a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 624, referente ao período de 18 a 24 de junho de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 29 de novembro de 2014

As bodas de Patrícia e Tulio - "Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis."

A capela do Engenho Três Poços, em Macaparana, PE,  na noite de ontem, sexta-feira, 28, foi o cenário singelo e mágico do casamento de Patricia Morais e Tulio Padilha.  "Posso dizer que sinto-me leve, missão cumprida", foi o que declarou ao blog Ivanise Cavalcanti, mãe da noiva, que por muito tempo teve a grande responsabilidade de ser mãe-pai das duas filhas, Priscilla (esposa de Filipe Moura) e Patrícia, frutos do seu casamento com Roberto Pedrosa (in memoriam).  Tulio é filho de Luiz Gonzaga Padilha Filho e Alcineide Maciel de Oliveira Padilha. Muito jovial e elegante num modelo verde, Nise foi quem acompanhou a filha ao altar. 
Patrícia é uma pessoa de muita personalidade e determinação. Advogada, católica praticante,  não se  separa da Bíblia aonde quer que vá e aposta na instiuição sagrada do matrimônio. Fez questão de casar  com o empresário Tulio Padilha na capela da propriedade da família materna, no Engenho Três Poços, local de tantas referências sentimentais. Terezinha, sua avó, sempre alimentou o desejo de ver uma neta casar no pequeno templo e Patrícia desejava uma cerimônia simples, com a presença apenas dos familiares dos noivos e das suas colegas concluintes do  curso de Direito do IESP - Instituto de Educação Superior da Paraíba. A recepção foi na casa dos avós José Ivanildo Cavalcanti de Morais, o sempre lembrado Zé Ivanildo (1930-2012) e Terezinha de Jesus Azevedo, em Timbaúba, PE. 
ALIANÇAS - Terezinha, uma das personalidades femininas mais queridas de Timbaúba, avó materna da noiva,  conduziu as alianças.  O celebrante foi Padre Orlando Nascimento e Silva, ex-vigário de Timbaúba, atualmente à frente da paróquia de Macaparana.

Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis.
O coração do seu marido está nela confiado; assim ele não necessitará de despojo.
Ela só lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida.
Busca lã e linho, e trabalha de boa vontade com suas mãos.
Como o navio mercante, ela traz de longe o seu pão.
Levanta-se, mesmo à noite, para dar de comer aos da casa, e distribuir a tarefa das servas.
Examina uma propriedade e adquire-a; planta uma vinha com o fruto de suas mãos.
Cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços.
Vê que é boa a sua mercadoria; e a sua lâmpada não se apaga de noite.
Estende as suas mãos ao fuso, e suas mãos pegam na roca.
Abre a sua mão ao pobre, e estende as suas mãos ao necessitado.
Não teme a neve na sua casa, porque toda a sua família está vestida de escarlata.
Faz para si cobertas de tapeçaria; seu vestido é de seda e de púrpura.
- Provérbios 31, 10-22, trecho lido por Isabel, tia da noiva.
----------
ARROZ E CHUVA - Patrícia e Tulio sairam da capela sob duas chuvas, uma de arroz e outra de pingos d´água. "O meu pai que está no céu está feliz por saber que eu soube cuidar muito bem das suas netas", exclamou Ivanise.
                               ----------
Nas três primeiras imagens, Patrícia e Tulio. Acima, ela e o seu tio Zebedeu.
Após a valsa, Patrícia fez questão de pegar o microfone e enaltecer a grande importância da mãe em sua vida. 

Um número de 120 convidados se sentiram em casa com a atenção especial dos anfitriões. Ivanise, ao lado do seu amado Ilko Corrêa de Araújo, era a cara da felicidade. 
A dupla Felipe & Gabriel cantou e encantou
----------

VIVA LAS VEGAS - Um telão exibiu as imagens da encenação de um casamento realizado no mês passado em Las Vegas, no qual Patrícia e Tulio foram protagonistas.  ***** O casal vai passar a lua de mel nas Ilhas Maldivas.
----------
ATÉ O SOL RAIAR - O relógio marcava cinco horas da manhã deste sábado, 29, e as pessoas continuavam festejando o casamento. O cenário parecia ficção, mas era o fantástico show da vida energizando o roteiro de nossa caminhada. ***** Voltei para casa com a impressão de ouvir o vento repetindo o tempo todo "Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis."

 *****

3 comentários:

Anônimo disse...

Sempre adorei a família da Nize Cavalcanti.
Parabéns, Daslan, pela excelente matéria.

J. F. Duarte

Anônimo disse...

Uma família que tem uma Terezinha como exemplo de dignidade, tinha que ter gerado mulheres virtuosas.

Neide
João Pessoa/Paraíba

Anônimo disse...

O Nordeste me surpreende com o seu povo guerreiro e essa paisagem de sonho.
Muita gente que vive no sudeste e no sul do Brasil desconhece o outro lado da realidade de uma região tão bela e produtiva.

C.Rocha de Floripa