a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 628, referente ao período de 16 a 22 de julho de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 9.9612-0904 (Tim) e (81) 9.9277-3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 31 de agosto de 2013

CADÊ SONO PRA DORMIR ?

Daslan Melo Lima
 
           

      Eu me lembro daquela madrugada de um tempo que se foi, para sempre se foi. A juventude e a imaturidade de mãos dadas colocando em meus sonhos o mel de impossíveis amores. Na radiola, através de um disco de vinil, Nelson Gonçalves cantava “Cadê sono pra dormir”, de Anício Bichara e José Messias, uma deliciosa música romântica que dizia:



Já vai alta madrugada. / O sereno está caindo. / Eu espero minha amada / e a cidade está dormindo. / E o silêncio grita alto, seu amor não vai mais vir. / Eu invento o pensamento, cadê sono pra dormir?
  Não há lua nem estrelas, tudo é escuridão, / lá fora faz tristeza, aqui dentro escuridão. / E o silêncio grita alto, seu amor não vai mais vir. / Eu invento o pensamento, cadê sono pra dormir?
E o galo amiudou o seu tempo de cantar. / Madrugada vai embora, novo dia vai raiar. / E o silencio grita alto, seu amor não vai mais vir. / Eu invento o pensamento, cadê sono pra dormir?

         Hoje, tanto tempo depois, a idade da razão e a maturidade dão as mãos e levam minhas emoções inacabadas para fantasiar o mel de impossíveis amores ouvindo aquele mesmo disco de vinil. É quando “... o silencio grita alto, seu amor não vai mais vir. / Eu invento o pensamento, cadê sono pra dormir? / Cadê sono pra dormir?/Cadê sono pra dormir?
__________
Timbaúba-PE, na 28ª madrugada de agosto de 2013, ouvindo Nelson Gonçalves, http://www.youtube.com/watch?v=2ApFKMaLccM .

 *****

Nenhum comentário: