a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 638, referente ao período de 24 a 30 de setembro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 5 de outubro de 2013

QUATRO PAREDES

      Daslan Melo Lima

     
      Com sua voz suave, Miguel Ângelo cantava “Quatro Paredes”,  de sua autoria com Oswaldo Rodrigues: 

De joelhos imploro a Deus o seu regresso. / A sua volta é a razão do meu sucesso. / Volte pra mim, pois eu ainda a quero tanto. / Volte aos meus braços, aliviando este meu pranto. /// Quatro paredes a assistir meu sofrimento. / Travesseiro sempre ouvindo o meu lamento. / Tédio tão grande que me invade o coração. / Telefonista, por favor, complete a minha ligação.

       Depois deste trecho, vinha a parte declamada precedida de um toque da chamada telefônica. 

Trimmm...trimmm... / Alô? / - Sou eu!  / Você?  / - Sim! Eu não suportava mais, precisava ouvir sua voz. Eu  não posso viver sem você, volte pra mim...  E então? Diga alguma coisa, meu amor. / - Até amanhã querido, à  mesma hora no mesmo lugar.

      E Miguel Ângelo  concluía cantando "Quanta alegria invade agora meu coração! / Telefonista, obrigado, pode cortar a ligação."

      A música evoca uma época onde a telefonia era precária e para alguém telefonar para outra cidade tinha que solicitar à empresa telefônica. Não havia celulares. O mundo era lento e os valores eram outros,  mas o romantismo norteava os sonhos e as madrugadas, por isso vale a pena ouvir “Quatro Paredes”, http://www.youtube.com/watch?v=Tvj5gOhY8fQ .

*****

Nenhum comentário: