*****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ NO BLOG PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 689, referente ao período de 14 a 20 de outubro de 2018. ***** Editor: Daslan Melo Lima - Timbaúba, Pernambuco, Brasil. ***** Contatos : (81) 9-9612.0904 (Tim / WhatsApp). E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 2 de junho de 2018

SESSÃO NOSTALGIA - No tempo do concurso Senhorita Rio



Daslan Melo Lima



            “No nome do concurso vai toda a sua sutileza: não se trata de eleger uma Miss, mas uma Senhorita Rio. Para a candidata obter o título de Senhorita Rio só beleza não põe mesa. A eleita revelará uma série de predicados (culinária, comportamento, cultura geral, etc.) que a farão a esposa almejada por todos os solteiros. O original certame está sendo patrocinado pelo jornal O Globo, que já realizou, aliás, os primeiros exames de seleção. A prova final será no fim desta semana e a Senhorita Rio escolhida dançará feliz, num grande baile, nos salões do Clube Monte Líbano.”
          O texto do jornalista José Rodolpho Câmara, na matéria “Um Concurso Diferente”, publicado na revista Manchete, de 15/07/1961, ilustrado com fotos de lindos “brotos”, deixava claro que o Senhorita Rio seria mais que um concurso de Miss. Marcou época na sociedade carioca e teve repercussão em todo o País, revelando garotas na faixa de idade média de 16 anos competindo em trajes esportivos e vestidos de gala. Algumas delas ganharam mais fama que outras e são lembradas até hoje. 
----------

Andrea Bello
Senhorita Rio 1961





Andrea Bello, do Botafogo, 18 anos, aluna do curso clássico do Colégio Andrews, foi a primeira Senhorita Rio. Acima, em preto e branco, foto de um grupo de candidatas, imagem de uma concorrente não identificada e foto do Top 3, onde Andrea Bello aparece ladeada pela segunda e terceira colocadas, Cléia Cohen, do Centro Israelita Brasileiro, e Leonor Esteves, da Casa da Vida da Feira. Em cores, Gisele Rosenwald, Dirce Maria Cruz, Rosita Buslik, Andrea Bello e Suzana Colucci
----------


Sônia Maria Cardoso
Senhorita Rio 1965


Na revista Manchete (Ano 13, nº 712, 11/12/1965) aparece Sônia Maria Cardoso como Senhorita Rio 1965, ao lado de outras beldades. "De janeiro a dezembro, elas tornaram o Rio mais belo no ano do seu IV Centenário. Levantaram títulos de beleza, com os quais dezenas de moças sonharam."   Na foto maior, da esquerda para a direita: Marina da Conceição Silva, a Marina Montini (1948-2006), Rainha Mulata do IV Centenário; Solange Sousa Barbosa, Rainha dos Jogos da Primavera; Maria Raquel de Andrade, Miss Guanabara, Miss Brasil; Miriam Salgado Lima (falecida em 16/02/2013), Garota de Ipanema;Tônia Passos, Miss Suéter; Sônia Maria Cardoso, Senhorita Rio; Clara Bastos, Rainha do Sweepstake. Na foto menor, Solange  Dutra Novelli, Rainha do IV Centenário, que chegou atrasada para o encontro devido a um problema no seu carro. 
----------

Margareth Medeiros
Senhorita Rio 1967


Margareth Medeiros, Senhorita Rio 1967, gaúcha de 19 anos, estudante do terceiro ano do curso Clássico, olhos verdes, radicada na Cidade Maravilhosa, no bairro de Ipanema, recebeu como prêmio uma viagem de quarenta dias à Europa. O Top 5 foi formado por: Margareth Medeiros, primeiro lugar; Ângela Maria Moreira, segundo; Maria Cristina Franco, terceiro; Sonia Guardia, quarto; e Patricia Negrão Ferreira, quinto lugar. A terceira colocada, Cristina Franco, a quarta jovem na foto acima, da esquerda para a direita, tornou-se jornalista, consultora de moda e trabalhou durante quinze anos na Rede Globo como editora de uma coluna sobre moda no Jornal Hoje.
----------

Angela Catramby
Senhorita Rio 1968

---------

Angela Catramby (1952-2016), Senhorita Rio 1968, a mais famosa de todas. Garota nascida e criada em Copacabana, 16 anos, aluna do Andrews, foi eleita numa grande festa realizada no Canecão. Venceu quarenta concorrentes, entre elas a hoje psicoterapeuta Nadja Winitskowski, mãe da atriz Danielle Winits, e Maria Helena Leal Lopes, Vice-Miss Guanabara 1970. 
Ângela Catramby ganhou como prêmio uma viagem a Tóquio, com direito a uma passagem na volta pela Disney. Seguiu uma carreira de modelo que a levaria a ser recordista das capas da revista Claudia. Fez até comercial do sabonete Lux, aquele cujo slogan dizia “preferido por 9 entre 19 estrelas do cinema”. Na propaganda, a foto menor era a da famosa atriz Rachel Welch, um dos maiores símbolos sexuais do cinema, enquanto na foto maior, Ângela Catramby brilhava com seu sorriso encantador.
---------


Maria Helena Leal Lopes, finalista do Miss Senhorita Rio 1968, ganhou muita visibilidade na imprensa nacional. Na condição de Miss Telefônica Atlético Clube, ela foi a mais forte candidata ao Miss Guanabara 1969, mas uma decisão do Juizado de Menores não permitiu que disputasse o título por não ter 18 anos completos. Voltando no ano seguinte, Maria Helena acabou conquistando o Vice-Miss Guanabara 1970.  
                                     ----------

Martha Surerus
Senhorita Rio 1969




Martha Wilhelmine Brega Surerus, ou simplesmente Martha Surerus, 18 anos, representante do Fazenda Clube Marapendi, Senhorita Rio 1969. O cantor Wilson Simonal (1938-2000) foi o mestre de cerimônias do concurso. Martha Surerus fez comerciais para a televisão e ilustrou dezenas de capas de revistas. 


Martha Surerus, Senhorita Rio 1969, e Angela Catramby, Senhorita Rio 1968.
----------

Jane Macambira
Senhorita Rio 1970


Jane Vieira Macambira, Senhorita Rio 1970, morena nascida em Santos, SP, moradora do bairro de Santa Tereza, foi eleita Miss Guanabara dois anos depois, terceira colocada no Miss Brasil e quarto lugar no Miss Beleza Internacional 1972.
----------

Rogéria Martins
Senhorita Rio 1971/1972


Rogéria Martins, adolescente mineira de Carangola, criada no bairro do Leblon, vestibulanda de Medicina, Senhorita Rio 1972. A faixa deveria constar Senhorita Rio 1971, mas como o concurso foi realizado no final de dezembro de 1971, próximo ao Natal, o título de Rogéria Martins é Senhorita Rio 1972. Ela foi a última.
                                ----------

                                                Senhorita Rio,
                    o encanto de uma rosa e o destino de uma flor

   O cantor Carlos Galhardo (1913-1985) gravou uma canção romântica chamada "Senhorita Rio", composta por Sérgio Malta. A magia de um tempo que se foi parece brotar dos seus versos.  

Eu sorri no dia em que eu vi
A flor do teu sorriso
Eu sonhei no dia em que amei
A luz do teu olhar



Eu pensei te dar o meu amor
Te dar a própria vida
Mas a vida é tão pequenina
E aos teus olhos menina, se perdeu



Vai senhorita Rio
Vá seguindo teu caminho
Pela estrada do amor
Jóia mimosa

Tens o encanto de uma rosa
E o destino de uma flor

                                 ----------

Senhorita Rio na Globo

          Não encontrei imagens das Senhoritas Rio que poderiam ter sido eleitas nos anos de 1962, 1963, 1964 e 1966. O nome do concurso voltou com força total, em clima de nostalgia, na tela da Globo. Na novela “Aquele Beijo”, de Miguel Falabella, exibida de 17/10/2011 a 14/04/2012, Bruna Marquezine, no papel de “Belezinha”, foi eleita Senhorita Rio 2012.


----------

Senhorita Rio na Joyce Pascowitch

          Faz dois meses que Renato Fernandes, repórter especial da revista Joyce Pascowitch, fez contato comigo, a fim de saber mais sobre o Senhorita Rio. Passei as informações que sabia sobre o assunto. E eis que na edição de maio, com Deborah Secco na capa, a reportagem do Renato Fernandes foi publicada, dando maior destaque para a inesquecível Angela Catramby, Senhorita Rio 1968,  e Martha Surerus, Senhorita Rio 1969, esposa do empresário Eric Waechter.  Destaque também para Maria Elizabety Saddy, do Monte Líbano, candidata ao Senhorita Rio 1969. Como Betty Saddi, tornou-se um dos símbolos sexuais dos anos setenta. Fez novela e filmes. Depois de atuar na novela "Cara a Cara", da Rede Bandeirantes, saiu de cena e leva hoje uma vida tranquila ao lado do esposo e um casal de filhos.  






----------




         Renato Fernandes entrevistou Martha Surerus num restaurante de Ipanema, Rio de Janeiro. Quase meio século depois, ela é ainda reconhecida pelos fãs. "Posso tirar uma foto com a Senhorita Rio?", disse um desconhecido quando Renato e Martha saíram do restaurante. 
         Posso encerrar esta crônica e sonhar com as Senhoritas Rio? "Pode, Daslan Melo Lima", responde as recordações de um tempo que se foi.  



          *****


5 comentários:

Anônimo disse...

Excelente esta Sessão Nostalgia recordando o glamour que rolava no concurso Senhorita Rio nos anos 60. Na capital pernambucana, o meu colega do curso de jornalismo e cronista social Ricardo Ferreira Pinto (já falecido) promoveu durante algum tempo, numa das boates de Boa Viagem, o Senhorita Recife. Não teve muita repercussão porque Ricardo assinava uma coluna social para o Jornal da Semana, que não tinha grande circulação.

Considero Jane Macambira a mais famosa das Senhoritas Rio porque foi bastante popularizada nos programas do Chacrinha, onde aparecia semanalmente e teve direito a ser retratada pelo famoso pintor baiano Luiz Jasmim, além de ter sido eleita Miss Guanabara 1972.

Ótima semana ao Daslan e aos amigos do blog.

Muciolo Ferreira

DASLAN MELO LIMA disse...

>>>>>>>>>>

Comentário via e-mail.
>>>>>>>>>>

Maria Helena, gente fina. Teria sido eleita Miss Guanabara naquele 1969, talvez Miss Brasil.
Anos depois, soube que Vera Fischer também não tinha 18 completos quando foi eleita Miss Brasil em 1969.
Maria Helena, um verdadeiro ícone dos anos sessenta.

Milton O. Silva
Blumenau-SC

DASLAN MELO LIMA disse...

>>>>>>>>>>
Comentário via WhatSapp
>>>>>>>>>>

Eterno amigo Daslan. Você sempre com esta atenção, sensibilidade, carinho e muito amor, lembrando das Misses e Senhoritas Rio. Mesmo afastada dos holofotes, do glamour, dos sonhos e do "Pequeno Príncipe", que me rodeavam no auge dos 17 anos, sinto-me honradíssima por ser lembrada sempre por você e por ter participado daqueles gloriosos momentos.

Logo após o concurso Miss Guanabara 1970, preferi ter uma vida mais calma, rsrsrs... Fiz duas faculdades; casei com um médico (que está no céu); tive Agnes, minha única filha; e me tornei uma mulher "normal", batalhando diariamente, dando minhas aulas de Educação Física e me doando com muito amor.

Serei eternamente grata a você por tudo. Muito obrigada por um dia ter vindo me conhecer no Rio de Janeiro, acompanhado deste homem que amo muito, o Muciolo Ferreira. Uma honra! Meus agradecimentos aos dois.

Beijos.

Maria Helena Leal
Rio de Janeiro

DASLAN MELO LIMA disse...

>>>>>>>>>>

Recado de Maria Helena Leal Lopes para Milton O. Silva, de Blumenau, SC:
"Um grande abraço e grata pelo carinho."

>>>>>>>>>>

Anônimo disse...


Recado para Maria Helena:

Maria Helena Leal Lopes atingiu um patamar muito acima dos concursos Senhorita Rio e Miss Guanabara. Porque é considerada até hoje um ícone da beleza da mulher carioca na melhor acepção do termo, aliando beleza com simpatia, sensibilidade, espírito esportivo e saber viver a vida em sua plenitude. Beijos, linda! Você sempre foi e será minha referência no Mundo Miss. Abraços na Agnes.
Beijos, Muciolo Ferreira