*****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ NO BLOG PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 741, referente ao período de 1º a 07 de março de 2019. ***** Editor: Daslan Melo Lima - Timbaúba, Pernambuco, Brasil. ***** Contatos : (81) 9-9612.0904 (Tim / WhatsApp). E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 20 de julho de 2019

SESSÃO NOSTALGIA – Geraldão, o templo da beleza pernambucana, e suas misses inesquecíveis


Daslan Melo Lima           

Ginásio de Esportes Geraldo Magalhães Melo, o Geraldão. 
Avenida Marechal Mascarenhas de Morais, 7787 - Imbiribeira, Recife, PE
----------
        O Ginásio de Esportes Geraldo Magalhães Melo, o Geraldão, foi inaugurado em 12 de novembro de 1970, pelo então prefeito do Recife  Geraldo Magalhães Melo (1927-2009). 
        De 1971 até 1979, a imponente construção polivalente foi palco da eleição da mais bela pernambucana, uma promoção dos Diarios e Emissoras Associados. Tive a satisfação de assistir aos nove concursos de Miss Pernambuco realizados ali. 
       Tudo no Geraldão remetia aos concursos de misses do Maracanãzinho, Rio de Janeiro,  que eu só conhecia através das revistas O Cruzeiro, Manchete e Fatos & Fotos. Grandes atrações musicais se apresentavam nos intervalos dos desfiles, a exemplo de: Jerry Adriani (1947-2017) e Waldick Soriano (1933-2008), em 1971; Antônio Marcos (1945-1992) e Vanusa, 1972; Elza Soares e Jair Rodrigues (1939-2014), em 1975; Maria Alcina,  1976;Jorge Ben (Jorge Ben Jor), Ronnie Von e Simone, 1977; Alcione, Sidney Magal e Banda de Pau e Corda, em 1978.    
      Guardo na memória e em álbuns de recortes, ótimas lembranças. Abaixo, um pouco daquele tempo.
---------------

Miss Pernambuco 1971
Geraldão, 12 de junho de 1971 – 12 candidatas

Dilene Maria Roberto de Araujo
Miss Garanhuns, Miss Pernambuco 1971
---------

TOP 3 - MISS PERNAMBUCO 1971 - Programa Misses na Passarela, apresentado pela TV Rádio Clube de Pernambuco. Da esquerda para a direita: Stella Maria Silva, Miss Santa Cruz Futebol Clube, segundo lugar, pertencente à equipe de modelos do estilista Marcílio Campos (1930-1991); Dilene Maria Roberto de Araújo, Miss Garanhuns, primeiro; Carmen Towar, jornalista, apresentadora do programa; e Rosângela Carvalho Monteiro, Miss Olinda, eleita depois Miss Objetiva de Pernambuco e Miss Objetiva do Brasil 1971. ***** Foto: Acervo de Carmen Towar/Blog do Fernando Machado.
---------------
Miss Pernambuco 1972
Geraldão, 09 de junho de 1972 – 23 candidatas

        O número de candidatas duplicou em relação ao ano anterior. Público estimado em 20 mil pessoas. Os apresentadores foram Neide Aparecida (uma das mais famosas garotas-propaganda do início da televisão brasileira) e o jornalista pernambucano Albuquerque Pereira. 

TOP 3 - Da esquerda para a direita: Maria de Fátima Filgueiras AntunesMiss Clube Abanadores Leão de Vitória de Santo Antão, segundo lugar; Maria Madalena Jácome da Costa Britto, Miss ESURP, Escola Superior de Relações Públicas de Pernambuco, primeiro; e Maria de Lourdes Gomes de Lima, Miss Esporte Clube Arcoverde, terceiro lugar.
----------
Fátima Antunes, Vice-Miss PE 1972, foi eleita Miss Objetiva de Pernambuco, conquistou o segundo lúgar no Miss Objetiva Internacional 1972 e atuou nos filmes  “Caingangue, A Pontaria do Diabo”, de Carlos Hugo Christensen (1914-1999); "Trindad...É meu Nome", de Edward Freund (1927-1982), “Caçada Sangrenta”, de Ozualdo Ribeiro Candeias (1918-2007) e  “A Ilha do Desejo”,  de Jean Garrett (1946-1996).
---------- 
Maria Madalena Jácome da Costa Britto, Miss Pernambuco 1972. Potiguar, Maria Madalena já tinha disputado o Miss Rio Grande do Norte quando residia em Natal, capital do seu estado. Ficou em quarto lugar no Miss Brasil 1972.
----------
Curiosidade:
Na saída do Geraldão, presenciei Martha Vasconcellos, Miss Bahia, Miss Brasil e Miss Universo 1968, que havia participado da comissão julgadora,  sendo muito assediada pelos fãs. Em dado momento, um rapaz alto e forte avançou para ela, tentando beijá-la. Martha soltou um grito protegendo o rosto com as mãos. Imediatamente, Reynaldo Loureiro, seu esposo na época, posicionou-se à sua frente, enquanto os policiais afastavam o exaltado admirador e criavam um circulo de proteção ao seu redor.
---------------
Miss Pernambuco 1973
Geraldão, 22 de junho de 1973 – 16 candidatas

Enilda Sá Barreto Miss Associação Universitária para o Trabalho, Miss Pernambuco 1973. 
--------
Mégene Eliane Nunes de Freitas, Miss Timbaúba, terceiro lugar, e Cleusa Adelaide Durant (Alessandra Durant), à direita, Miss Sport Club do Recife, segunda colocada. Alessandra Durant, modelo paulista que estava residindo no Recife, meses depois venceu o concurso Miss Objetiva de Pernambuco 1973.
--------------- 
Miss Pernambuco 1974
Geraldão, 24 de maio de 1974 – 29 candidatas
Cilene Aubry Bezerra da Costa
Miss Serra Talhada, Miss Pernambuco 1974
----------
.
TOP 3 - Da esquerda para a direita, Isolda Lira Cabral, Miss Caruaru, terceiro lugar; Cilene Aubry Bezerra da Costa, Miss Serra Talhada, primeiro; e Angélica Moura Lins, Miss Gravatá, segundo lugar, representante de Fernando de Noronha no Miss Brasil. ***** Foto: Diario de Pernambuco.
----------

Entre as semifinalistas (Top 10), Albanise Maria Braga Coelho, Miss Sport Club do Recife, acima, e Laurineide Coutinho Ferreira, Miss Timbaúba, abaixo.
--------------
Miss Pernambuco 1975
Geraldão, 13 de junho de 1975 – 24 candidatas

Maria de Fátima Mourato 
Miss Serra Talhada, Miss Pernambuco 1975
----------
Solange Gusmão Ribeiro da Costa, Miss Vitória de Santo Antão, Vice-Miss PE, tinha ficado em segundo no Miss Paraíba, representando o Campinense Clube. 
Inês Régis de Melo, à esquerda, Miss Clube Internacional do Recife, terceira colocada, acabou sendo oficialmente declarada Miss Pernambuco 1975 pelo seguinte motivo: Maria de Fátima renunciou ao título quatro meses depois do Miss Brasil, a fim de casar com  José Ferreira dos Anjos, Major da Polícia Militar de Pernambuco. Caberia à Solange Gusmão, ocupar o seu lugar, mas a paraibana estava de casamento marcado.  
Fotos: Diario de Pernambuco
----------
Curiosidades:  
1 - Edileide Maria Vital Constantino, Miss Moreno, quarta colocada, era irmã gêmea de Edinilza Maria Vital Constantino, Miss Jaboatão dos Guararapes, semifinalista (Top 10). 
2Janeta Eleomara Hoeveler, Miss Rio Grande do Sul, Vice-Miss Brasil 1974, desfilou na passarela na condição oficial de Miss Brasil 1974, pois a paulista Sandra Guimarães de Oliveira tinha renunciado ao título após ter participado do Miss Universo 1974. 
---------------
Miss Pernambuco 1976
Geraldão, 04 de junho de 1976 – 25 candidatas


Matilde de Souza Terto levou para a cidade sertaneja de Serra Talhada  o terceiro título consecutivo de Miss Pernambuco. As outras do Top 5 foram: Rejane Maria Liberal, Miss Clube Elefantes de Olinda, segundo lugar; Maria Pompéia Freitas Farias, Miss Clube Náutico Capibaribe, terceiro, irmã de Jerusa Farias, Miss Pernambuco 1969; Maria de Fátima Lima, Miss Flamengo Esporte Clube de Arcoverde, quarto; e Maria de Lourdes Cavalcanti da Nóbrega, Miss Sport Club do Recife, quinto lugar. ***** O Miss PE 1976 foi motivo de reportagem na revista Manchete onde estava registrado o recorde de público: 22 mil pessoas.
 ----------
Julia Katia, semifinalista (Top 12) do Miss Pernambuco 1976
----------
       Entre as semifinalistas, Julia Katia Lopes, Miss Grupo Jovem Artístico de Boa Viagem, agremiação dirigida por Fernando Bandeira Diniz, atual coordenador geral  do Miss Brasil Latina. A instituição fazia um belo trabalho cristão, dando suporte às ações do Padre Osvaldo, pároco da Igreja Católica de Boa Viagem. 
     Nascida em 24 de dezembro de 1956, vinte anos incompletos, a recifense Julia Katia era a sensação das passarelas dos desfiles de moda dos estilistas Marcílio Campos (1930-1991) e Paulo Carvalho. Notícia em todas as colunas sociais pernambucanas e até em revistas de circulação nacional, Manchete, Fatos & Fotos e Ele & Ela. Eu estava nas arquibancadas sem imaginar que um dia seríamos amigos.  


As semifinalistas (Top 12) Maria Betânia Magalhães de Albertim, Miss Pesqueira, e Julia Katia Lopes, Miss Grupo Jovem Artístico de Boa Viagem. 

     Maria Betânia Magalhães de Albertim foi a primeira concorrente que tomou a iniciativa de parabenizar Matilde Terto
      "Te respeito e admiro muito", escreveu anos depois Julia Katia na foto do Diario de Pernambuco colada em um dos meus álbuns de recortes.

      ---------------
Miss Pernambuco 1977 
Geraldão, 03 de junho de 1977 - 25 candidatas


TOP 3 - Da esquerda para a direita: Mônica Araújo, Miss Santa Cruz do Capibaribe, segundo lugar; Zilene Sá Torres, Miss Goiana, primeiro; e Maria de Fátima Coutinho, Miss Caruaru, terceiro lugar. 
----------
Márcia Cavalcanti Neves, Miss Sesi Industriária, quarto lugar.
.----------
Meses depois, encontrei Márcia Cavalcanti Neves durante um evento no Sesi de Casa Amarela. Ela se surpreendeu quando lhe pedi um autógrafo. Hoje, claro, em lugar de colher sua assinatura, eu teria solicitado fazermos uma selfie com o meu celular. Um coral da instituição cantou uma música que dizia: "Tem até Miss na passarela / passarelando com o coração. / O povo grita: / com essa menina eu não perco não." *****  Fotos: Diario de Pernambuco.


Rosângela Moura, Miss Custódia, quinto lugar.
---------------

Miss Pernambuco 1978
Geraldão, 26 de maio de 1978 – 18 candidatas


Diario de Pernambuco
----------

Ângela Agra Galvão, Miss Clube Português do Recife, Miss Pernambuco 1978. O senhor que aparece ao fundo é Paulo Max (1933-1996), mestre de cerimônias do evento, apresentador durante anos do concurso Miss Brasil. A imagem, publicada no Diario de Pernambuco, faz parte do meu acervo e está autografada por Ângela Agra, quinta colocada no Miss Brasil 1978.***** Foto: Diario de Pernambuco
---------------

Miss Pernambuco 1979
Geraldão, 1º/06/1979, 12 candidatas


O último concurso Miss Pernambuco realizado no Geraldão, por coincidência, contou com 12 candidatas, o mesmo número de participantes do primeiro. O título ficou com Anne Elizabeth Brasileiro da Silva, Miss Aeroclube de Pernambuco, semifinalista (Top 12) no Miss Brasil 1979. ***** Foto: Divulgação/Blog de Fernando Machado.  
----------
      

         Depois de fechado por doze anos, o Geraldo está previsto para ser reinaugurado  no final deste mês. De acordo com dados da Caixa Econômica Federal, a reforma da modernização teve um custo total de R$ 45.470.400,93, sendo R$ 20 milhões do Governo Federal e o restante de contrapartida do município.  
          Assim como sonho com o Maracanãzinho voltando a ser o local da realização do concurso Miss Brasil, sonho também com o Geraldão voltando a ser palco do Miss Pernambuco. Sonhar não é proibido. 

*****

13 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns, Daslan Melo Lima, por resgatar os concursos de Miss PE realizados no Geraldão.
Eu também estive lá, nos anos de 1973 e 1978, e também sonho com a volta dos concursos para aquele espaço maravilhoso.

Mário da Silva Mendonça - Petrolina'Pernambuco

Anônimo disse...

Estive no Geraldão da primeira a última edição do concurso. Os melhores anos, tanto de público, nível das candidatas e animação das torcidas foram, por essa ordem, os de 1972, 74 e 78. Todavia houve equívocos em alguns resultados com a platéia demonstrando insatisfação, notadamente nos anos de 1974 e 1975.

Em 1972, a miss mais aplaudida ficou em segundo lugar, o mesmo ocorrendo em 1975 e em 1977. Coisas de jurados.

Sonho em ainda ver o Geraldão de volta como o Templo da Beleza da Mulher Pernambucana. Isso só seria possível se a Rede Globo de Televisão assumisse a coordenação e produção do Miss Brasil.

Muciolo Ferreira

DASLAN MELO LIMA disse...

>>>>>>>>>>
Mensagem de Julia Katia, Miss Grupo Jovem de Boa Viagem 1976, via WhatSapp
>>>>>>>>>>


Sou eternamente grata pela homenagem. Para mim é uma grande honra ter ficado na lembrança do poeta. Fica com Deus. Obrigada. Adorei !!!

DASLAN MELO LIMA disse...

>>>>>>>>>>
Comentário de Maria Betânia de Albertim Bosshard, Miss Pesqueira 1976, via Facebook
>>>>>>>>>>

BOM DIA DASLAN
MUITO OBRIGADA GRANDE POETA, PELO CARINHO E ATENÇÃO.
VOU MOSTRAR AOS MEUS NETOS.
ADOREI!
DEUS CONTINUE TE ABENÇOANDO 🙏🙏🙏
👏👏👏👏👏👏👏👏

DASLAN MELO LIMA disse...

>>>>>>>>>>
Comentário de Mégene Freitas, Miss Timbaúba, terceira colocada no Miss Pernambuco 1973, via Facebook.
>>>>>>>>>>

Obrigada meu amigo, por resgatar e enviar-me esta lembrança inesquecível.
Ainda guardo uns recortes de jornais da época. Tenho de uma das crônicas de João Alberto ( Diário de Pernambuco), que dizia que eu merecia ter ganho o primeiro lugar. Mas, a miss vencedora, já havia sido escolhida antes do evento. Estava sempre isolada das outras candidatas e seu maiô era inclusive o único diferente das demais. Entre outras coisas.
Porém, neste mesmo ano, ganhei o título de miss objetiva internacional realizado na cidade de Bebedouro SP.
Mas, infelizmente não tive recursos sequer para comprar fotos que registraram aqueles momentos.

DASLAN MELO LIMA disse...

>>>>>>>>>>
Comentário de Maria Betânia de Albertim Bosshard, Miss Pesqueira 1976, via Facebook
>>>>>>>>>>

Na eleição de Zilene, Miss PE 1977, e na de Ângela, Miss PE 1978, eu fui coordenadora das missea. Foi uma experiência grandiosa e maravilhosa vivenciar os bastidores. Foi bom demais!

Anônimo disse...

Obrigada meu querido!!
Valeu a lembrança!!

Albanise Coelho
Miss Sport Club do Recife 1974

Anônimo disse...


A propósito do desabafo de Mégene Freitas, Miss Timbaúba, terceira colocada no Miss Pernambuco 1973, gostaria de expor o seguinte:

Tanto em 1972, como no ano seguinte, comentava-se sobre o interesse de autoridades da época para que a ESURP, Escola Superior de Relações Públicas, e a A.U.T., Associação Universitária Para o Trabalho, vencessem a competição.

As misses seriam utilizadas como embaixadoras para conseguir uma audiência em Brasília, junto ao MEC, Ministério da Educação e Cultura, a fim de conseguirem os certificados de reconhecimento para suas instituições de ensino. Até então, a ESURP e a A.U.T.tinham apenas autorização para funcionar.

Especulações ou não, coincidências ou não,
Maria Madalena Jácome da Costa Britto, Miss ESURP, e Enilda Sá Barreto, Miss AUT, foram eleitas Miss Pernambuco em 1972 e 1973, respectivamente.

Muciolo Ferreira

Anônimo disse...

Daslan querido, participei intensamente do concurso Miss Pernambuco 1973.
Enilda de Sá Barreto e toda família eram nossos amigos.
Justiça seja feita. Enilda, a escolhida, era a mais bonita e com mais porte de Miss.

Digo isso com muita propriedade e naturalidade, pois tínhamos também a linda e charmosa Flávia Pinto Cavalcanti, Miss Clube Internacional do Recife, minha amiga de infância, por quem torcíamos. Flávia, no entanto, não superava a beleza de Enilda.
A comissão julgadora foi super justa!

Maria Betânia Magalhães de Albertim Bosshard
Miss Pesqueira 1976

Anônimo disse...

Daslan, você me deu o.melhor presente que eu poderia ganhar em março de 2010: o resgate das matérias postadas no Diario de Pernambuco de quando participei do concurso Miss Pernambuco 1978, a melhor coisa da minha juventude.

Em março de 2010, eu estava doente, com depressão e Síndrome de Pânico. Receber aquele material e ser focalizada em Passarela Cultural foi um ótimo remédio. Me fez sentir importante.

Parabéns meu amigo Daslan Melo Lima por fazer parte da minha vida tão indiretamente.

Edilene Caetano / Miss Sesi Industriária 1978

DASLAN MELO LIMA disse...

Feliz, Edilene Caetano, por ter contribuído para o resgate daquelas imagens de valor inestimável, o que acabou sendo motivo de duas matérias inesquecíveis para a secção Sessão Nostalgia do meu blog PASSARELA CULTURAL.

Feliz pelo destino ter colocado o Roberto Macedo entre nossos contatos, que gentilmente digitalizou os preciosos recortes do Diário de Pernambuco.

As duas secções Sessão Nostalgia dedicadas a você continuam em evidência no blog, reunidas em uma só página, edição de 24/04/2010.
Vide link: https://passarelacultural.blogspot.com/2010/04/sessao-nostalgia_24.html?fbclid=IwAR3fe_EvTGuDibO5i8g70-qeQU0WuWlSR8O63bNFuxvDt6e-BdLxmn00TX8

Um abraço, eterna Miss, em nome da chuva pernambucana que lá fora cai, copiosamente cai.

Anônimo disse...

Do fundo do baú. Obrigada.

Laurineide Coutinho Ferreira - Miss Timbaúba 1975

DASLAN MELO LIMA disse...

Laurineide, você continua sendo um dos referenciais de beleza de Timbaúba.

Lembra do que me disse naquela entrevista de agosto de 2013? "O título de Miss melhorou a minha autoestima e abriu muitas portas. Eu não hesitaria em momento algum dar apoio a uma jovem da minha família que desejasse participar de um concurso de Miss. Jamais esquecerei o carinho da organização, as festas, o calor da torcida no Geraldão. Fui tratada como uma rainha. Valeu a pena ter sido Miss e de ter sido considerada umas das 10 mulheres mais belas de Pernambuco de 1974."

A Sessão Nostalgia dedicada a você, seis anos depois, ainda continua despertando a curiosidade dos timbaubenses.

http://passarelacultural.blogspot.com/2013/08/sessao-nostalgia_24.html

Um abraço, enquanto lá fora a chuva cai, copiosamente cai, irrigando a terra que lhe viu nascer.