a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 616, referente ao período de 23 a 29 de abril de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 18 de junho de 2016

SESSÃO NOSTALGIA - Suzanne Albuquerque, vice-Miss Brasil 1985, a esmeralda do Atlântico

Daslan Melo Lima



Suzanne Albuquerque

           Cinco pontos de diferença a favor de Márcia Giaggio Canavezes de Oliveira, a Márcia Gabrielle, Miss Mato Grosso, tiraram de Suzanne Oliveira Albuquerque, Miss Fernando de Noronha, a expectativa de se tornar a Miss Brasil 1985. 
  Márcia Gabrielle totalizou 109, enquanto Suzanne Albuquerque 104 pontos. 




----------

Márcia Gabrielle, Miss Mato Grosso, Miss Brasil, semifinalista (Top 10) no Miss Universo 1985.
----------
          A Miss Brasil 1985 e a vice tinham um histórico de perseverança em concursos de beleza. Márcia, três anos antes, tinha disputado o Miss Rio de Janeiro, e no ano anterior tinha ficado em terceiro lugar no Miss Mundo Brasil. Em 1985, saiu do subúrbio de Bonsucesso, Rio, e migrou para o centro-oeste, onde foi eleita Miss Mato Grosso representando a cidadezinha  de Barão de Melgaço.  
Suzanne Albuquerque, Miss Fernando de Noronha, vice-Miss Brasil 1985.
----------

      Natural de Pernambuco e radicada em Brasília, Suzanne Albuquerque tinha obtido o segundo lugar no Miss Brasília 1985, representando a Associação dos Servidores do Alphaville. Tinha 18 anos de idade e se preparava para o vestibular de Jornalismo. A visibilidade alcançada com o segundo lugar no Miss Brasília fez com que fosse convidada para representar o então território federal de Fernando de Noronha no Miss Brasil. No ano seguinte,  participou do Miss Brasil Beleza Internacional, representando o Estado do Maranhão, e do  Garota do Fantástico.
----------

Suzanne, um quê de Roberta Close

     "Ela é a cara de Roberta Close", era a expressão mais ouvida quando o nome de Suzanne Albuquerque era mencionado. 
      Roberta Close estava no auge da fama. Intersexual, nome artístico de Luiz Roberto Gambine Moreira, hoje Roberta Gambine Moreira, cidadã suíça-brasileira residente em Zurique, era capa e assunto das maiores revistas brasileiras. 

Roberta Close, capa da revista Manchete, 1985.
---------
Suzanne Albuquerque, Miss Fernando de Noronha, vice-Miss Brasil 1985.

----------

Suzanne Albuquerque, a esmeralda do Atlântico

---------
----------

         Onde anda você, Suzanne Albuquerque? No ano passado, várias colegas suas do concurso Miss Brasil 1985 reuniram-se em São Paulo para uma confraternização, trinta anos depois. Tentaram localizá-la de várias formas, inclusive pelas redes sociais. Nada de concreto, apenas informações vagas, de que estaria morando no Rio de Janeiro. Há uma página no Facebook dedicada ao Miss Brasil 1985. Informações poderão ser encaminhadas para este e-mail: daslan@terra.com.br .
----------

     Ex-Território Federal, o arquipélago de Ferrnando de Noronha passou a se chamar Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha em 1988, reintegrado ao Estado de Pernambuco, tornando-se Distrito Estadual, comandado por um Administrador, indicado pelo Governador do Estado. Em  2001, a área foi tombada pela  UNESCO como "Sítio do Patrimônio Mundial Natural". 




      Pernambuco tem orgulho de Fernando de Noronha, a esmeralda do Atlântico, assim como de Suzanne Albuquerque, vice-Miss Brasil 1985, que também merecia esse epíteto.
              
*****

----------
Imagens: Manchete - Acervo de Barros Expedictus/Facebook-Jander Drummond 
----------
Grupo Miss Brasil 1985 no Facebook:
https://www.facebook.com/groups/missbrasil1985/?fref=ts
----------
Momento da contagem dos pontos das finalistas do Miss Brasil 1985:

4 comentários:

Anônimo disse...

Mulher ma-ra-vi-lho-sa!!!!

C.Rocha de Floripa

Vera Lúcia disse...

Amei, amei sua crônica Daslan. Realmente Suzanne Albuquerque era uma miss deslumbrante e poderia muito bem ter ostentado o título de Miss Brasil 1985. Mas tinha uma Marcia Gabrielle no meio do caminho. No meio do caminho tinha uma Marcia Gabrielle.
Abraços.

Dinalva Di disse...

Marcia e Suzane eram lindas

Anônimo disse...

Eu estava no Palácio das Convenções do Anhembi nesta tarde (gravado à tarde e levado ao ar à noite) e a representante de Fernando de Noronha era muito bonita, mas a Márcia Gabrielle tinha uma presença no palco extraordinária. Era muito alta e elegante.
O que me marcou foi a confraternização das torcidas no lado de fora do Anhembi. Ofereciam fotos de suas candidatas. A de Minas cantava "oh! Minas Gerais" e cada qual gritava e agitava bandeiras de seus estados. Era muito bonito! Era uma festa popular mesmo! Ficou na história. Hoje esse concurso não tem mais interesse de público, da mídia e patrocinadores. A audiência desses concursos hoje é apenas um traço. Lamentável. Edi Corrêa/Sorocaba-SP
edicorrea.blogspot.com