a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 633, referente ao período de 20 a 26 de agosto de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 24 de agosto de 2013

SESSÃO NOSTALGIA – Laurineide Coutinho Ferreira, Miss Timbaúba 1974

Daslan Melo Lima

PRÓLOGO



        No ano de 1974, uma jovem timbaubense chamada Laurineide Coutinho Ferreira recebeu os aplausos de um público estimado em 25 mil pessoas que estavam no Ginásio de Esportes Geraldo Magalhães Melo, o Geraldão, no Recife. Foi na noite de 24 de maio, quando da eleição da Miss Pernambuco, título conquistado por Cilene Aubry Bezerra da Costa, Miss Serra Talhada. Entre as 29 concorrentes ao título máximo da beleza pernambucana, Laurineide Coutinho Ferreira conquistou um lugar entre as 10 semifinalistas. Sua volta à Timbauba foi uma apoteose, tendo sido recebida como uma verdadeira celebridade e alvo de inúmeras homenagens.
        Filha de Bianor Ferreira e Laura Coutinho, Laurineide passou a infância e adolescência na Av. Belarmino  de Souza Rodrigues, 231,  perto  da Praça Jáder de Andrade, centro de Timbaúba. Estudou na Escola Santa Maria, tradicional educandário timbaubense, e formou-se em Secretariado, na Esurp,  Escola Superior de Relações  Públicas, no Recife  A Miss Timbaúba 1974  está radicada há muito tempo no Recife, mas não esquece suas origens e delas tem muito orgulho.  Aposentada, continua na ativa como secretária executiva da empresa Grande Recife Consórcio de Transporte. Divorciada, tem dois filhos, Izabel e Dimas, frutos do seu casamento com José de Arimatéia de Albuquerque Maranhão.   É integrante do Coral Canto no Ponto, sob a regência do maestro Jackson Oliveira, que “canta frevo, xote, ciranda, xaxado e baião, levando cultura em forma de canção.”

LAURINEIDE, VALEU A PENA TER SIDO MISS


         Calma, com um olhar brilhante e um sorriso doce, de bem com a vida, ela concordou mergulhar no túnel do tempo ao lado de PASSARELA CULTURAL.  "A indicação do meu nome para representar Timbaúba no Miss Pernambuco começou como uma brincadeira do meu amigo  Toinho Monteiro. A Prefeitura patrocinou todas as despesas e tive como acompanhante D. Emília Ferreira Lima, primeira-dama. Adorei a experiência. Meu pai e minha mãe me incentivaram, principalmente o meu pai, que ficou muito orgulhoso por ter mais uma Miss na família. A irmã dele,  minha tia Beatriz Ferreira, no ano de 1922, foi candidata a Miss Timbaúba.  Fiz novas amizades e aprendi mais como me comportar em sociedade. Achei merecida a vitória de Cilene Aubry, Miss Serra Talhada, assim como o segundo lugar conquistado por Angélica  Moura Lins, Miss Gravatá, e o terceiro dado a Isolda Lira Cabral, Miss Caruaru.  Cilene Aubry era mesmo muito bonita. Um detalhe precisa ser lembrado:  houve uma festa de apresentação das candidatas no Cube Internacional do Recife e naquela ocasião sentimos que a candidata que venceria estava sendo escolhida, restando apenas “bater o martelo”. Realmente, Cilene estava linda. O título de Miss melhorou a minha autoestima e abriu muitas portas. Eu não hesitaria em momento algum dar apoio a uma jovem da minha família que desejasse participar de um concurso de Miss.  Jamais esquecerei o carinho da organização, as festas, o calor da torcida no Geraldão. Fui tratada como uma  rainha. Valeu a pena ter sido Miss e de ter sido considerada umas das 10 mulheres mais belas de Pernambuco de 1974. "

                         PING-PONG COM LAURINEIDE


Laurineide mostra seu traje de gala de 1974.

A beleza permanece na alegria de viver.
       Uma Miss Timbaúba: Eu não posso esquecer de mim mesma (risos). ***** Uma Miss Pernambuco: Suzy Rêgo, Miss Pernambuco 1984. ***** Uma Miss Brasil: Martha Rocha, Miss Bahia e vice-Miss Universo 1954. ***** Uma Miss Universo: A gaúcha  Ieda Maria Vargas, Miss Brasil 1963. ***** Um motivo de arrependimento: Nenhum. ***** Um motivo de orgulho: Ter sido escolhida pra representar a minha terra no Miss Pernambuco 1974. *****O maior diferencial dos concursos de Misses do passado para os atuais: Naquele tempo, as garotas possuíam uma beleza mais natural.  Não gosto de candidatas com "cara de boneca fabricada em série", com intervenções plásticas em excesso.  Gosto de individualidades. Cada uma com a sua beleza particular. ***** Comida preferida: Massa. ***** Bebida: Caipifruta de morango.  ***** Sobremesa: Sorvete.  ***** Cor: Vermelha.  ***** Clube esportivo: Sport Club do Recife. ***** Um jogador de futebol do passado e um do presente: Garrincha e  Fred. ***** Religião: Espiritualista. ***** Santos de devoção: Jesus Cristo.  ***** Superstição: Não tenho.***** Viver é... Aproveitar cada momento.  ***** Envelhecer é... Aceitar suas próprias limitações.  ***** Morrer é... Voltar para casa do Pai. ***** Um filme: Dr. Jivago.  ***** Um programa de TV: Globo Rural. ***** Um livro: Operação Cavalo de Tróia, de J. J. Benitez. ***** Uma canção: Con Te Partiro.  ***** Um frevo: Último Regresso, frevo de bloco de Getúlio Cavalcanti.  ***** Um cantor: Andrea Bocelli. ***** Uma cantora: Elis Regina.  ***** Um ator: Al Pacino.  ***** Uma atriz: Laura Cardoso.  ***** Uma saudade: Minha mãe.  ***** Um ponto turístico de Timbaúba: Praça Jáder de Andrade. ***** Um ponto turístico de Pernambuco:  Marco Zero.   ***** Dia ou noite? Dia. ***** Samba ou Frevo?  Frevo.  ***** A cidade dos seus sonhos: Roma. ***** Sonho de consumo: Viajar.  ***** O maior sonho da sua vida: Ver meus filhos estabilizados. ***** Um traço característico de sua personalidade: Acreditar nas pessoas.  ***** O que mais admira em um ser humano: Sua capacidade de amar.  ***** O que não suporta em um ser humano: Traição.  ***** Se o mundo fosse acabar amanhã... Viveria o dia de hoje. ***** Se fosse Presidente da República... Tentaria mudar as leis deste país.
              LAURINEIDE NO CORDÃO DA SAIDEIRA



          Alunas do primeiro ano pedagógico da Escola Santa Maria, em Timbaúba. Laurineide é a sexta garota na fila da frente, sentada, da esquerda para a direita. A foto leva a Miss Timbaúba 1974  a cantarolar uma música de Edu Lobo, “No cordão da saideira”: Hoje não tem dança, não tem mais menina de trança, nem cheiro de lança no ar. / Hoje não tem frevo, tem gente que passa com medo e na praça ninguém pra cantar. /  Me lembro tanto e  é tão grande a saudade que até parece verdade que o tempo inda pode voltar... *****  https://www.youtube.com/watch?v=mKpscl2XufM


EPÍLOGO


Eu e Laurineide  Coutinho Ferreira. Crédito desta imagem: PASSARELA CULTURAL. Demais fotos, Arquivo Pessoal-LCF.

       Eu estava no Geraldão naquela noite do  concurso Miss Pernambuco 1974. Guardo mágicas recordações, de garotas lindas e das atrações musicais,  MPB-4Ronnie Von e Rosemary. Jamais imaginaria que um dia o destino me levaria para morar numa cidade da mata norte pernambucana,  na terra natal de uma daquelas 29 belas garotas, pois só chegaria em Timbaúba no dia 25/11/1985, para trabalhar na agência local do BNB, Banco do Nordeste do Brasil. 
       Um resumo desta matéria foi postado na edição deste mês, agosto/2013, na revista Timbaúba em  Foco, onde assino uma coluna sociocultural.  Anteontem, quinta-feira, 22, fui ao Recife e passei na empresa Grande Recife Consórcio de Veículos para entregar a Laurineide exemplares da publicação. 
   Um titulo de beleza é para toda vida. Trinta e nove anos depois, Laurineide  Coutinho Ferreira ainda é Miss Timbaúba 1974. Será sempre, que o diga a brisa saudosa que desfila dia e noite nas ruas e ladeiras de Timbaúba.
*****

14 comentários:

tranquelino disse...

Fiquei feliz em saber que meu irmão Toinho Monteiro foi quem teve a idéia de colocar Laurineide para concorrer ao miss Pernambuco 1974. Esse detalhe eu não sabia porque em 1974 nossa familia estava morando em Vitória de Santo Antão. Toinho foi o unico da familia que ficou morando em Timbaúba na hospedaria de Manoel casado com a professora de piano Neves. Em 1975 saimos de Vitória para morar em Recife. Toinho Monteiro ajudou muitos timbaubenses quando foi assessor de Dr. Joãozito (Presidente da Assembleia Legislativa)

DASLAN MELO LIMA disse...

Laurineide Coutinho Ferreira, Miss Timbaúba 1974, permitiu que divulgasse seu e-mail para contato:
laurineide_ferreira@yahoo.com.br

DASLAN MELO LIMA disse...

Comentáro de Laurineide Coutinho Ferreira, Miss Timbaúba 1974, via Facebook
>>>>>>>>>>

Daslan, obrigada por tudo, sobretudo pelo carinho com que o assunto foi abordado.

Obrigada, também, pela entonação poética da matéria.

Beijo.

Laurineide Ferreira

Anônimo disse...

Valeu Querido amigo Daslan Melo Lima , que bela homenagem a nossa Querida amiga Laurineide Coutinho Ferreira , Felicidades, Deus abençoe !

Nadja Palma Pedrosa de Vasconcelos
(via Facebook)

Anônimo disse...

Amigo Daslan,

lembro que o concurso Miss Pernambuco 1974 foi transmitido pela TV Jornal do Comercio; assisti em TV preto e branco a breve entrevista de D. Maria Emilia Dutra Ferreira Lima(D. Mila), na época 1ª dama da cidade, ao lado de Antonio Carlos Monteiro.

Não lembro de ter assistido ao concurso, mas ficou na minha memória D. Mila aparecendo na televisão, sempre elegante.

Ana Lygia

Anônimo disse...

Que delícia esta história !
A jovenzinha linda, educada, de família tradicional, que sai da cidadezinha para a capital com um título de miss e se torna inesquecível anos e anos depois como eterna, Miss eterna, ícone.

Eu não me canso de ler estas Sessões Nostalgia !

Parabéns!

C. Rocha de Floripa

Anônimo disse...

Daslan,

eu estive no Geraldão naquela noite e afirmo com toda a sinceridade: foi o melhor time de garotas. Qualquer uma das 10 semifinalistas, incluindo a Laurineide Ferreira (olha aí meu sobrenome brilhando na passarela!) representaria muito bem Pernambuco no Miss Brasil de 1974.

Eu torci pela vitória da Miss Sport Clube do Recife, Albanize Maria Braga Coelho (empatada em 5º lugar com Rita de Cássia Dutra Monteiro, Miss Grupo Jovem de Boa Viagem) por ter o mais belo rosto e ser minha conhecida, vizinha de sala de aula no Colégio Estadual Don Vital, situado no bairro de Casa Amarela, Recife. Mas a Miss Timbaúba também era muito bonita e tinha um corpão de arrasar quarteirão, tipo Martha Rocha (rsrsrsrs).

Apenas retificando a informação postada por Ana Lygia: o concurso Miss Pernambuco 1974, assim como os dos anos anteriores e os realizados até 1980, foi transmitido pela TV Rádio Clube, Canal 6, que pertencia aos Diários e Emissoras Associados, detentores dos direitos de franquias dos concursos em todo o país.

Muciolo Ferreira, jornalista
Recife-PE

Anônimo disse...

Houve um período que ela era professora e eu fui sua aluna.
Que legal ser aluna da mais bela timbaubense!!

Anelúcia Correia
(via Facebook)

Anônimo disse...

Parabéns por você e pela trajetória que lhe levou a Timbaúba.

Uma linda senhora, com certeza, uma bela Miss.

Romeu Goes, Salvador-BA
(via Facebook)

Anônimo disse...


A beleza dela ainda é de uma verdadeira miss.

Parabéns, Daslan.
Através de seus escritos, a história de Timbaúba e de tantos outros locais, sempre é revivida.

Vilma Borba, Macaparana-PE
(via Facebook)

Anônimo disse...

---------

Amigo Muciolo,

Eu era muito criança... lembro da entrevista de D. Mila na TV preto e branco, sempre elegante no vestir e no falar, lembro de Antônio Monteiro sentado ao seu lado.... pois Timbaúba em peso ficou ligada na telinha !
O canal de TV achei ser a TV Jornal, mas agradeço ter informado a emissora correta.

Abraços,
Ana Lygia
(Seria possível conseguir a gravação daquele dia ??? )

Anônimo disse...

Se o Nordeste fosse um país, imagino quantas garotas lindas teriam representado o Brasil nos mais importantes concursos de beleza do exterior.

Jurema Santiago
Campina Grande/PB

Anônimo disse...

É difícil conseguir essas gravações, Ana Lygia. Porque ainda estávamos engatinhando na tecnologia. Eram os tempos dos vídeos-tapes. E no final da década de 60 ou no início dos anos 70, não lembro bem a data correta, a TV Rádio Clube sofreu um incêndio de grandes proporções e praticamente todo o acervo, incluindo os arquivos do concurso, viraram cinzas.

Eu também gostaria muito de rever esses concursos memoráveis. Os poucos que possuo já são da era do VHS e DVD, a maioria copiados e enviados pelo Daslan.

Abraços,

Muciolo Ferreira

Anônimo disse...

Eu sempre ouvia falar muito na Miss Timbaúba 1974, através da minha mãe que estudou com ela na Escola Santa Maria.
Adooooreeei ver estas fotos dela no Geraldão!!!!!

M.Andrade