéria Péris, Miss São Paulo, Miss Brasil 1994 / 
Vera Maria Brauner - Miss Minas Gerais, vice-Miss Brasil (Miss Brasil Beleza Internacional), vice-Miss Beleza Internacional, coroada oficialmente Miss Brasil 1961, devido a renúncia de Stael Abelha, Miss Minas Gerais /  
Vera Lúcia Couto - Miss Guanabara, vice-Miss Brasil (Miss Brasil Beleza Internacional),  terceira colocada no Miss Beleza Internacional 1964 
Zaída Costa - Miss Bahia, terceira colocada no Miss Brasil (Miss Brasil Mundo  1975).
          Quando a última Miss se posicionou no palco, a cantora Ellen de Lima surgiu cantando  a música “Canção das Misses”, de Lourival  Faissal
Ellen de Lima
Ellen de Lima cantou a "Canção das Misses" sob os aplausos de 35 rainhas da beleza brasileira

Os Estados brasileiros se apresentam
nesta festa de alegria e esplendor.
Jovens misses seus Estados representam,
seus costumes, seus encantos, seu valor.

Em desfile nossa terra, nossa gente,
pela glória do auriverde em céu de anil.
 Sempre unidos,
Leste, Oeste, Norte, Sul,

na beleza das mulheres do Brasil.

Cássia Janys Moraes Silveira, Miss São Paulo, Miss Brasil 1977
          Já vi e revi  incontáveis vezes essa parte inesquecível do concurso Miss Brasil 2004, sempre com um interesse e emoção renovadas. Para sonhar,  observar a expressão de cada Miss e me  encantar com Cássia Janys Moraes Silveira, Miss Brasil 1977, uma das mais belas imagens daquele grupo de 35 misses, “mulheres  a quem todas as Celestes e cada um de nós só podem agradecer.”
            Vide: https://www.youtube.com/watch?v=aaB7_8TMBIo
ENCONTRO HISTÓRICO (1)  - Na véspera do concurso Miss Brasil 2004, no Restaurante Pequi, em São Paulo-SP, um encontro histórico, promovido pela empresa Gaeta Promoções e Eventos, responsável pela realização do concurso Miss Brasil desde 1997. ***** Sentadas, da esquerda para a direita: Flávia Cavalcante Rebelo (Miss Brasil 1989); Maria Joana Parizotto (Miss Brasil 1996); Renata Fan (Miss Brasil 1999) e  Maria Raquel de Andrade (Miss Brasil 1965).  ***** Na fila do meio, da esquerda para a direita: Márcia Gabrielle (Miss Brasil 1985); Patrícia Godói (Miss Brasil 1991); Anuska Prado (Miss Brasil Mundo 1996); Adalgisa Colombo (Miss Brasil 1958); Vera Maria Brauner (Miss Brasil 1961); Gina Macpherson (Miss Brasil 1960); Ana Cristina Ridzi (Miss Brasil 1966) e Sandra Guimarães (Miss Brasil 1974). ***** Na fila de trás, da esquerda para a direita: Josiane Kruliskoskik (Miss Brasil 2000); Kátia Celestino Moretto (Miss Brasil 1976) e Cássia Janys Moraes Silveira (Miss Brasil 1977).***** Fotos: revista Caras, edição 547, ano 11 - nº 18, 30/04/2004
ENCONTRO HISTÓRICO (2) - Sentadas, da esquerda para a direita: Leila Schuster (Miss Brasil 1993); Zaída Costa (Miss Brasil Mundo 1975); Maria Carolina Portela Otto (Miss Brasil 1992) e Deise Nunes (Miss Brasil 1986). ***** Na fila do meio, da esquerda para a direita: Lúcia Peterlle (Miss Brasil Mundo-Miss Mundo 1971); Eliane Fialho Thompson (Miss Brasil 1970; Lorena Coelho (representando sua irmã Mariza Fully Coelho, Miss Minas Gerais e Miss Brasl 1983, que faleceu em 1988 em um acidente de carro, aos 36 anos); Vera Lúcia Couto (Miss Brasil Beleza Internacional 1964); Michella Marchi (Miss Brasil 1998) e Ana Elisa Flores (Miss Brasil 1984). ***** Na fila de trás, da esquerda para a direita:  Jacqueline Meireles (Miss Brasil 1987); Valéria Peris (Miss Brasil 1994); Isabel Cristina Beduschi (Miss Brasil 1988) e Suzana Araújo dos Santos (Miss Brasil 1978).
*****
      

6 comentários:

Anônimo disse...

Sem dúvida alguma, o encontro reunindo mais de trinta Misses do Brasil foi um dos maiores gols da Gaeta. Só acho que deveria ter tido um ensaio maior. Quem v~e o vídeo do Miss Brasil 2004 tem a impressão que as Misses homenageadas não sabiam qual espaço do palco deveria ocupar.
E quanto a Cássia Janys, meu DEUS, que mulher ma-ra-vi-lho-sa!!!

J.P.- Sampa

DASLAN MELO LIMA disse...

Comentário de Muciolo Ferreira, jornalista, Recife-PE, via e-mail
>>>>>>>>>>

Daslan

faltou um pouco de profissionalismo e produção nesse encontro histórico. As ex-misses pareciam perdidas no palco, ficando amontoadas. O mestre de cerimônias, por sinal, muito fraco, deveria ter sido orientado a chamar as misses em grupos de 10. Aí, sim, teríamos uma visão melhor de cada uma delas e o palco ficaria mais espaçoso. Mas valeu a boa intenção do pessoal da Gaeta.Boa recordação essa da Sessão Nostalgia.

Pena o encontro não ter contado com as participações das ex-misses Universo Ieda Vargas e Marta Vasconcellos, e nem da única brasileira eleita Miss Beleza Internacional, Maria da Glória Carvalho.

Quanto a ausência de Vera Fischer, já era esperado. Vera é muito esnobe, problemática e esquece que é o que é e só alcançou a fama graças ao concurso e depois aos seus escândalos.

Uma boa semana.

Muciolo Ferreira

>>>>>>>>>>

Anônimo disse...

Quando a beleza interior ultrapassa a imagem externa , voce pode agir com naturalidade e despreocupaçao, conseguindo aproveitar o momento...... sem querer aparecer mais que outras lindas mulheres
É o caso de Cassia Janys que conversou com todas as misses, cantou, e encantou.....
Obrigado pela mençao e lembrança de Cassia Janys

Anônimo disse...

Cássia Janys é minha eterna paixão.
Falei com ela dia 22/05, dia de seu aniversário! Ela sempre muito alegre e feliz! Dona de uma simplicidade fora do comum. Sua beleza é algo que não dá pra explicar. A cada dia, Cássia Janys está mais bela. Rosto e sorriso lindos, pele perfeita. Enfim, Cássia Janys é uma Miss Fora do comum. Bela! Simplesmente Bela! Edi Corrêa/Sorocaba-SP

Edson Oliveira - MG disse...

Foi inesquecível esse encontro. Indescritível. Canto até hoje, quando estou em casa, cuidando das coisas cotidianas, o "Hino das Misses". Como é bom lembrar.

Anônimo disse...

É maravilhoso promover esses encontros, acho que deveriam fazer mais vezes. Muito legal contar com a presença da irmã da saudosa Marisa Fully Coelho eleita Miss Brasil 1983, senti falta de Kátia Pedrosa eleita Miss Mundo Brasil 83 e foi Inglaterra representar o Brasil tendo enorme destaque cativou totalmente os ingleses com sua simplicidade e simpatia conquistando o terceiro lugar no Miss Mundo.