a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 637, referente ao período de 17 a 23 de setembro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 27 de abril de 2013

RIOS E AFETOS NO ALTAR DO DIVINO


AS ÁGUAS CORREM PARA OS RIOS

Daslan Melo Lima

           Lembro-me de uma canção romântica dos anos 60 que diz assim:

“As águas correm para os rios. / Os rios correm para o mar. / Só o pranto dos meus olhos eu não sei, não sei onde vai parar. / Chora toda natureza, no inverno e no verão, / só não chora neste mundo quem não tem um coração. / As águas correm para os rios. / Os rios correm para o mar. / Só o pranto dos meus olhos eu não sei, não sei onde vai parar.”

          No Recife, às margens do Rio Capibaribe, o vento me diz que toda aquela água que corre para o mar simboliza o choro da natureza e da humanidade.  Há poesia e oração às margens do Rio Capibaribe. Minha intenção é ajoelhar-me solenemente, mas as pessoas que passam podem pensar que sou louco. Por isso, prefiro que pensem que sou turista, e sorridente canto em silêncio, como se fosse porta-voz dos que choram neste momento:

“As águas correm para os rios. / Os rios correm para o mar. / Só o pranto dos meus olhos eu não sei, não sei onde vai parar.”
__________

Recie-PE, 26/04/2013
*****


NO ALTAR DO DIVINO 

Daslan Melo Lima

          
       O altar-mor da Igreja do Divino Espírito Santo, uma joia da arquitetura pernambucana do Século XVI, localizada na Praça 17, no Recife, lembra um belo bolo de noiva.
          Entro na igreja para respirar história: o Imperador D. Pedro II visitou este lugar em 1859 e a cerimônia fúnebre do abolicionista Joaquim Nabuco aconteceu aqui, em 18/04/1910.  Entro na igreja para respirar poesia: imagino quantas cerimônias românticas de casamentos foram realizadas na frente deste altar.
          Depois de respirar história e poesia, sinto necessidade de respirar religiosidade, independente de religião, e ao lado de anjos invisíveis recito o sexto mistério da Coroa do Divino Espírito Santo: 

”Vinde, Espírito de Piedade, vinde morar em nossos corações, tomai conta deles e santificai todos os seus afetos.” 
__________
Recife-PE, 26/04/2012.
*****

Nenhum comentário: