a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 641, referente ao período de 15 a 21 de outubro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 12 de abril de 2014

SESSÃO NOSTALGIA – A BIOGRAFIA DE MARTHA VASCONCELLOS ESCRITA POR ROBERTO MACÊDO, O LIVRO MAIS ESPERADO DO ANO

Daslan Melo Lima

     Talvez algum leitor esteja estranhando o título desta matéria, mas para mim e para centenas de pessoas do Brasil e do mundo, a biografia de Martha Vasconcellos, Miss Bahia, Miss Brasil e Miss Universo 1968, escrita pelo jornalista baiano Roberto Macêdo, é o livro mais esperado do ano. Com tantas rainhas da beleza que honraram a presença do Brasil em concursos internacionais, notadamente nos anos 50 e 60, nosso País tem uma dívida literária imensa para com a história do concurso Miss Brasil. O lançamento da biografia de Martha Vasconcellos ainda não está agendado, mas nesta edição estão algumas das preciosidades que o Roberto Macêdo postou em sua página no Facebook nos últimos meses, antecipando um pouco do muito que encontraremos na biografia de um ícone da beleza brasileira.

       Antes de formatar esta matéria, conversei com o Roberto e  perguntei :  “Amigo, esses recortes de jornais que você  tem postado no Facebook sobre Martha Vasconcellos dariam uma boa Sessão Nostalgia. Como não sei os que serão publicados no seu livro, o que me diz?”. Resposta do Roberto: “Daslan, pode publicar o que você quiser. Acredito que não haverá nenhum problema. Além do que, se eu publiquei na internet é porque não há qualquer inconveniente de se tornarem "públicos". Abraço.” 

  
----------
"Martha foi substituída nos três títulos por belezas diferentes: No Miss Bahia, a mulata Vera Guerreiro, Miss Clube dos Bancários, falecida precocemente em 2006. No Miss Brasil, a loura Vera Fischer. No Miss Universo, a filipina Gloria Diaz".
----------
"Era o maiô com cristais que ela encerrava os desfiles durante o Catalina Tour, por diversos estados americanos entre março e maio de 1969.  Durante os três meses do Catalina Tour, Martha usava esse maiô encerrando os desfiles. E foram muitos, por todo os EUA. Essa foto quem enviou para ela foi June, a acompanhante designada pela Catalina. Mas ela não especificou onde."
----------


"Hoje concluímos o trabalho de coleta de dados. Passei o dia com a nossa Miss Universo tirando todas as dúvidas, esclarecendo fatos, cuidando de detalhes. Só de gravação foram mais de três horas. Agora, o texto final. Obrigado Deus! Obrigado às mais de 50 pessoas que tiveram a boa vontade de reservar um espaço do seu tempo para contribuir com esse trabalho."

----------


"Algumas pessoas de fora da Bahia me perguntam sobre o painel com as personalidades baianas que está no plenário da Assembleia Legislativa. Aqui está uma visão. As sereias (ou Iemanjás) na parte de baixo do painel são Martha Vasconcellos, Martha Rocha, a modelo Luana de Noailles e Daniela Mercury.  Depois de pintar esse painel gigantesco, o artista Carlos Bastos fez uma réplica do detalhe de Martha Vasconcellos e a presenteou. Esse quadro ficou durante vários anos na sala da casa de Martha. Depois que ela foi para os Estados Unidos, o quadro seguiu para a casa da filha dela, Leilane, onde permanece até hoje." ***** Detalhe: "o painel original foi perdido num incêndio, em 1978. Na restauração, em 1993, Daniela foi incluída."
----------

Martha Vasconcellos, Miss Bahia 1968, ladeada por Adelina Martha Mansinho (loira, Instituto de Estudos Califórnia - 2º lugar) e Ionê Marques Jacobina (Clube dos Bancários - 3º lugar).
"Véspera de embarque para o Rio de Janeiro, para a disputa do Miss Brasil, Martha Vasconcellos foi homenageada com um coquetel no Palácio do Governo, em Ondina. Na foto, com o governador Luís Viana Filho, um neto dele, o prefeito Antônio Carlos Magalhães e a esposa do governador, dona Julieta (Juju) Viana. Naquele tempo as misses tinham prestígio..."
Roberto Macêdo com o poster gigante da publicidade da revista Manchete, edição da cobertura do Miss Universo.
 ----------
Roberto Macêdo com uma das mais lindas fotos de Martha, na cabine do piloto do avião da Cruzeiro do Sul, que a trouxe com a coroa da beleza universal.
Álbum da chegada de Martha Vasconcellos como Miss Universo. Na escada do avião estão Martha Rocha (Miss Bahia, Miss Brasil e vice-Miss Universo 1954)  e Maria da Glória Carvalho (Miss Guanabara, terceira colocada no Miss Brasil e Miss Beleza Internacional 1968). 
O álbum de casamento, feito pelo famoso fotógrafo Aszmann e vestida por Jérson Karl.

"Amigos, estou muito feliz porque realizamos uma reunião com o nosso editor para definir datas. (...)  Fica aqui o meu grande agradecimento à biografada, pela sua generosidade de abrir o seu coração e disponibilizar-me todo o seu acervo, com toneladas de material fantástico! São jornais e revistas de todo o mundo, milhares de fotografias e documentos impensáveis. Muito obrigado, Martha, pela confiança e pelo desprendimento com total generosidade. Que eu e o Universo saibamos lhe retribuir. O Universo, com muita alegria a inundar o seu coração. E eu, com um texto à sua altura. Amém, que DEUS me ajude! "

Acima, primeira página do Diário de Notícias. Abaixo, destaque da Folha de São Paulo, de 28/07/1968.

----------



       Uma das últimas postagens do Roberto foi o recorte acima, assinado pelo jornalista Heron Domingues (1924-1974),  do Diario de Notícias, edição de 26/07/1968, falando de uma nota que João Alberto tinha divulgado no Diario de Pernambuco, dizendo que Martha Vasconcellos teria nascido em Caruaru, PE.  Eu me lembro quando o assunto explodiu como uma bomba na capa do Diario de Pernambuco. Quando Martha veio ao Recife para um desfile no Clube Português, meses depois de eleita Miss Universo, sua declaração foi uma aula de diplomacia. Tranquila e com o seu sorriso franco afirmou: "Se eu tivesse nascido em Pernambuco teria muito orgulho, tanto quanto tenho de ser baiana."




             E enquanto o mês de abril desfila na passarela do tempo, contemplo Martha ao lado da obra de Carlos Bastos (1925-2004), retratando-a como Sereia-Iemanjá, na revista Fatos & Fotos, de 16/07/1984, uma das preciosidades do meu acervo. 
           E enquanto o mês de abril desfila na passarela do tempo, aguardo ansioso a data do lançamento do livro.  Paixões são paixões, simplesmente paixões, não se explicam. Venho dizendo isso há muito tempo.

*****

5 comentários:

Anônimo disse...

Este livro vai ser um sucesso, por resgatar a história de Martha Vasconcellos e toda aquela época de glamour.

C.Rocha de Floripa

Roberto Macedo disse...

Daslan, amei! Ficou excelente! Um abraço e bom domingo.

Anônimo disse...

Daslan,

a cada Sessão Nostalgia que você publicar com detalhes daquele que será, sem dúvidas, o livro do ano, mas aumentará a curiosidade dos brasileiros sobre a biografia da nossa miss Universo. Parabéns pelo texto. Alo Roberto Macêdo! Estou contando os dias para voltar a Boa Terra e ter meu livro autografado.
Muciolo Ferreira

Anônimo disse...

Não apenas os missólogos vão adorar esta biografia.
Todos aqueles que lutam pela preservação da memória brasileira também vão adorar.
Não há dinheiro que pague a visibilidade que mulheres como Ieda Maria Vargas e Martha Vasconcellos deram ao País.

Eduardo P. Abrantes - Rio

Anônimo disse...

Daslan,

Você é privilegiado! Parabéns pela oportunidade de participar desta noite memorável e pelo texto!
Martha Vasconcellos é uma estrela e o Roberto Macedo uma pessoa talentosíssima!
Parabéns a todos que participaram dessa festa que ficará marcada no coração de cada pessoa.
E a chuva também fez questão de homenagear a Martha! Muito lindo!
Sucesso sempre!
Edi Corrêa - Sorocaba/SP
edicorrea.blogspot.com