a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 616, referente ao período de 23 a 29 de abril de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

quarta-feira, 9 de julho de 2014

EXPLICAR O INEXPLICÁVEL É MUITO COMPLICADO

     
      Assim como milhares de brasileiros, confesso que ainda estou perplexo com a derrota da nossa seleção diante da  Alemanha por 7 x 1, mesmo sabendo que "uma partida de futebol é sempre um jogo de surpresas e superação, assim como também deve ser a vida”, conforme disse o poeta Luis Felipe Loro.
      Na blusa que comprei para acompanhar um dos jogos, a mensagem é emblemática. Há referência a todos os anos onde o Brasil ganhou o campeonato mundial, mas há uma reticência após 2002. 
      ”Explicar o inexplicável é muito complicado’, declarou o goleiro Júlio Cezar, logo depois do jogo. Ainda bem que o sonho da conquista do hexa renascerá em 2018.
______Daslan Melo Lima.

***** 

Algumas vezes o futebol é justo

Algumas vezes aqueles que manipulam rebaixamentos e na hora da partilha das verbas dos certames nacionais deixam as migalhas para os clubes nordestinos, levam uma rasteira do futebol.
Algumas vezes aqueles utilizam a representação do futebol nacional para enriquecer ilicitamente, utilizando-se de lavagem de dinheiro e tantos outros esquemas, levam uma rasteira do futebol.
Algumas vezes aqueles que antes denunciavam a podridão escondida no nosso futebol e agora se omitem, comprados pela exclusividade, são obrigados a mostrar a verdadeira cara do seu produto. 
Algumas vezes aqueles que utilizam a seleção para se promoverem politicamente e desprezam o ente federativo que não pertence a sua mesma ideologia, levam uma rasteira do futebol.
Algumas vezes aqueles da mídia televisiva que apresentam a seleção com tal ilusão, escondendo seus erros, minimizando suas críticas, como quem protege o produto que vende, leva uma rasteira do futebol.
Algumas vezes aqueles que são organizados, que respeitam os direitos dos seus atletas, que mantém seus salários em dia, que valorizam as bases, vencem no futebol.
Algumas vezes o futebol é justo, pena que só algumas vezes.
_____ Djalma Xavier de Almeida Junior
*****

FUTEBOL SE JOGA NA ALMA

       Se todas as batalhas dos homens se dessem apenas nos campos de futebol, quão belas seriam as guerras", disse o poeta Augusto BrancoUma partida de futebol é sempre um jogo de surpresas e superação. Assim como também deve ser a vida” , disse o poeta Luis Felipe Loro
      Ontem, sexta-feira, 04, no final da partida entre Brasil e Colômbia, o jogador brasileiro David Luiz tomou a iniciativa de consolar o colombiano James Rodriguez. Uma lição de nobreza e humildade que jamais será esquecida. 
         Eis o que disse outro poeta, o mineiro Carlos Drummond de Andrade (1902-1987): “Futebol se joga no estádio? Futebol se joga na praia, futebol se joga na rua, futebol se joga na alma.” 

______
Texto: Daslan Melo Lima ***** Fotos: Jamie McDonald/Getty Images


*****

TAMBÉM NÃO SOMOS SANTOS
      
Quem joga futebol sabe que os defensores odeiam atacantes que fazem um show em todas as faltas que recebem. Quem joga futebol sabe que durante a partida as ameaças são comuns e quase sempre cumpridas. Então se o próprio Felipão diz ter avisado que Neymar seria caçado nessa Copa, por que ele com sua caravana ridícula de técnicos auxiliares mantiveram o craque em campo quando já se passavam quarenta minutos do segundo tempo de uma partida que todos perceberam que estava fora do controle da arbitragem? Justificaria se fosse o caso de a seleção estar perdendo ou até empatando e este esperasse por algum lampejo de genialidade do atacante para resolver a partida. 
      O pau vem comendo solto na Copa desde o seu início, e os mesmo s que agora reclamam da arbitragem econômica de cartões, são os que chiaram com o cartão recebido por Neymar na partida de estreia. A ideia era preservar os craques de suspensões, mesmo que cometessem faltas puníveis com o amarelo, e os cabeças-de-bagre agora aparecem como os vilões de uma Copa em que a FIFA vem apresentando resultados bem diferentes do que vemos em campo, como avaliações sobre os melhores da competição e desempenho dos árbitros.

      Não quero aqui defender o atleta colombiano, pois para mim, a punição para quem causa uma lesão grave em outro, o impossibilitando da prática esportiva, deveria ser passar o mesmo período de recuperação da vítima sem poder atuar. Mas também não somos santos. Alguém esqueceu o que Leonardo fez em 94 com Tab Ramos dos Estados Unidos, que quase encerrou a carreira devido a cotovelada recebida?

      Agora se Felipão estava esperando uma boa desculpa para uma possível eliminação da seleção, esta lhe caiu no colo. Agora todo o foco estará desviado, ninguém mais vai perceber o futebol medíocre que a equipe vem apresentando, e a cada partida se busca um assunto para desviar as atenções da realidade. Foi assim quando não vencemos o México e se colocou a culpa no goleiro adversário que só fez uma grande defesa. Foi assim contra o Chile quando se comentou mais a arbitragem do que o sufoco que o Brasil levou até os últimos segundos da partida. Na mesma cheguei a ouvir o argumento absurdo de que a bola bateu na manga da camisa de Hulk e não no braço, ué? E a manga da camisa fica no peito?

      O fato é que uma Seleção brasileira com todas possibilidades que tem não deveria depender de apenas um jogador e muito menos de uma arbitragem perfeita para vencer seus jogos. Uma seleção brasileira deveria era jogar bola e não ficar fazendo caretas e choros sem lágrimas na execução do hino. Que seleção é essa que fica agora mendigando anulação de cartão amarelo para que o zagueiro possa jogar? Não tem reserva à altura? Então deveriam ter convocado Durval. 

      Então, parem de choradeira e vão jogar bola que futebol é coisa de macho.


_______Crônica de Djalma Xavier de Almeida Júnior


*****

Um comentário:

Anônimo disse...

É isso!A Alemanha tem o melhor time;mas não quer dizer q vá ganhar a Copa:os argentinos têm sangue;essa é a diferença,deles(tanto alemães qto Argentina),para nós.Abraços,Japão.PS:no mundo Miss,a história se repete,normalmente,mas há exceções:MB12 e 13.