a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 629, referente ao período de 23 a 29 de julho de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 3 de novembro de 2012

SESSÃO NOSTALGIA - MISSES NA PRIMAVERA DO RECIFE, AQUELE NOVEMBRO DE 1955 NA ILHA DO RETIRO


Por Daslan Melo Lima

     PRÓLOGO

        É intenso o calor pernambucano neste terceiro dia de novembro de 2012, embora no calendário conste que estamos na Primavera, estação que teve início em 22 de setembro.  Há poucos minutos, fui buscar no meu acervo uma publicação da década de 1950. Tinha de ser de novembro e dos anos 50,  muito longe da realidade dos nossos dias, talvez, consciente ou inconsciente, para “fugir” de tanto calor.


         
      Tenho nas mãos um exemplar da revista Manchete, de 19/11/1955, em cuja capa aparece o General Henrique Duffles Batista Teixeira Lott (1894-1984), Ministro da Guerra, figura central de acontecimentos que puseram em jogo a sorte da República. Na  longa reportagem sobre o assunto, ele conta como e por que foi obrigado a desencadear no país, em nome dos ideais republicanos, uma intervenção militar de longo alcance. Eu até poderia me estender nesse assunto, mas a essência desta  secção não é outra senão focalizar as misses que marcaram época neste imenso país-continente chamado Brasil.

                                        -----


....
PRIMAVERA NO RECIFE


     No meio da revista, em página dupla colorida, uma reportagem focaliza várias misses  fotografadas por Gervásio Batista. Elas eram o alvo das atenções no Recife, naquele novembro de 1955.  O trecho da matéria,  abaixo transcrito, respeitando a ortografia da época, diz:

Por iniciativa da “Fôlha da Manhã” e da “Rádio Olinda”, Recife assistiu ao mesmo belo espetáculo esportivo já realizado no Rio: os Jogos Olímpicos da Primavera. Dois mil jovens, rapazes e moças de colégios e clubes pernambucanos, compareceram ao estádio da ilha do Retiro para a abertura do grande certame. Em roupas esportivas, cada qual com seu uniforme colorido, desfilaram as balisas, os rapazes e as môças do basquete, do vôlei, da esgrima, do remo, do atletismo, da natação, do ciclismo, do tênis de mesa, conduzidos pelas bandeiras de suas agremiações. Fechando o desfile, as misses, que ali foram. Uma festa magnífica. No campo do Sport, os atletas fizeram a volta ao campo e, perfilados, prestaram o jurado olímpico. Depois, as misses percorreram as ruas da cidade, em tronos armados em jipes. Quando apareceram no estádio lotadíssimo, foram obrigadas a duas voltas em tôrno do campo: o público pernambucano não se cansou de aplaudi-las. Estavam realmente lindas, como se pode ver pelas fotos que ilustram estas páginas.

Miss Cinelândia 1954;  Elvira da Veiga Wilberg, Miss Distrito Federal; e Ingrid Schmidt (1938-2008), Miss Estado do Rio de Janeiro.
-----
Maria Eunice Dias, Miss Bahia;  Annete Stone, Miss Amazonas;  e Bertini Mota, Miss Alagoas.
-----
                                                    
Maria José Valera, Miss Rio Grande do Norte; Maria Aparecida Benz,  Miss Minas Gerais; Wilma Sozzi,  Miss Paraná; Ingrid Schmidt,  Miss Estado do Rio de Janeiro;  Simei Ribeiro Bílio,  Miss Maranhão, Elvira da Veiga Wilberg, Miss Distrito Federal; a  Rainha dos Jogos Olímpicos da Primavera; a Miss Cinelândia 1954; Bertini Mota,  Miss Alagoas; Maria Eunice Dias,  Miss Bahia;  e  Annete Stone, Miss Amazonas.  
  -----

A GRANDE AUSENTE


            Alba de Souza Leão, Miss Pernambucano, não participou da festa. Motivo: cinco meses depois de ter disputado o título de Miss Brasil, vencido pela cearense Emília Corrêa Lima, renunciou ao título para casar com o milionário Harry B.Richburg, Oficial da Força Aérea dos Estados Unidos. Sua foto aparece na página 52 da referida Manchete, vestida de noiva, ilustrando o comercial do Leite de Rosas.  Sobre a imagem está escrito : Ao “Leite de Rosas”, patrocinador do Concurso “Miss Brasil 1955” e embelezador de todas as mulheres brasileiras, ofereço minha fotografia no dia do meu Enlace Matrimonial. Sinceramente. Alba de Souza Leão, “Miss Pernambuco”.
-----


EPÍLOGO


     O calor desta tarde de sábado continua intenso. Vou lá fora ao encontro de uma brisa refrescante. Vou fechar os olhos e imaginar que sou menino e estou na Ilha do Retiro, no Recife, naquele novembro de 1955, aplaudindo e admirando aquelas misses de um tempo mágico que se foi, para sempre se foi.

_____
Timbaúba-PE, na tarde primaveril do terceiro dia de novembro de 2012, 

*****

2 comentários:

Anônimo disse...


E eu que pensava já ter visto de tudo aqui nessa Sessão Nostalgia, e eis que me surpreendo com uma matéria de um evento realizado no meu Recife que nunca tinha ouvido falar. Valeu, Daslan! Abs,

muciolo ferreira - do Recife

Anônimo disse...

Quue belo trabalho de resgate e avivamento dos áureos tempos, onde a beleza efetivamente contava nos concursos de Miss; tempos em que os certames "paravam" o país, e todos corriam às bancas de revistas, assim que O CRUZEIRO ou MANCHETE estampavam na capa as três vencedoras. Era assim que se denia: 2ª vencedora (Miss Brasil Mundo), 3ª vencedora (Miss Brasil Internacional) e, por fim, a 1ª, a grande vencedora da noite, a Miss Brasil Universo. Bons tempos aqueles, não era mesmo meu amigo Daslan? Os Diários Associados, Maria Augusta (da SOCILA), Ellen de Lima entoando a "Canção das Misses", a passarela em forma de ferradura, os "MAIÔS CATALINA", a maquiagem "HELENA RUBINSTEIN", a coroa, o manto, o cetro, o trono, os flashes, o café-da-manhã no outro dia, a primeira visita ofical da Miss, o primeiro passeio...Saudades!!!! (Genaro Oliveira, da Bahia)