a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 621, referente ao período de 28 de maio a 03 de junho de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 12 de maio de 2012

SESSÃO NOSTALGIA - MISSES E MÃES NA TARDE QUE MORRE

 Daslan Melo Lima

      Timbaúba-PE, tarde de domingo, 13 de maio de 2012, Dia da Mães. Esta Sessão Nostalgia tinha que falar de Mãe. Ao buscar no meu acervo inspiração para compor esta crônica, deparei-me com a revista O CRUZEIRO, de 13/07/1966. Na capa, três mulheres lindas, em foto de Indalécio Wanderley : Analzira Ridzi, de coroa, ladeada pelas filhas gêmeas  Ana Cristina, com  faixa e  cetro,  e Maria Elizabeth Ridizi, com manto. Na minha opinião, uma das mais belas e emocionantes capas de revistas de todos os tempos sobre concursos de Misses. 

        Da esquerda para a direita, Ana Cristina Ridzi, Miss Guanabara, eleita Miss Brasil 1966; Analzira Ridzi, sua mãe, e Maria Elizabeth Ridzi, vice-Miss Guanabara 1966. Distribuir entre elas faixa, cetro, coroa e manto foi a maneira original que o  fotógrafo encontrou para homenagear a jovem mãe e suas filhas.

       Nos bastidores do Maracanãzinho, no estúdio da revista O CRUZEIRO, a alegria de Ana Cristina Ridzi, Miss Brasil 1966, ladeada pela mãe e irmã.
  .....

      Tarde melancólica de domingo. Este é o quinto ano da minha vida sem ter ao meu lado a presença física de Ana Melo Lima, minha Mãe. Os versos de "Para Sempre", poema de Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), expressam o sentimento que habita na minh'alma nesta tarde que morre.
Por que Deus permite que as mães vão se embora?
Mãe não tem limite, é tempo sem hora,
luz que não se apaga quando sopra o vento
e chuva desaba, veludo escondido
na pele enrugada, água pura, ar puro, puro pensamento.

Morrer acontece com o que é breve e passa sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça, é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?

Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca, mãe ficará sempre
junto de seu filho e ele, velho embora, será pequenino
feito grão de milho.
__________
Timbaúba-PE, no final da tarde de 13/05/2012 
__________

Abaixo, relação de todas as crônicas publicadas em PASSARELA CULTURAL focalizando as gêmeas Ana e Elizabeth Ridzi:

21/06/2008, SESSÃO NOSTALGIA - ANA CRISTINA E MARIA ELIZABETH RIDZI, AS MISSES GÊMEAS DE 1966,   
 >>>>>>>

25/12/2009, SESSÃO NOSTALGIA - MARIA ELIZABETH RIDZI, VICE-MISS GUANABARA 1966, E OS ROMANCES DE A.J.CRONIN , http://passarelacultural.blogspot.com.br/2009/12/sessao-nostalgia_25.html

>>>>> 
27/08/2011, SESSÃO NOSTALGIA – ANA CRISTINA E MARIA ELIZABETH RIDZI, ONDE O VENTO ENCONTRAVA AS ROSAS, http://passarelacultural.blogspot.com.br/2011/08/sessao-nostalgia_27.html
>>>>> 

12/05/2012, SESSÃO NOSTALGIA - MISSES E MÃES NA TARDE QUE MORRE , http://passarelacultural.blogspot.com.br/2012/05/sessao-nostalgia_12.html


*****

4 comentários:

Ana Ridzi Fazendo Arte disse...

Boa noite Daslan!!
Obrigada querido pela lembrança!!
Adorei estar aqui e ler suas reportagens!
Abraços
Ana Ridzi

www.anaridzifazendoarte.com.br

DASLAN MELO LIMA disse...

Recado para Ana Ridzi
>>>>>>>>>>

Prezada Ana, eterna Miss Guanabara e Miss Brasil 1966, você não tem ideia da minha emoção diante do seu comentário.

Fantástico este mundo da Internet, que faz tudo se propagar tão rápido ! Fantástico sua atitude em tirar parte do seu tempo para se comunicar comigo!

Estou feliz por saber que sua beleza ainda é maior diante de atitudes assim, de humildade, e agora fazendo arte. Visitei seu site e adorei tudo que vi!

Um abraço.

Daslan Melo Lima

>>>>>>>>>>

Anônimo disse...

Linda capa, linda Família Ridzi, e belos versos do nosso poeta maior Carlos Drummond de Andrade.

Daslan, a Sessão Nostalgia em homenagem ao Dia das Mães é emblemática. Pura nostalgia com a vontade de voltar a ser a criança que um dia fomos tendo nossas mães para nos acalentar.

A sua mãe está orgulhosa do filho que tem e lhe abençoa diariamente lá de cima junto com nosso Pai Jesus Cristo.

Uma semana linda para você e todos os leitores e amigos.

Muciolo Ferreira - do Recife

Anônimo disse...

Daslan, você tinha que falar de Ana Cristina Ridzi nesta crônica para eu me emocionar com o gesto dela em escrever para você.
A gente muitas vezes tem a impressão de que as Misses, principalmente aquelas dos anos dourados,são seres inatingíveis e estão a milhões de anos-luz distante de nós. E de repetne, eis que Ana Cristina Ridzi entra em seu blog e deixa um comentário para fazer o meu coraçaão de fã bater acelerado de felicidade.

Felicidades Ana ! Felicidades Daslan !

C. Rocha de Floripa.