a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 646, referente ao período de 19 a 25 de novembro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 2 de julho de 2016

"Que importa restarem cinzas / se a chama foi bela e alta?"


CANÇÃO DA VIDA - Vesti um agasalho e fui para a calçada de uma rua transversal à minha, onde as fogueiras de São Pedro espantam o frio. ***** "A vida é um incêndio". Penso na transitoriedade da nossa passagem pelo planeta, mas o vento me acalma recitando em silêncio versos do poeta Mário Quintana. "Que importa restarem cinzas / se a chama foi bela e alta?" ***** A fumaça irrita meus olhos e o calor energiza meu corpo, enquanto minh'alma se embriaga de poesia. "Cantemos a canção da vida, / na própria luz consumida. " - Daslan Melo Lima, véspera do Dia de São Pedro, 2016, Timbaúba, PE.
----------

SE EU FOSSE UM SANFONEIRO, o meu repertório seria recheado de canções em ritmo de forró, mas as letras remeteriam a amores ausentes, impossíveis, não permitidos, perdidos e proibidos, tais como: "Lá no meu pé de serra deixei ficar meu coração." / "Pra que tanta fogueira, se pra mim a noite inteira vai ser grande a solidão." **** Se eu fosse um sanfoneiro, o ritmo contagiante do forró nortearia minhas apresentações com letras perfumadas de desilusões e ilusões. - Daslan Melo Lima, no Arraiá do Treinamento Funcional, AABB, Timbaúba, PE, 25/06/2016, posando com a sanfona do conjunto pé-de-serra "Chamego Quente".

*****
REFLEXÃO
"Sim, existem limites ao buscar a nossa felicidade: a dor alheia."
- Jacinto Benavente (1866-1954), jornalista, crítico e dramaturgo espanhol. 
*****

Nenhum comentário: