a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 638, referente ao período de 24 a 30 de setembro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 28 de setembro de 2013

ÍNDIA MORENA, MISTURA DE MEL E CÉU

Daslan Melo Lima




     
      A pele dela tem a cor morena e os olhos são uma mistura de mel e céu. Suave, elegante e bela, chega e ilumina o ambiente. Seu nome: Margarida Pereira de Alcântara, ou simplesmente Índia Morena, uma pernambucana que completou 70 anos de idade no dia 13 de julho. Ex-artista de circo, onde começou a  trabalhar aos 10 anos, despertou grandes paixões. Foi trapezista voadora, contorcionista e rumbeira. Casada com o palhaço Fuxiquinho, reside atualmente em Jaboatão dos Guararapes. Com sua arte, Índia Morena percorreu todos os estados brasileiros e seis países. É um ícone circense e um dos patrimônios vivos da cultura pernambucana. 
    
      Encontrei recentemente Índia Morena na 3ª Conferência Estadual da Cultura de Pernambuco, no Portal de Gravatá Hotel Fazenda, em Gravatá, onde fiz estas imagens. Seus olhos brilhavam como se estivesse voando no trapézio ou dançando rumba. Depois das fotos, ela me disse  que conhece bem Timbaúba e as cidades vizinhas e acrescentou: "Deixei em São Vicente Férrer um pedaço do meu coração. Em 1962, eu estava atuando no Circo Amália Olzom quando alguém dos bastidores gritou que o meu bebê  de sete meses de idade tinha morrido. Fiquei transtornada, mas continuei dançando até o fim do meu show. Ele foi sepultado no cemitério local e nunca mais voltei àquela cidade.”

    

          Da próxima que eu for a São Vicente Férrer, nada mais será como antes. Vou me lembrar que ali está sepultado uma parte do coração de Índia Morena, cujos olhos são uma mistura de mel e céu.

*****

Nenhum comentário: