a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 646, referente ao período de 19 a 25 de novembro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 21 de abril de 2012

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO - Luismar Melo, um orgulho timbaubense


LUISMAR MELO, UM ORGULHO TIMBAUBENSE

 Daslan Melo Lima

Luismar Melo (25/08/1944 - 20/04/2012) -  Foto:jornalcana.com.br

      Eu tive pouco contato com o Dr. Luismar Melo, porém o suficiente para captar a grandeza do seu caráter. Lembro-me dele tratando de negócios na Agência do BNB, Banco do Nordeste do Brasil. Eu trabalhava no setor operacional e ficava impressionado com a sua simplicidade. Em algumas ocasiões, deparei-me com ele  no Timbaúba Tênis Club e sua presença irradiava classe, educação, energia positiva. Aqui, rendo o meu tributo a um timbaubense cujo nome a história vai guardar.
 
       O industrial timbaubense Luismar Melo morreu no dia 20/04/2012, no Hospital Santa Joana, no Recife, PE, devido a complicações de saúde decorrentes de câncer no pâncreas. Filho de José Bolivar e Otília Maria de Araújo, nasceu em Timbaúba, PE, no dia 25/08/1944. 
       Após concluir o curso de Engenharia Civil na UFPE, Universidade Federal de Pernambuco, e trabalhar no DER, Departamento de Estradas e Rodagem, comprou o Engenho Cangaú, em Aliança, PE,  com dinheiro emprestado pelo pai, dando início a uma trajetória que fez dele um dos maiores fornecedores de cana de Pernambuco. No início do Proálcool, foi para a Paraíba para começar a plantar cana como fornecedor. 
      Em 1989, em sociedade com Paulo Fernando Cavalcanti de Moraes e José Ivanildo Cavalcanti de Moraes, adquiriu a Usina Japungu. Na safra de 1991/1992, um total de 260.000 toneladas de cana foi produzido nos engenhos Cangaú, Poço Mazagão II, Carnaúba, Miriri, Babilônia, Nossa Senhora da Guia, Bela Vista, Santa Emília e Rio Claro. 
      Em 1996, ele e os seus sócios fundaram a Agroval, arrendando o parque industrial da antiga Usina Santana. Em 2001, partiram para a região de Goiás, adquirindo a CRV, e em 2003, a Cooper-Rubi. 

Dr. Luismar Melo, (Foto extraída do livro “Timbaúba Ontem e Hoje”, Volume II, de Lusivan Suna, Edições A Província, Timbaúba, PE, 1996.

LUISMAR, UM MAR DE FLORES PARA UM HOMEM QUE TINHA O MAR NO NOME

      O corpo do Dr. Luismar Melo foi velado em sua residência, na Rua Dr. Alcebíades, centro, Timbaúba, de onde saiu às 16 horas, para sepultamento no Cemitério de Santa Cruz, acompanhado por centenas de pessoas. Sua esposa D. Milinha e os filhos Bolivar Neto, Luciana, Milene e Bruna acompanharam o cortejo até o último minuto, quando os aplausos dos presentes ecoaram no final da tarde que morria. 
     Durante o trajeto do centro da cidade para o cemitério, ouvi uma senhora com lágrimas nos olhos tecendo o seguinte comentário: “Ele era o homem mais generoso que conheci na minha vida, uma espécie de pai para todos os seus funcionários”.

       
      Todo o espaço do jazigo da família foi tomado por centenas de grinaldas, uma cena jamais vista em Timbaúba, algo em torno de 500 grinaldas. Um mar de flores para um homem que tinha o mar no nome. Detalhe: no  ataúde ele estava de terno azul, sapatos pretos e nenhuma flor como decoração, a não ser um ramo de orquídeas. 


