a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 646, referente ao período de 19 a 25 de novembro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 11 de abril de 2015

SESSÃO NOSTALGIA - A biografia de Martha Vasconcellos escrita por Roberto Macêdo, o livro do ano

 Daslan Melo Lima

      
      Talvez você, leitor, leitora, esteja estranhando a expressão “o livro do ano”, já que faz apenas 100 dias que 2015 começou, mas a obra em evidência, revestida de magia, merece essa credencial. O livro fala de um ícone dos anos 60 e dos valores de um tempo que se foi.  A obra,  bem escrita,  não se trata de  ficção, e nela encontramos todos os instigantes ingredientes da vida real: sonhos, encantos, desencantos, ilusões, desilusões, amores, desamores... A protagonista é de carne e osso e levou o nome do nosso Brasil para todos os recantos do mundo.  Se levarmos em conta que a literatura brasileira tem uma divida imensa para com o resgate das trajetórias das nossas eternas rainhas da beleza, a biografia de Martha Vasconcellos, Miss Bahia, Miss Brasil e Miss Universo 1968, escrita pelo jornalista baiano Roberto Macêdo, é, sim, o livro do ano. Duvido que, dentro do seu estilo, outro possa, pelo menos no meu conceito, superar sua trama.


Roberto Macêdo e Martha Vasconcellos

       Na tarde da última quinta-feira, 09, a convite do deputado Marcelo Nilo, presidente da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia, estive no salão nobre do Palácio da Associação Comercial da Bahia para o lançamento da biografia de Martha Vasconcellos. A obra é o 42º livro lançado pela Assembleia Legislativa da Bahia, dentro do projeto Gente da Bahia, que homenageia personalidades baianas. São 698 páginas com quase 400 fotografias, a maioria inédita. O livro traz todos os principais acontecimentos da vida da miss, desde o seu nascimento até os dias atuais.

Pausa para um flash depois de Martha ter autografado o meu exemplar, sob os olhares de Fernando Machado e Roberto Macêdo. 

      A chuva forte que caiu sobre Salvador não tirou o brilho do evento, marcado para as 17h30min. Eu e o jornalista Fernando Machado, que viajou comigo no mesmo voo do Recife para a capital baiana, chegamos ao belo Palácio da Associação Comercial da Bahia em torno das 17 horas. Daí a pouco, outras pessoas foram chegando, inclusive missólogos que são amigos meus no Facebook e que eu não conhecia pessoalmente, Genaro Oliveira Pires (Paulo Afonso, BA), Heliana Tenuta  e Oscar Bastos Pereira (Goiana, GO), Romeu GoesWashington Wall Gomes (Salvador, BA). Mais de 500 pessoas prestigiaram a noite sociocultural. Presença de vários familiares de Martha, entre eles os filhos Leonardo e Leilane Vasconcellos Loureiro, frutos do seu casamento com Reinaldo Loureiro. Em torno das 19 horas, Renan Santana, o mestre de cerimônia, deu início à solenidade. 

Marcelo Nilo e Marcos Meirelles Fonseca
----------
Juliana Pina, Miss Bahia 2006 e Patrícia Godoi, Miss Brasil 1991. (Foto: Fernando Machado)
----------
Eu, Washington Wall Gomes, Oscar Bastos Pereira e Heliana Tenuta. (Foto: Fernando Machado)
----------
Romeu Goes e Genaro Oliveira Pires. (Foto: Fernando Machado)
---------
Irene e Beatriz, mãe e neta de Martha. Beatriz é filha de Leilane e Rodrigo.
---------
Karina e Leonardo Vasconcellos Loureiro e Leilane e Rodrigo Souza. (Foto: Fernando Machado). 
---------
     Usaram da palavra Roberto Macêdo, Martha Vasconcellos, Marcelo Nilo (presidente da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia) e Marcos Meirelles da Fonseca (presidente da Associação Comercial da Bahia).  Logo após, começou a noite de autógrafos tendo como fundo musical a flauta de Helena Rodrigues e o violão de Cleudson Passos. Entre as iguarias servidas pelo buffet de Nalva Nascimento, destaque para uma combinação deliciosa que eu não conhecia, beiju com charque.

Eu, Heliana Tenuta, Martha Vasconcellos e Oscar Bastos Pereira

      Na tarde do dia seguinte, num restaurante típico em frente ao mar de Patamares, eu estava entre as pessoas convidadas para almoçar com Martha Vasconcellos e Roberto Macêdo.  Tratavam-se de Eliana Tenuta, Genaro Oliveira Pires, Oscar Bastos Pereira e o senador Fernando Ribeiro (PMDB-PA).
----------


       “O que desejam como sobremesa?” Perguntou a garçonete.   “Eu quero uma cocada”, respondeu Martha Vasconcellos. “Não tem”, afirmou a funcionária. “Um restaurante típico baiano não ter cocada? Não pode!”, disse Martha com sua voz doce e firme.  A Miss Bahia, Miss Brasil e Miss Universo 1968 não queria nenhuma guloseima sofisticada como sobremesa, apenas uma prosaica cocada.
        Como não admirar a simplicidade de uma rainha assim? Como não apontá-la com exemplo para as misses da atualidade? Como não endeusar a protagonista do livro do ano?

***** 

7 comentários:

Anônimo disse...

Quando é que os "mortais comuns" (rsrsrsrsrs) irão poder comprar esta preciosidade nas livrarias?

Se depender dos saudosistas e dos que valorizam as misses do passado, a biografia de Martha Vasconcellos será o livro mais vendido do ano.

C.Rocha de Floripa

DASLAN MELO LIMA disse...

E-mail que recebi de MARTHA VASCONCELLOS nesta terça-feira, 14/04/2015, ás 09h37min
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Bom dia Daslan!

Muito obrigada por ter vindo abrilhantar o lançamento da minha biografia, escrita por Roberto Macedo. Foi uma tarde inesquecível e um meio/dia memorável, no restaurante da orla marítima almoçando comida baiana, apesar de todo o temporal que quase desmancha Salvador. A cobertura do evento foi perfeita, como também as fotos, em especial a de minha mae com a bisneta Beatriz no colo. Quatro gerações? Que bonito! Eu sou uma mulher privilegiada!

Que você continue fazendo da sua trajetória de vida sempre o sucesso que eh, junto aos amigos.

Beijo grande,

Martha

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Anônimo disse...

Daslan,

que preciosidade esse seu comentário e seu ponto de vista na introdução. Perfeito na melhor acepção do termo.
Não me conformo com a peça pregada pelo destino e as circunstâncias do momento que não permitiram me ausentar do Recife para ir a Salvador me associar aos familiares, aos amigos e aos fãs desta brasileira tão especial que é Martha Vasconcellos - um ser iluminado.
Mas o meu pensamento esteve voltado todo o tempo para o evento.

Um abração à Martha e ao Roberto Macêdo por me imortalizarem na obra que já é o livro do ano.

Muciolo Ferreira

Heliana Ribeiro Tenuta disse...

Meu adorado amigo Daslan,
Suas palavras são muito bem articuladas e expressam conhecimento e verdade. Você foi muito feliz em tudo, na dedicação a mim, pobre mortal que conheceu naquele dia do evento e me tratou como se eu fosse a rainha de Goânia, nunca vou esquecer sua gentileza e tenha certeza que será uma amizade eternizada, mesmo vc achando que eu estou 60-90-60, fora das medidas.
Beijão amigo do meu core.

Anônimo disse...

Daslan,

Você é privilegiado! Parabéns pela oportunidade de participar desta noite memorável e pelo texto!
Martha Vasconcellos é uma estrela e o Roberto Macedo uma pessoa talentosíssima!

Parabéns a todos que participaram dessa festa que ficará marcada no coração de cada pessoa.
E a chuva também fez questão de homenagear a Martha! Muito lindo!
Sucesso sempre!

Edi Corrêa - Sorocaba/SP
edicorrea.blogspot.com

DASLAN MELO LIMA disse...

>>>>>>>>>>>>>>

Informação do Roberto Macêdo postada em seu Facebook nesta data, 18/04/2015.

"Biografia de Martha Vasconcellos - Amigos, quem quiser um exemplar do livro, favor entrar em contato com o cerimonial da Assembleia Legislativa da Bahia: (+55 71) 3115-4910 ou 3115-2937."

>>>>>>>>>>>>>>>

Anônimo disse...

Amigo Daslan,

Vendo esta matéria aqui no seu Blogger, parece que foi ontem que nos encontramos em Salvador. Foram momentos aprazíveis, memoráveis. Não esquecerei jamais: a noite de autógrafos (lançamento da Biografia da Martha, o encontro com vcs, a nostalgia do momento, a tarde em Patamares (almoçando com tds vocês), a simpatia e a disponibilidade do ROBERTO MACEDO - sempre solícito, afável, um verdadeiro anfitrião. Obrigado, Roberto! Pois é, agora, como todo baino, vou terminar meu comentário de forma musicada...rsrsrsrs...TUM, TUM, TUM, BATEU, A SAUDADE BATEU QUE DOEU...Abraços! (Genaro Oliveira, da Bahia).