a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 620, referente ao período de 21 a 27 de maio de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 30 de abril de 2016

SESSÃO NOSTALGIA - Recife na rota do concurso Miss Brasil 1962

Daslan Melo Lima

          Depois do carnaval brasileiro de 1962, realizado de 04 a 06 de março, o repórter Ubiratan de Lemos (1925-1978) e o fotógrafo Indalécio Wanderley (1928-2001), da O Cruzeiro, a mais famosa revista nacional da época, estiveram no Recife para elaborar uma reportagem sobre as expectativas do Miss Pernambuco 1962, concurso que seria realizado no dia 28 de abril, no Clube Internacional do Recife.
      A dupla famosa, que teve como cicerone Maria Lúcia Santa Cruz, Miss Pernambuco 1961, visitou o ateliê do estilista Marcílio Campos (1930-1991), a praia de Boa Viagem e fotografou, além de Maria Lúcia Santa Cruz, a Miss Clube Português do Recife, Terezinha Frazão, que seria eleita Miss Pernambuco 1962, e outras seis jovens da sociedade que não estavam inscritas no Miss Pernambuco, todas vestindo peças exclusivas de Marcílio Campos.


       A revista O Cruzeiro sobre o assunto, com tiragem de 500.000 (quinhentos mil exemplares), circulou pelas bancas de todo o País em 31/03/1962, trazendo na capa a bailarina Vilma Vernon e o conjunto musical Eliseu e seus Ritmistas, com direito a chamada de capa, Recife na rota de Miss Brasil, e oito páginas.
                                              -----------   
                        

Maria Lúcia Santa Cruz, Miss Clube Internacional do Recife, Miss Pernambuco, finalista (Top 8, sétimo lugar) no Miss Brasil 1961.
-----------

Cinco belas de pés descalços exibem moda nova a meio da brisa de Boa Viagem, praia de água morna que o Recife tem para dar saudade a turista. ***** Da esquerda para a direita: Maria Lúcia Santa Cruz, Eneida Jardelino da Costa, Adrete Fúlvia Cubari, Maria Cecília da Silva Ramos e Sônia Maria Fernandes.
----------

Mundo de brinquedo da menina pode caber no cesto de rolar na praia, mas o mundo sonhado por moça bonita de Pernambuco tem a forma de uma coroa. ***** À esquerda, Terezinha Frazão, Miss Clube Português do Recife, Miss Pernambuco 1962. À direita, Sônia Maria Fernandes e Marcílio Campos orientando as modelos. 
----------
À esquerda, Adrete Fúlvia Cubari e Terezinha Frazão, de maiô. À direita, Maria Lúcia Santa Cruz, de braços abertos, e Rosemary Bonny.
---------- 



        Folheando esse exemplar da revista  O Cruzeiro, eu me pergunto por onde andam aquelas jovens lindas fotografadas por Indalécio Wanderley. Também me pergunto por onde andam as crianças anônimas que saíram nas fotos. 
         Eu poderia ser aquele garoto de fevereiro de 1962, caso, por um acaso, estivesse em Boa Viagem naquela ocasião. “Faz de conta que ele é você”, diz baixinho o vento frio deste abril de 2016.

*****

Um comentário:

Anônimo disse...

Daslan,

nos anos 50 e 60 Pernambuco se destacava no Miss Brasil. O concurso era mostrado nas páginas da revista O Crueiro. As candidatas eram selecionadas com muito rigor em disputas acirradas nos clubes que iriam representar.
Algumas misses pertenciam ao seleto cast de manequins do costureiro Marcílio Campos, a exemplo de Terezinha Frazão. Marcílio foi um dos papas da alta costura brasileira. Gostei dessa Sessão Nostalgia.
Uma ótima semana

Muciolo Ferreira