a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 616, referente ao período de 23 a 29 de abril de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 28 de setembro de 2013

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO - Hudson Ribeiro, da Banda 1º de Novembro para a Europa - Timbaúba na 3ª Conferência Estadual de Cultura de Pernambuco

HUDSON RIBEIRO, DA BANDA 1º DE NOVEMBRO PARA A EUROPA

     
   Hudson Ribeiro nasceu em Timbaúba-PE, no dia 20/01/1992, filho de Antônio Pessoa Ribeiro Filho, o popular Toinho Barbudo  e Maria Betânia de Sousa Pedrosa. Sua vocação para a música despertou em criança, quando via  Harrison, irmão mais velho, músico  da Banda 1° de Novembro, passar com a consagrada  Pé de Cará tocando pela rua. Aos oito anos de idade, Hudson começou a ter suas primeiras aulas  musicais na sede da Sociedade de Cultura e Musical 1º de Novembro. O seu avô Milton Pedrosa de Araújo, por ser músico e tocar violão,   sempre o  incentivou a enveredar por este caminho, a se tornar um  músico popular, pois ele sempre escutava chorinhos, valsas, boleros, entre outros. Quando  Hudson foi morar em Natal-RN, integrou um grupo de chorinho do Conservatório de Música da Cidade, o  Waldemar de Almeida , onde se formou aos  15 anos. Foi um aprendizado incomum, pois na aula de clarinete  tocava musicas eruditas, e ao acabar a aula ia direto para o  grupo de chorinho onde tínha que improvisar e tocar a maioria das músicas sem a partitura. A paixão pelo clarinete  levou  Hudson para a EMUFRN -Escola de Música da Universidade do Rio Grande do Norte,  onde aprendeu mais sobre música erudita, a dita clássica, sem descartar a  popular.
          Com um sorriso no rosto ele diz:  Meu pai sempre falava  que isso não era vida e que não  me daria uma sustentabilidade econômica ideal,  só passou a me apoiar quando ingressei no curso de Bacharelado em Música Habilitação em Clarinete em 2011, ano este onde venci alguns prêmios Internacionais, a exemplo do Jovem Solista. O primeiro em julho, etapas nordeste e Internacional,  e o segundo em novembro, etapas nacional e internacional, concorrendo contra vários outros instrumentos, como piano, canto, violino,  etc. Voltei  no ano seguinte a solar á frente  das orquestras do festival Internacional Eleazar de Carvalho, sediado em Fortaleza e  São Paulo com a Orquestra Jovem da Cidade de São Paulo. E provei para ele que era realmente isso o que eu queria.”
        Este ano, Hudson foi aprovado para  um Intercambio na Alemanha na Hochschule Für Musik.   Sua  experiência esta sendo bem satisfatória  e ele confessa que se surpreende com o  respeito e admiração que os europeus  tem por músicos, professores e pela cultura em geral,  coisa rara entre nós brasileiros. Entre os seus ícones musicais estão:  o regente  Eleazar de Carvalho;  Prof.  Ronaldo da EMUFRN; Prof. Cristiano Alves da UFRJ; o  frevo “ Voltei Recife" de  Luiz Bandeira; o  “Concerto K622 em A Maior para Clarinete Basseto e Orquestra”,  de Mozart;   Johann Sebastian Bach;  Pixinguinha; e a banda timbaubense 1º de Novembro, a Pé de Cará, onde tudo começou. Seu   maior sonho:  “Ver o emprego de um músico profissional  tão fundamental como qualquer  outro.  Músico profissional é aquele que usa seu instrumento para transmitir uma ideia, um discurso musical e   o mais importante, para  tocar a alma.   Eis o conselho que dou a um pai preocupado com a decisão de seu filho ter optado pela música:  Ele  não irá ser milionário, mas  a música irá propiciar momentos e experiências inesquecíveis que nenhum bem material poderá lhe ressarcir. E o mais importante, ele pode ter tudo o que ele quiser, só basta querer.”
----------
Esta matéria é um dos destaques da revista TIMBAÚBA EM FOCO de setembro/2013. 
Hudson Ribeiro deu uma palestra recentemente na sede da Banda 1º de Novembro. Algumas imagens do evento estão em pauta para postagens neste espaço. Aguardem!
----------

*****
UM FATO EM FOCO

Depoimento do leitor Sóstenes Alexandre: Hoje fui visitar minha querida mãe. Depois de muitas conversas, comentei que existia um novo medidor de gás no mercado, e para minha surpresa ela disse que já tinha: "...passou um vendedor aqui na porta, olhou o meu, disse que estava com defeito colocando em risco a minha vida e automaticamente foi logo instalando um novo. Pediu meu nome, endereço, CPF e faturou o equipamento em 3 vezes de 78,00, primeira parcela para novembro." Eu disse, como???? Um troço desses custa 28,00 lá em Aristides, e ela ficou decepcionada com o ocorrido. Portanto, pessoal, cuidado com esses benfeitores que passam nas portas. Estou aguardando a primeira parcela chegar.


*****

MEMÓRIA TIMBAUBENSE


Quem são estas pessoas? Por onde andam? Das 79 respostas enviadas, três delas, ricas em detalhes e informações, foram selecionadas. 


Ana Lygia Bezerra - Observando a foto  tirada em alguma tarde da década de 70, na sala principal da casa nº 100 da Praça Jáder de Andrade, residencia do alegre casal Rosa e Luiz Marinho Falcao,  pais de Carlos, Josaphat, Jaceguay, Ozires, Luiz, Dynizard, Jandira, Jacyra, Juracema e Juracy,  consigo reconhecer, da esquerda para direita:  Ceminha; Tia Jandira (ou será D. Dú ?); Rosinha; Carla e Bertha (encostadas na mesa);  D. Dulce Rodrigues e Sr. Rosil; a matriarca Rosa Bizerril Falcão; Flávia; D. Zefinha, irmã de Sr. Luiz; Miguel São João Carneirinho;  Creso;  Luiz Marinho e Dadinha. O restante não consigo reconhecer, mas creio que sejam Francisco, Joaquim, Carolina e Catarina, filhos de Luiz e Dadinha; Denise, filha de Dynizard e Maria Machado; D. Juracy e outros familares e amigos. Muitos  já se encontram na Casa do Pai, outros residem no Recife e  só Tia Jandira continua morando no imóvel. Obsservação: A toalha  da mesa é de renda de Veneza, não sei se na cor branca ou bege. 
----------
Rogério FalcãoEsta foto congrega a união de duas famílias: Rodrigues e Marinho Falcão. Este é o aniversário de Flávia, em casa de meu pai, onde estavam reunidos Rogério; Creso; Flávia;, Bertha; Rômulo; Osíris; Tito; Miguel Falcão; Francisco; Joaquim; Carolina;  Lia; minha avó Rosa Bezerril  Falcão, esposa de Luiz Marinho Falcão;  o meu tio, teatrólogo Luiz Marinho, e sua esposa Dadinha; meu pai, Rosil Rodrigues e minha mãe Jacira Marinho,  entre outros. Dou graças a Deus por pertencer a estas duas famílias que tanto carinho têm pela cidade onde todos nascemos, Timbaúba dos Mocós.
----------

Ana GlóriaEsta foto é do aniversário de Flávia Rodrigues, irmã de Rogério Falcão,Romulo,Ozíris e Berta.Foi na Praça Jáder de Andrade com a familia da mãe dela. Na imagem aparecem D.Jandira;  Luis Marinho (pai e filho); Rozil e Jacira (pais dela);  Rozinha; Lia; Miguel; Creso; Carla Falcão; Tia Iracema; , Jacegua;  Jacirema;  Maria Machado; Luisinho; Tito; Socorro Falcão;  Dona Rosa;  Dulce Rodrigues;  João Roberto e outros familiares. Flávia mora no Recife. Os primos são excelentes profissionais, tais  como Dr.Creso, jornalista;  Rosinha do Diário de Pernambuco; Carla, professora da UFPE; Lia Falcão, do Tribunal Federal 6ª Região, grande advogada e escritora; e Miguel Falcão, jornalista do Jornal do Commercio. Amigos nossos de infância. Anos dourados de Timbaúba. 

*****

Um comentário:

João Hélio Guerra disse...

O que esta em baixo da borboleta é Antonio Bezerra, casado com dona Dulce.