     O relógio marcava mais de 18 horas e as pessoas já tinham saído do cemitério, porém um caminhão de flores ainda estava sendo descarregado. Vários homens retiravam as grinaldas para deixá-las na última morada terrena de Luismar Melo

                   JUNTO A TI, BUSCAREI OUTRO MAR


      A Missa de sétimo dia em Timbaúba foi realizada na Capela da Escola Santa Maria, que se tornou pequena para a quantidade de pessoas que foram levar as condolências aos familiares. O livreto da cerimônia, simples e discreto, com capa prateada, não trazia imagens do Dr. Luismar Melo, apenas o roteiro da celebração eucarística e um pequeno encarte com mensagens da viúva, filhos e netos. A Barca, do Padre Zezinho, foi o canto de entrada.

Tu te abeiraste na praia / Não buscaste nem sábios, nem ricos / Somente queres que eu te siga...
.....
(Coro) Senhor, Tu me olhaste nos olhos / A sorrir, pronunciaste meu nome / Lá na praia, eu larguei o meu barco / Junto a Ti, buscarei outro mar.
.....
Tu sabes bem que em meu barco / Eu não tenho nem ouro nem espadas / Somente redes e o meu trabalho...
.....
Tu minhas mãos solicitas / Meu cansaço, que a outros descansem / Amor que almeja seguir amando...
.....
Tu, pescador de outros lagos / Ânsia eterna de almas que esperam / Bondoso amigo, assim me chamas...

LUISMAR MELO, A SIMPLICIDADE DE UMA PERSONALIDADE

     Luismar Melo era um homem simples, apesar da fortuna que conseguiu acumular durante sua vida laboriosa. 
Comidas preferidas: Cuscuz com leite de coco , macaxeira, inhame, pamonha, queijo de manteiga, galinha de capoeira, feijão verde, feijoada, pirão de carne de boi, sopa de feijão e carne, cuscuz de massa de mandioca... 
Bebidas: Um bom uísque acompanhado de caldinho de feijão e queijo. Sobremesas: Goiabada, queijo de manteiga, doce de caju. 
Músicas: Bossa Nova, Seresta e Marchinhas de Carnaval.  
Visual: Seu cabeleireiro durante muitos anos foi o sempre lembrado Gerson, amigo de longas datas.  
Esporte preferido: Trilhas de jeep e quadriciclo.  
Seu lema: Ajudar sempre, sem olhar a quem. Ele dizia o seguinte: "Mais difícil do que tirar do bolso para dar é a pessoa arrumar coragem para pedir". Hábitos: Só gostava de comer depois que os empregados fizessem suas refeições. Tinha que haver muita comida em seus pratos.

                                                LUISMAR, UMA ESPÉCIE DE PAI

      Entre as diversas premiações recebidas por Dr. Luismar Melo, destaque para o Prêmio MasterCana, em 2007, um reconhecimento por sua  atuação como diretor do Sindálcool, Sindicato da Indústria de Fabricação do Álcool do Estado da Paraíba. 
   Mas agora que DEUS o convocou para uma nova missão em outra dimensão, acredito que não existe melhor homenagem do que os comentários que ouço das pessoas humildes que tiveram o privilégio de trabalhar ao seu lado. Comentários como aquele envolvido em lágrimas que escutei  de uma  senhora que acompanhava o enterro:
 Ele era o homem mais generoso que conheci na minha vida, uma espécie de pai para todos os seus funcionários”.

*****

5 comentários:

edna morais disse...

Luismar, você foi luz e caminho, enrgia e serenidade, firmeza e prudência na vida de muitas pessoas.Que tudo isso sirva de exemplo para todos.

Ana Lygia disse...

"...Um homem honrado não morre nunca..."

Dr. Luismar continuará vivendo entre nós, em nossos corações. Descance em PAZ grande amigo...
Saudade...

Anônimo disse...

Daslan
Agradecemos as gentis palavras, pelas quais você se referiu ao nosso querido Luismar.

Ele era o BEM mais precioso que nós tinhamos, mesmo em planos diversos nosso amor será eterno.
Emilinha e família

cristiano correia disse...

apesar de nao o conhecer pessoalmente, mas houvir muitas historias boas.

Anônimo disse...

Uma falta p nossa timbauba