a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 646, referente ao período de 19 a 25 de novembro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 4 de abril de 2015

SESSÃO NOSTALGIA - Quinta-feira irei abraçar Martha Vasconcellos

Daslan Melo Lima

      Na manhã da próxima quinta-feira, 09, se Deus permitir, embarcarei no Aeroporto Internacional dos Guararapes Gilberto Freyre com destino a Salvador, Bahia. A convite do deputado Marcelo Nilo, presidente da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia, estarei naquele dia, às 17h30min, no salão nobre da Associação Comercial da Bahia, para o lançamento da biografia de Martha Vasconcellos, Miss Bahia, Miss Brasil e Miss Universo 1968, escrita por Roberto Macêdo. Quem estará no mesmo voo seguindo para o evento é Fernando Machado. Outro jornalista pernambucano, o Muciolo Ferreira, também convidado, deveria seguir viagem conosco, mas está impossibilitado devido aos cuidados com o estado de saúde de sua mãe.


        A obra é o 42º livro lançado pela Assembleia Legislativa da Bahia, dentro do projeto Gente da Bahia, que homenageia personalidades baianas. São 698 páginas com quase 400 fotografias, a maioria inédita. O livro traz todos os principais acontecimentos da vida da miss, desde o seu nascimento até os dias atuais.

Martha Vasconcellos, Miss Bahia 1968
----------
Martha Vasconcellos, Miss Brasil 1968
----------
Martha Vasconcellos, Miss Universo 1968
----------

      Eu já escrevi aqui como se deu o meu primeiro encontro com Martha Vasconcellos, mas não resisto em tocar outra vez no assunto, diante da emoção e da magia que envolve minhas recordações.  Naquele 1968, Martha Vasconcellos veio ao Recife para um desfile no Clube Português. Eu morava no bairro de Afogados e estudava à noite no Ginásio Pernambucano, na rua da Aurora, centro da cidade. Saí de casa logo após o almoço e fui direto para a praça Maciel Pinheiro, onde posicionei-me na frente do Hotel São Domingos. Eu estava frustrado pelo fato de não ter assistido pela televisão a vitória de Martha como Miss Universo. Naquela época, nem todo mundo possuía televisão, tratava-se de uma coisa de luxo, um bem de consumo inacessível para a realidade econômica da maioria dos brasileiros, inclusive para minha família. No dia da transmissão do concurso Miss Universo, uma das poucas vizinhas que possuía televisão não tinha aberto a janela, chateada com as conversas paralelas da garotada durante a exibição do Miss Brasil no mês anterior.

Praça Maciel Pinheiro. No prédio de esquina, à esquerda, funcionava o Hotel São Domingos.

          Voltando ao que eu falava sobre a praça Maciel Pinheiro, a  multidão tomava conta do lugar. De repente, por conta das sirenes dos veículos da polícia militar, todo mundo ficou sabendo que a mulher mais bela do mundo havia chegado. Dezenas e dezenas de policiais ficaram na frente do São Domingos, então um dos hotéis mais chiques de Pernambuco. Martha Vasconcellos estava com imensos óculos escuros e a multidão gritava: Tira ! Tira ! Tira !  Com muito esforço, consegui chegar próximo da porta principal do prédio, ao tempo de ver de perto Martha abrir um sorriso encantador e tirar os óculos. Depois, da sacada do seu apartamento, no segundo andar, ela jogou beijos e acenou para a multidão. Fiquei muito tempo ainda por perto, imaginando como seria fantástico ficar ao lado da Martha e ouvir sua voz falando de sua trajetória de Miss.

          Parece um sonho! Quinta-feira irei abraçar Martha Vasconcellos!”, repete a todo instante o menino alagoano de São José da Laje que um dia eu fui.
----------

Roberto Macêdo, o biógrafo, e Martha Vasconcelos, o ícone biografado. 
----------
Para ler (ou reler)  o que já escrevi sobre os meus encontros com Martha Vasconcellos, clique nos links abaixo
----------
SESSÃO NOSTALGIA, 29/05/2009
SESSÃO NOSTALGIA, 19/10/2013, 

 *****


4 comentários:

Anônimo disse...

Puxa, Daslan. emocionante tudo isso. O menino de ontem ficar lado a lado com uma deusa de sua juventude.
Realmente, poeta, tudo isso deve ser um sonho, até para quem ler suas crônicas.

Boa viagem e na volta conte tudo pra gente.

C.Rocha de Floripa

Anônimo disse...

Daslan, esse é um momento único! Curta a cada segundo desse privilégio tão grande!
Martha Vasconcelos faz parte da história e merece toda homenagem do mundo! Ela divulgou a Bahia numa época em que não havia internet e nem tantos aparelhos de televisão. Ela é um fenômeno! O Roberto Macedo tem um mérito muitíssimo grande em tudo isso! Ele merece também os nossos aplausos!
Parabéns e aproveite todos os momentos dessa tarde que será inesquecível para todos!
Me conte tudo e me envie fotos!
Fortíssimo abraço!
Edi Corrêa/Sorocaba-SP

DASLAN MELO LIMA disse...

Sem dúvida, C.Rocha de Floripa, como digo na crônica, parece um sonho.

Olá, Edi Corrêa, será um momento único. Vou estar atento a tudo e na volta transformarei minhas impressões em matéria para PASSARELA CULTURAL.

Abraços.

Daslan

Edgard Bartolomeu. disse...

Parabéns, grande missólogo e poeta, por ver o seu sonho realizado; nesse dia a assembleia de Salvador deverá estar em festa e só poucos privilegiados participarão do evento. Aguardo uma crônica sua sobre o acontecimento.