a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 633, referente ao período de 20 a 26 de agosto de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 29 de junho de 2013

A CLARIDADE DO SOL NORDESTINO A PINO

 
Carlos Augusto Ayres de Freitas Britto, ou simplesmente Ayres Britto, nordestino de Propriá, Sergipe, ex-Ministro do Supremo Tribuno Federal, tem sua opinião formada sobre a proposta da presidente Dilma Rousseff em promover um plebiscito da reforma política. Ayres Britto disse que é preciso ter muito cuidado na elaboração das perguntas que a população vai responder no plebiscito:
“De ordinário, o plebiscito implica perguntas mutuamente excludentes. Exemplo: você é a favor do desarmamento ou contra o desarmamento. Você é a favor do financiamento público de campanha totalmente ou não é a favor do financiamento público de campanha totalmente.”
Segundo ele, são opções mutuamente excludentes e é preciso que a pergunta seja “muito clara, claríssima”. Concluindo seu raciocínio, afirmou:
“São perguntas sobre vida vivida experimentada pelo povo e não perguntas teóricas correspondentes a uma vida pensada, a uma vida conceituada. É preciso ter muito cuidado com a pergunta que se faz num plebiscito. Ela tem que ter a claridade do sol nordestino a pino.”
As palavras de Ayres Britto, que também é poeta e conhece muito bem o sol nordestino a pino, têm a dose exata de humanismo e poesia de que tanto o Brasil precisa, de que tanto o planeta Terra precisa.  
*****

Nenhum comentário: