*****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ NO BLOG PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 697, referente ao período de 09 a 15 de dezembro de 2018. ***** Editor: Daslan Melo Lima - Timbaúba, Pernambuco, Brasil. ***** Contatos : (81) 9-9612.0904 (Tim / WhatsApp). E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 25 de novembro de 2017

SESSÃO NOSTALGIA - Hoje tem Monalysa em Las Vegas




         Lembro-me de uma manchete num jornal do Recife, não recordo se no Diario de Pernambuco ou no Jornal do Commercio, "Hoje tem Martha em Miami". Era um sábado de um tempo que se foi. O Brasil inteiro estava na expectativa de que a baiana Martha Vasconcellos fosse eleita Miss Universo 1968. A atmosfera era idêntica à de uma Copa do Mundo de Futebol. Martha venceu. A nação foi ao delírio. 
          A jovem piauiense Monalysa Alcântara é uma das candidatas ao título de Miss Universo 2017. Parte da mídia e da população brasileira não está ligada nesse assunto, o que é uma pena. Um concurso de Miss não é apenas um desfile de rostos e corpos, também é de sonhos. E o que é o nosso dia a dia senão uma passarela imaginária? Nela, ora perdemos e ora ganhamos a faixa, a coroa, o manto  e o cetro de ser passageiro no conturbado planeta Terra. 
         Vou estar amanhã diante da TV torcendo por essa garota brasileira guerreira, fiel à minha paixão pelos concursos de Misses, pois sempre digo que paixões são paixões, simplesmente paixões, não se explicam. 
----------
Daslan Melo Lima
____________

Na próxima edição falarei das minhas impressões sobre o Miss Universo 2017.




*****

Um comentário:

Anônimo disse...


Espetacular a participação da Miss Brasil Monalysa Alcântara no Miss Universo. Venceu todas as adversidades, a começar pela pergunta ridícula do mestre de cerimônias ao inquiri-la se ela já tinha sido careca, ouvindo uma resposta criativa e bem humorada que o deixou sem graça.

Outra adversidade foi o vestido usado nas preliminares, de um mau gosto terrível. Pensei que ela ficasse de fora do Top 16. O resto todo mundo viu pela televisão: uma brasileira negra, nordestina arretada de corajosa e sem medo de encarar o público deslizando no palco como um cisne.

Honrou a faixa que carregou e encheu de orgulho os brasileiros, avançando no Top 10 dentre dezenas de outras misses que tinham o mesmo sonho: ficar no Top 10.
Valeu Monalysa. Você é um Orgulho de Ser Nordestina, como eu.

Um forte abraço, Daslan,

Muciolo Ferreira