a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 624, referente ao período de 18 a 24 de junho de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 2 de maio de 2015

SESSÃO NOSTALGIA - Os destruidores de sonhos

Daslan Melo Lima

      “Cuidado com os destruidores de sonhos, eles são espertos. E quando menos esperamos eles invadem nossa casa, roubam as nossas alegrias e esperança, nos escravizam, nos aprisionam, nos fazem criar um laço de dependência tão grande que não é mais possível ver além, de projetar nossos ideais para um futuro. Eles conseguem no silêncio – com um rosto bonito e com um belo sorriso – roubar nossos sonhos como um vírus que entra em nosso organismo e fica lá esperando a hora certa, o momento certo, para atacar e destruir sua vítima. Mas esses destruidores de sonhos não tem a intenção de nos matar, pois, isso seria o fim do seu hospedeiro, o que eles realmente desejam é ver a pessoa hospedeira sofrer com os julgamentos e mentiras proferidas por eles, pois, o verdadeiro destruidor de sonhos tem duas faces, a social, onde na frente de tudo e todos é uma coisa e finge ser aquilo que todos pensam ser. Muitas vezes mentindo tão bem que muitas vezes até ele mesmo acredita ser aquilo que representa. E existe a face oculta localizada bem lá no fundo onde só ele conhece e se alegra sozinho com as maldades proferidas para com as pessoas que estão ao seu lado.”

    O texto acima, autoria de Alexandre Rama, diz muito do perfil das pessoas que usam de artimanhas para podar os sonhos e as aspirações do próximo. Em todas as atividades, encontramos pessoas bem e mal intencionadas, mas quando o assunto é o mundo da beleza, com sua aura de glamour, fama e fortuna, a situação toma uma proporção muito mais séria. É comum ouvirmos histórias de regulamentos e normas de concursos que foram alterados para beneficiar ou prejudicar essa ou aquela candidata, especulações sobre títulos comprados, mapas de votação manipulados, etc.  Em algumas ocasiões, intrigas e invejas são protagonistas de especulações inconsistentes, mas em outras a ausência de transparência deixa escapar rastros de maracutaias. Ninguém tem o direito de brincar com o destino e o sentimento de jovens sonhadoras.

        Voltando ao texto do Alexandre Rama, ele continua: “Mas os destruidores de sonhos não são seres capazes apenas de matar as alegrias e sonhos alheios, eles também são capazes de criar coisas e transformar as coisas que toca, mas só as coisas que lhe convém, pois se necessário for, destroem tudo, passam por cima de tudo e todos, só para ter o gosto de dizerem – não na frente de todos é claro – pois tem um lado social a zelar, mas escondido, camuflado... “Eu disse que não daria certo! Se tivesse me ouvido.” Mas no fundo eles alimentaram um desejo mórbido de satisfação pela queda do outro.”
   
      Um ponto a mais ou a menos dado levianamente por um jurado ou  a análise severa de uma resposta dada por uma garota momentaneamente insegura, pode fazer com que um  concurso acabe tendo um resultado injusto e sem credibilidade. 
   Finalizando esta primeira Sessão Nostalgia de maio de 2015, encerro citando a parte final do artigo do Alexandre Rama, copiado do http://www.escritas.org/“Mas destruidores de sonhos tem um ponto cego a ser combatido, algo que o enfraquece e os destrói que é a confiança... E é essa a palavra que deixa e coloca medo nos destruidores de sonhos, pois a única coisa que os destruidores de sonhos não são é confiantes em si mesmo. Eles são limitadíssimos em acreditar, justamente porque acreditar tem um significado de construção/esperança e como eles são desenvolvidos para destruir são desprovidos dessa palavra e sentimento. Mas você pode se perguntar em um dado momento se esses destruidores de sonhos podem adquirir a habilidade de acreditar. Talvez sim, talvez não. Mas só sei que devemos tomar cuidado, pois, deixamos essas coisas entrarem a qualquer instante em nossos sonhos e com a alegria do momento eles se camuflam, passam e se alojam, esperando o momento de falharmos e, assim, ruir com os nossos sonhos.  São assim que agem os destruidores de sonhos.” 

                                                     *****
"O que me preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais me preocupa é o silêncio dos bons." 
- Martin Luther King (1929-1968), pastor protestante e ativista político  norte-americano.


*****

3 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns! Perfeito!

Quem dera que DEUS tocasse o coração desses destruidores e eles percebessem o mal que fazem e se transformassem...

Abraço,

Roberto Macêdo

Anônimo disse...

Se a Band quiser salvar o que ainda resta do Miss Brasil, tem de mudar todos os coordenadores estaduais, começando pelo coordenador-geral. Porque a promoção está na UTI devido aos sucessivos escândalos de favorecimentos protagonizados por pessoas de caráter e índole duvidosas que enriquecem às custas da destruição dos sonhos de milhares de jovens aspirantes a miss.

Entreguem as coordenações às gerências das emissoras da própria Band ou às suas afiliadas.

Muciolo Ferreira

Anônimo disse...

Concordo com tudo que foi dito.
SERIEDADE jà!!!!

C.Rocha de Floripa