a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 620, referente ao período de 21 a 27 de maio de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 28 de abril de 2012

SESSÃO NOSTALGIA - CONCURSO MISS PERNAMBUCO 1962

Daslan Melo Lima
 
PRÓLOGO


     Na manhã deste último sábado de 2012, ao ler no prestigiado blog do jornalista pernambucano Fernando Machado, www.fernandomachado.blog.br , o que ele escreveu sobre a eleição da Miss Pernambuco 1962, vi que ali estava a fonte principal para a Sessão Nostalgia desta semana. Tenho um interesse sentimental muito especial por todas as Misses do ano de 1962 , época em que, quase ainda um menino, despertei para o assunto ao ver a minha  Tia Soledade lendo a revista O Cruzeiro sobre a eleição da Miss Brasil 1962, a baiana Maria Olívia Rebouças Cavalcanti, minha Miss inesquecível. 
    

 MISS PERNAMBUCO 1962


     No dia 28/04/1962, nos salões do Clube Internacional do Recife, seis jovens disputaram o título de Miss Pernambuco 1962: Terezinha de Castro Frazão (Miss Clube Português do Recife), Eutália Figueiredo (Miss Clube Líbano), Vera Lucia Bezerra (Miss Clube Náutico Capibaribe), Lucilde Carlos Mendonça (Miss Clube Internacional do Recife); Marly dos Santos Alexandre (Miss Atlético Clube de Amadores) e Francy França (Miss Monte Real). Amélia Reis (Miss América Futebol Clube)  e Eneida Costa tinham se inscrito mas desistiram de participar do concurso. O primeiro lugar foi para Terezinha Frazão, o segundo para Eutália Figueiredo e o terceiro para Vera Lucia Bezerra.

Da esquerda para a direita, Lucilde Carlos Mendonça, Miss Clube Internacional do Recife;  Eutália Figueiredo, Miss Clube Líbano, Marly dos Santos Alexandre, Miss Atlético Clube de Amadores; Terezinha Frazão, Miss Clube Português do Recife; Vera Lúcia Bezerra, Miss Clube Náutico Capíbaribe; Eneida Costa (que desistiu de participar do certame) e  Francy França, Miss Monte Real. 
 .....
Da esquerda para a direita: Eutalia Figueiredo, Miss Clube Líbano, segunda colocada no Miss PE 1962; Maria Lúcia Santa Cruz, Miss Pernambuco 1961; Terezinha Frazão, eleita Miss Pernambuco 1962;  Francy França, Miss Monte Real, e Vera Lúcia Bezerra, Miss Clube Náutico Capibaribe, terceira colocada.
Maria Lúcia Santa Cruz, Miss Pernambuco 1961, sétima colocada no Miss Brasil 1961, e Terezinha Frazão, Miss Pernambuco 1962.
       Os apresentadores do evento foram Hilton Gomes e Heloisa Helena. A comissão julgadora foi formada por Iolanda Costa e Silva (esposa do general Arthur da Costa e Silva que depois se tornaria primeira dama do Brasil), Lotinha Pessoa de Queiroz, Roberto Pessoa, Nelson Dias, Jordão Emerenciano, Álvaro Ferraz, os cônsules Eugene Areas (Estados Unidos) e Yoshito Saito (Japão). O estilista Marcilio Campos vestiu Terezinha Frazão, Eutália Figueiredo (Miss Clube Líbano) e Francy França (Miss Monte Real). Victor Moreira grifou os modelos de Lucilde Carlos Mendonça (Miss Clube Internacional do Recife)  e Vera Lucia Bezerra (Miss Clube Náutico Capibaribe).  
     Detalhes:  A Miss Brasil 1955, Emilia Corrêa Lima, ao lado do esposo , o Coronel do Exército  Wilson Santa Cruz Caldas, foi  presença de destaque na noite da beleza pernambucana, assim como a Miss Paraíba 1962, Eneida Vieira. Terezinha Frazão não conseguiu classificação entre as finalistas do Miss Brasil 1962. Vera Lúcia Bezerra, Miss Clube Náutico Capibaribe, terceira colocada, voltou a disputar o título no ano seguinte e foi  eleita Miss Pernambuco 1963. 

Lucilde Carlos Mendonça, Miss Clube Internacional do Recife - Foto: Diario de Pernambuco
      Lucilde Carlos Mendonça, Miss Clube Internacional do Recife, suicidou-se com um tiro no dia 29/02/1968, na frente do altar da Igreja de Nossa Senhora da Piedade, em Jaboatão dos Guararapes-PE, tragédia atribuída ao fim do seu noivado.
.....

EPÍLOGO


     Agradeço ao Fernando Machado por sua atenção para comigo ao nos comunicarmos hoje por e-mail. Eu nem sabia que Terezinha Frazão tinha nascido no mesmo Estado que eu, Alagoas. Fiquei sabendo através da matéria do blog do Fernando. 
      Nas minhas férias escolares do final do ano de 1962, viajei de São José da Laje-AL para o Recife, de trem. Um tio me esperava na estação central e a primeira pergunta que lhe fiz foi esta: “Onde será que mora Terezinha Frazão, a Miss Pernambuco?” Meu tio olhou-me de forma estranha, sem entender o porquê da minha paixão por Misses. Eu também não entendia, mas há muito tempo deixei de perder tempo buscando entender os mistérios da vida, da morte e das paixões. Paixões são paixões, não se explicam, são simplesmente paixões, paixões e nada mais.

*****

2 comentários:

Anônimo disse...

Daslan,

o resgate do Miss Pernambuco de 1962 pelo Fernando Machado, e que você transcreveu na Sessão Nostalgia, foi bem interessante. Em primeiro porque o texto e fotos são de muita riqueza para pesquisas. E segundo pelo fato de ter revelado Alagoas como o local de nascimento de Terezinha Frazão.Eu desconhecia essa informação.

Todavia o que mais me impressionou na reportagem foi perceber o altíssimo nível dos jurados. A chamada alta sociedade participava ativamente dos concursos de miss nas décadas de 50 e 60. Tanto indicando candidatas ou na comissão julgadora.
Atualmente esse segmento foi trocado por sub-celebridades. Daí explica o desinteresse das moças bonitas e bem nascidas que preferem manter distância das passarelas.

Uma boa semana a todos.

Muciolo Ferreira
Recife-PE

Edson. disse...

Gostei da reportagem. As moças pernambucanas são muito bonitas, pelo que vemos na sessão Nostalgia. Sempre torci para o Estado ter uma representante no Miss Universo. Em 1978 lembro-me do deslumbramento da apresentadora Lolita Rodrigues, no Almoço com as Estrelas, com Angela Agra, a Miss PE 78 e 5ª colocada no Miss Brasil. Em 1984 torci pela Susy Rego, de presença contagiante e natural, e que ficou em 2º no Miss Brasil. Depois em 88 esperei Ana Maria entre o Top 3, o que não aconteceu. Outra que também tinha simpatia e beleza do alto do seu 1.83 m, foi a Wilma, em 2007. Esperava que ela fosse 2ª colocada, atrás apenas da mineira Natália, e concorresse no Miss Beleza Internacional. Wilma ficou em 4º lugar. Enfim, como dizem por aqui, "Fazer o quê!?". Abraços.